Ir para conteúdo

A Maconha e seu enorme poder industrial


Skywalker

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

A Maconha e seu enorme poder industrial

Desde que se tem registro (aproximadamente 2800 anos antes de Cristo), o homem cultiva e tira proveito do cânhamo ( nome menos pejorativo para maconha), pois trata-se de uma planta com enormese utilidades.

Da cannabis pode-se extrair 25 mil produtos de uso essencial para a sociedade moderna. Roupas, calçados, produtos de beleza, óleo de cozinha, chocolate, sabão em pó, papel, tintas, isolantes, combustível, material de construção, carrocerias de carro e muitos outros produtos fazem da cannabis uma matéria-prima valiosa para a indústria mundial.

Isso porque suas sementes sao mutio nutritivas e tem uma quantidade abundante de óleo e seu caule é rico em fibras resistente e uma polpa rica em celuolose.

O uso industrial da cannabis sativa foi em grande parte sufocado por uma campanha agressiva de um concorrente direto, a indústria do petróleo.

Nessa thread pretendo apontar mtos usos que sao surpidos com a proibiçao da maconha, em especial o industrial.

Tecidos

O tecido de cânhamo pode ser obtido apartir de suas fibras, ele se parece com linho, com a vantagem de ser mais durável e possuie um baixo custo de produçao.

Sem dúvida o algodao é muito mais flexivel e fino. Porém menos resistente.

Portanto o uso do tecido de cânhamo seria ideal para roupas duráveis (o jeans da Levi´s era originalmente feito com fibras de maconha).

E ao contrário dos tecidos sintéticos que o substituiram, o cânhamo é muito mais confortável e fresco.

Cada vez mais grifes usam a fibra de canhamo em suas roupas, como por exemploAdidas, Guess, Calvin Klein alguns ternos Armani. Em 2001, Roupas da Osklen, de fibras de maconha, foram apreendidas por apologia à maconha no Brasil.

O uso das fibras da maconha sempre foi difundido no mundo todo. Era considerado o material mais resistente para se fazer tecidos. E muito usado nas velas das Caravelas.

Colombo descobriu a América com tecidos de canhamo nas roupas, nas velas e nas cordas.

Na Europa da Renascença, as telas dos grandes gênios da pintura eram feitas de cannabis, dai a palavra canvas para designar telas.

A Coroa espanhola e a portuguesa ordenaram o plantio de maconha em suas colonias já no sec XVI, para garantir o suprimento de tecidos, essenciais para seus barcos.

A grande Marinha britânica utilizava os tecidos com maconha do norte da África e Rússia, o que fez com que Napoleao criasse a primeira lei de proibiçao da maconha, que se tem registro.

Papel

Segundo um relatório da ONU de 1999, esse é o maior potencial da cannabis. De 1 metro quadrado de uma plantaçao de canhamo pode-se adquirir tanto papel quanto 4 metros quadrados de eucalipto e em tres vezes menos tempo.

Isso porque 77% da sua polpa é pura celulose. Além disso ela cresce muito rápido em aprximadamente 110 dias (de 3 a 4 meses).

Estima-se que, no final do século retrasado, até 90% do papel usado no mundo provinha da cannabis, da qual foi feita a primeira Constituição dos Estados Unidos.

Os primeiros livros da revoluçao de Gutenberg foram impressos em papel de cânhamo, além de muitos exemplares da Bíblia.

Óleo

A semente da maconha além de muito nutritiva, pode nos fornecer um óleo muti útil como solvente de tintas, lubrificantes e cosméticos.

Da semente prensada do cânhamo se obtém um óleo que a empresa de cosméticos The Body Shop utiliza como ingrediente central em sua linha de beleza.

Essa linha, criada em 1998, sempre esteve envolvida em controvérsias e chamou atenção por sua originalidade e eficiência. A linha é dirigida a pessoas com a pele seca, para ser usada habitual ou temporariamente.

O óleo da semente da maconha para uso alimentar é um dos mais saudáveis, pois possui apenas de 8% a 12% de gordura saturada, responsável pelo aumento de colesterol e causas de infarto. Apenas o óleo da Canola possui índices menores com 7%.

Combustível

A grande concentraçao de celulose faz do cânhamo uma planta mais indicada que a cana-de-açucar para extrair energia.

Na Alemanha, cientistas investigam outras opções para o petróleo, como os motores que queimam óleo de cânhamo, isso só é possivel graças a um relaxamento das leis germânicas.

Essa descoberta não é absolutamente nova, pois a Ford já nos anos trinta construiu um veículo diesel alimentado com óleo de cânhamo. Em pouco tempo o cânhamo foi considerado ilegal e a Ford obrigada a renunciar a utilização do óleo vegetal como combustível para seus veículos.

Outros

Como ja foi dito, da maconha pode-se extrair 25 mil produtos de uso essencial para a sociedade moderna.

No mercado desde 1998, a companhia inglesa MotorHemp se especializou no cultivo do cânhamo com fins comerciais e começou produzindo papéis especiais feitos de cânhamo. Depois, a empresa passou a fazer tecidos, roupas, acessórios e, desde o começo deste ano, diversificou-se totalmente: além das comidas, faz ainda xampus, condicionadores, hidratantes para pele, livros, cadernos, tecidos e comida pra cachorro, tudo de cânhamo.

Até mesmo cerveja de maconha, feita por outras fábricas, a MotherHemp comercializa. Uma, chamada GreenLeaf Lager, usa óleo de cânhamo para alterar o sabor da bebida. Uma outra, feita na Suíça, conhecida como Hanfblut Beer, usa essencias extraídas das flores do cânhamo.

A fibra está sendo aproveitada ainda em pranchas de esquiar na neve, as snowboards.

Na Suíça, a idéia foi transformar as folhas em xampus e cremes faciais. Tanto na Europa como nos Estados Unidos, se utilizam as sementes para obter prateleiras inteiras de supermercado: detergentes, fertilizantes, diversos óleos, molhos comestíveis e queijo vegetal.

A Daimler-Benz mantém uma plantação de cannabis na cidade de Ulm. Além de combustível, procura na fibra do cânhamo substitutos degradáveis para a fibra de vidro e os plásticos das carrocerias.

Os engenheiros não param de inventar novas utilizações da planta: os painéis de bordo das novas Mercedes e BMW são de plástico composto em parte de cânhamo, um material leve, pouco inflamável e reciclável; fabricantes de barcos, de embalagens e de eletrodomésticos também se lançam na produção de materiais de plástico à base de cânhamo e na fabricação da lã de cânhamo.

Cânhamo como alternativa ambiental

Vamos abordar primeiro os produtos aqui citados.

Os tecidos de cânhamo são, ao contrario de seus substituos sintéticos, frescos, absorventes e biodegradaveis. Portanto além de mais confortáveis sao mais ecológicos.

Fazer papel de polpa de cânhamo diminuiria muito a pressao sobre as florestas nativas, devido a substituiçao do eucalipto.

O óleo da semente de cannabis é mais ambientalemnte correto que os óleos a base de petróleo.

Segundo ambientalistas, o combustível de cânhamo é muito mais limpo que a gasolina, eliminando 80% menos de gases. E um fato curioso: o odor do escapamento, no entanto, é quase o mesmo que milhões de usuários da maconha já conhecemos.

A cannabis é uma matéria-prima estratégica para a sociedade sustentável. Ao contrário do petróleo, é um recurso renovável e limpo.

Seu cultivo não necessita de agrotóxicos e tem alta performance produtiva, pois cresce em no máximo 110 dias (podendo ser associado a outras culturas). A cannabis favorece o princípio ecológico do desenvolvimento de regiões auto-sustentáveis, com plantações e fábricas lado a lado.

A luta pela plantação da cannabis sativa com uso industrial, já adotada por grifes internacionais como Adidas, Guess e Calvin Klein, é uma janela de otimismo para o futuro sustentável do planeta, após o fim do petróleo e seus derivados.

Como podemos perceber o cânhamo além de possuir muitas utilidades, já vem sendo cultivado em muitos países para uso industrial (e também medicinal).

Contudo no Brasil, ainda há a falsa impressao de que a legalizaçao da maconha para uso industrial irá incentivar o tráfico da mesma.

Sem dúvida fiscalizar um país grande como o nosso é muito complicado, mas as plantaçoes podem perfeitamente estar nas maos do Estado. Além de já existirem plantaçoes de cânhamo com quantidades insignificantes de THC.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Muito bom mesmo SKywalker :)

É seu esse texto?

Só por curiosidade, porque significa que ce anda se informando e conseguindo transmitir a ideia.

Que de ambas as formas estão de parabéns. ;)

Sobre essa idéia de roupas de canhamo tinha uma loja que tentou abrir uma loja de roupas de fibras de canhamo a Hemporio, mas infelizmente fechou a um bom tempo.

http://www.hempbrasil.com.br

Aqui vai a lista de países que plantam o Hemp Industrial. E por incrível que pareça são países desenvolvidos e economicamente estáveis.

China

Alemanha

França

Canadá

Espanha

Polonia

Holanda

Havaí

Inglaterra

Austria

Nova Zelândia

Russia

Tailandia

Hungria

Romenia

Australia

Japão

E aí eu me pergunto...

Até quando vamos viver assim????

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Entao semente, o texto eh meu sim, mas ele tem algumas fontes...

A principal eh o livro da Super Interessante, q serviu de base p/ mim, e me inspirou a escrever essa thread...

As outras sao na maioria sites (em torno de 10)...

E o mais interessante, eh q sao sites abordando tecnologia, ecologia, desnvolvimento sustentável, economia...

Somente o site do Gabeira era relacionado diretamente com maconha...

Isso mostra q mta gente tah colocando o preconceito de lado...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O governo só vê o que possa fazer eles ganharem as próximas eleições (e se manter no poder) ... qual governador ou presidente ia assumir a responsabilidade de liberar a maconha?!... mesmo que para uso industrial...

Tu o que desse de errado no país iria ser considerado culpa da maconha...

" - Aumentou a taxa de criminalidade?! Culpa da maconha!

Quem mandou legalizar?! Agora todo mundo fuma e comete crimes!!"

" - Aumentou os indices de roubo de carros?! Culpa da maconha?!

Agora os viciados roubam carros!"

" - Aumentou o índice de gravidez na adolescência?! É porque as meninas fumam muita maconha e não se preocupam mais consigo mesmo!"

Não adianta... sei lá... o problema tá é na mente do brasileiro... tá na cabecinha mesmo... num dá pra querer abrir a mente dessa galera louca!

Porra gente! Quase 70% do brasileiros ganham 200 reais por mês (1 salário mínimo!) E milhões (repetindo M.I.L.H.Õ.E.S) de pessoas não sabem nem LER!

(Princípio básico p/ a interpretação dos fatos mais simples pelas pessoas...)

e 3% dos brasileiros apenas concluem um curso universitário...

Assim não dá nao gente....nem vai dar pelos próximos 30... 40... 50 ...100 anos!

Vai ser sinistra a batalha! Mas podemos continuar tentando...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

dangreen escreveu

O governo só vê o que possa fazer eles ganharem as próximas eleições (e se manter no poder) ... qual governador ou presidente ia assumir a responsabilidade de liberar a maconha?!... mesmo que para uso industrial...

Tu o que desse de errado no país iria ser considerado culpa da maconha...

" - Aumentou a taxa de criminalidade?! Culpa da maconha!

Quem mandou legalizar?! Agora todo mundo fuma e comete crimes!!"

" - Aumentou os indices de roubo de carros?! Culpa da maconha?!

Agora os viciados roubam carros!"

" - Aumentou o índice de gravidez na adolescência?! É porque as meninas fumam muita maconha e não se preocupam mais consigo mesmo!"

Não adianta... sei lá... o problema tá é na mente do brasileiro... tá na cabecinha mesmo... num dá pra querer abrir a mente dessa galera louca!

Porra gente! Quase 70% do brasileiros ganham 200 reais por mês (1 salário mínimo!) E milhões (repetindo M.I.L.H.Õ.E.S) de pessoas não sabem nem LER!

(Princípio básico p/ a interpretação dos fatos mais simples pelas pessoas...)

e 3% dos brasileiros apenas concluem um curso universitário...

Assim não dá nao gente....nem vai dar pelos próximos 30... 40... 50 ...100 anos!

Vai ser sinistra a batalha! Mas podemos continuar tentando...

Gostei, infelizmente é díficil não ser pessimista. Acho que ser pessimista é enfrentar a realidade.
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 month later...

Mto bom o texto kra! curti!Da hra.. ja faz um tempo eu screvi um texto ai bem pareci com o mesmo tema.. mas ta cheio de erro ortografico mas vale a intenção....=)

A nossa maior fonte natural para nos beneficiar esta proibida...

O algodão como todos sabem é ultilizado pra obtenção de fibras, que são ultilizadas em roupas, tecidos, e etc... fibras muito semelhantes as do algodão podem ser obtidas através das folhas da maconha, a diferença é que as fibras da maconha são muito mais fortes, macias , não mofam ou emboloram e duram até duas vezes mais do que as do algodão.

A maconha também pode produzir muitas variedades de papel como as arvores, a vantagem dos papéis retirados da maconha é que eles duram centenas de anos sem que se degradem, sua qualidade é mto superior, e pode ser reciclado muito mais vezes do que o papel retirado das arvores.

Não são somente fibras pra papel e algodão que a maconha oferece, mas também para a produção de uma espécie de platisco que poderia substituir o plastico convencional e a madeira para produção de brinquedos, móveis e até mesmo na estrutura de carros, afinal, ele é muito mais resistente, duravel, leve, além de ser menos inflamavel. A propria Mercedez Benz da Alemanha já construiu um carro com a estrutura feita de tal tipo de plastico a base das fibras da maconha.

As sementes da maconha contem proteinas que são mais nutritivas e mais economicas de se produzir do que a soja, e pode produzir todos os produtos feitos de soja, como tofu, hamburgeres vegetais, manteiga, queijo, oleos para salada, sorvetes, leites, etc... além de que sementes de maconha não são intoxicantes e tambem podem ser usada pra producao de um tiop de farinha, assim pode ser usadas pra producao de pães, macarrões, e tudo que deriva da farinha.

O oleo da semente da maconha tb pode ser usado para produzir diesel, tinta, verniz, detergente, tinta de caneta e lubrificantes, só que com o oleo da semente da maconha, tem a vantagem de poder produzi-los de uma forma que eles não fiquem toxicos e de forma viavel.

Além de todas essas vantagens nos produtos feitos de maconha em si, também existem muitas outras vantagens na questão de produção, como quanto a plantação de algodão, uma plantação de canabis produz duas até tres vezes mais do que uma plantação do mesmo tamanho de algodão, que além de produzir menos também só pode ser plantado em climas moderados e requer muita erbicidas e persticidas ( cerca de 50% das erbicidas e pesticidas usadas no mundo são usadas em plantações de algodão ), e muita agua. Já a maconha não precisa nem de pesticidas ou erbicidas, somente quantidades moderadas de agua e fertilizantes e podem ser plantadas em quase qualquer tipo de clima.

Já entre maconha e arvores, as arvores demoram muitos anos pra nascerem, ocupam muito espaço, enquanto a maconha pode ser colhida em 120 dias, e ocupam pequenos espaços, e acredite, mesmo a arvore demorando muito mais tempo para poder ser ultilizada para fabricação de papéis ou madeira comercial, um plantio de maconha do mesmo tamanho que um plantio de arvore pode produzir até quatro vezes mais papéis.

Trocando a produção de arvores por maconha pra fabricação de papéis e substituição da madeira comercial pelo plastico que pode ser feito atraves da maconha, diminuiria o desmatamento, assim diminuindo as erosões e muitos outros problemas causados pelo desmatamento.

Logo, nenhuma fonte natural oferece tanto quanto a maconha, que é capaz de produzir tecidos, papeis, materiais de construçao, comida, remedios, tintas, tinta de caneta, detergente, verniz, e combustiveis. Diferente de outras plantações, a maconha cresce em qse qlqr clima ou terreno, alem de não precisar de pesticidas ou erbicidas e precisar de pouca agua e fertilizante. A maconha tem tudo para se tornar uma enorme fonte natural que pode benificar o meio-ambiente, a economia do mundo. E tudo funciona como um efeito dominó, ou seja se o plantio de maconha é mais barato, logo seus derivados também serão, ou seja o preço de todos os produtos que a maconha pode fornecer estarão mais baratos no mercado, e isso de certa forma melhora a renda da população, melhorando assim sua condição de vida.

E acredite, de 1776 até 1937, nos Estados Unidos as principais plantaçoes eram de maconha, e a maior parte dos tecidos e papéis eram feitos a base dela também e era uma coisa muito comum para eles. Mas mesmo assim não existem muitos vestigios sobre a maconha nos livros de historia ou até mesmo nos museus dos Estados Unidos, isso por que quando o governo decidiu se por contra aos maconheiros fizeram uma especie de proibição da divulgação da maconha.

A maconha pode ser femea, macha, ou hermafrodita, e somente as femeas e as vezes as hermafroditas são usadas para consumo como droga, as maconhas macho não são usadas pois contém baixissimas quantidades de THC (principio ativo da maconha) e poderiam muito bem serem legalizadas para produção de produtos como papéis, tecidos, alimentos, e muitos outros produtos já citados.

Afinal oque aconteceria se a maconha fosse legalizada?

Com a legalização da maconha, e a criação de leis mais severas em relação a drogas mais pesadas como cocaina e crack, o numero de consumidores de crack e cocaina iriam diminuir, logo os traficantes, os maiores financiadores da violencia nos dias de hoje, iriam perder todo seu mercado de maconha (que seria vendida legalmente em bares ou casas especializadas), e teriam uma drastica diminuição no comercio de drogas mais pesadas, assim diminuindo todo o poder dos traficantes (cerca de 400 bilhões de dolares por ano circula na mão de traficantes de todo o mund), logo da violencia. E novamente tudo funciona como um efeito dominó, com a diminuição da violencia, menos dinheiro o governo precisaria investir em policiamento e aparatos de segurança, tendo mais dinheiro para investir em outras coisas, como escolas, saneamento basico, aumento de salarios, e em geral a melhora da qualidade de vida de todos nós. Também ao fato de que se há menos criminosos, sera muito mais facil a administração de cadeias, que hoje em dia sofrem de super lotações e rebeliões. Em fim tudo que tem em relação a violencia sera melhorado.

Produtos feitos de maconha como vimos, é muito mais em conta e de melhor qualidade, por serem mais em conta, seriam mais baratos, logo você compraria uma camisa, papéis, móveis, brinquedos, e muitos outros produtos que derivam da maconha por um preço muito mais barato do que os de hoje em dia e de melhor qualidade.

A legalização traria também mais turistas para o brasil, mais turistas significa mais mercado consumidor que significa mais dinheiro, esse dinheiro pode ser usado para melhorar nossa qualidade de vida, como já disse, em escolas, saneamento basico e nossa qualidade de vida como um todo.

Recentemente a OMS (organização mundial de saúde) realizou uma pesquisa na qual chegou à conclusão que o uso recreacional da maconha traz menos malefícios à saúde pública e a sociedade do que o álcool e o tabaco. O valor terapêutico da planta, desde milênios conhecido da humanidade e desde já algumas décadas reconhecido pela comunidade científica, começa agora a sensibilizar os governos de alguns países como a Inglaterra, Canada e alguns estados americanos como a Califórnia, Oregon, Arizona e outros, que liberaram o uso medicinal da Cannabis.

As leis brasileiras em relação à Cannabis precisa ser repensada. Antes de mais nada, a luta pela legalização é uma luta pela ampliação das liberdades individuais. O código penal brasileiro não prevê pena para crime de auto-lesão, é por isso que o suicídio(ou sua tentativa) é inimputável. Tendo em vista que o fumante de maconha só está fazendo mal a si mesmo, é uma contradição que seja punido por seu ato. A repressão ao consumo da Cannabis no Brasil esteve ligada, no inicio, à tentativa de suprimir os elementos africanos da religiosidade popular, sendo então sua proibição historicamente ligada à tentativa de acabar com a liberdade religiosa.

A negação por parte do nosso governo do uso medicinal da Cannabis é um atentado a saúde pública, impossibilitando a cura e o alívio de muitos. A maconha pode ser ultilizada para o tratamento da AIDS, escleorose multipla, glaucoma e muitas outras enfermidades.

E o crime por apologia a todos aqueles que, em alguns casos, só pronunciam a palavra proibida "maconha" é um entrave a uma das liberdades mais fundamentais: a liberdade de expressão.

Dizer que a maconha é a porta para outras drogas é muito relativo, depende muito mais da pessoa do que de qualquer outro fatos, mas com a legalização devido a criação de leis mais severas em relação a drogas mais pesadas, isso iria acabar de vez.

E mesmo assim muitas pessoas são contra a legalização da maconha, por que? Infelizmente porque muitas pessoas por não terem acesso a informação, são induzidas e influenciadas por informações incompletas com muitas verdades omitidas pela midia como a televisão, radio, revistas e outros meios de comunicação. E os grandes importadores de soja, algodão, e outros produtos semelhantes que podem ser retirados das fibras da maconha, para não terem seu negocio ameaçado por uma nova fonte muito melhor e mais rentavel, são contra a legalização e por terem diretamente ou indiretamente grande influencia no governo, impedem que isso seja feito.

Em mais 10000 anos de uso, nunca houve uma morte causada pela maconha

Substancia Mortes por ano

Tabaco 340000 á 450000

Alcool (sem levar em conta acidentes) Mais que 150000

Aspirina 180 á 1000

Cafeina (ulsera, stress, etc...) 1000 á 10000

Overdose de drogas legais (prescritas por medicos e/ou misturadas com outras drogas)

250000

Overdose de drogas ilegais (com exeção da maconha) 3800 á 5200

Maconha 0 (zero)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

realmente.. muito bom.

no futuro próximo a gente podia fazer umas coletâneas desses textos informativos, editadas em PDF "para caretas". esse é o tipo de informação que deve ser divulgada.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

o mais foda dissu é otros paises ganhando grana e tal e muitus nem clima bom tem..podme cultiva 1 vez por ano ou ficar dependendo do alto custo dos plantius em grande escala de maconha indoor, eu acho naum só q tem q muda issu como ja deveria fazer parte da nossa vidas...naum faz sentido algo taum bom e divino ser proibido a custo de proibirem q fumem seu baseado. fora q a cidade ia fica menos poluida e o chero naum ia se da fétida fumaça do escapamento normal de gasosa e sim o chero sagrado cannabico, o brasil perde dinhero com issu.... temos terras improdutivas, e muita terra sobrando pra plantius perfeito da cannabis q ia crecer muitu bem aqui e sait mais barato devido a tudu, mão de obra mais barata e tal, clima ajuda ...ia tira muita grana, ia se um pais rico.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 weeks later...
  • Usuário Growroom
num dá pra querer abrir a mente dessa galera louca!
Dá sim, basta passar uma reportagem favorável na rede de TV mais vista e mais alienista de todas (vocês sabem quem) que rapidinho a massa muda de opinião.

Quem nunca viu esse filme acontecer??? O problema é que esse pessoal (vocês sabem quem) é mancomunado com os nossos amigos do império norte (vocês sabem quem). E os nossos amigos lá de cima não querem o fim da era do petróleo (cujo comércio é dominado e controlado por eles) que garante sua hegemonia imperial.

É por isso que aqui continuamos nessa batida absurda. Enquanto isso europa e ásia (que não estão nem um pouco preocupados com as opiniões alheias) avançam no terreno e desenvolvem tecnologia apropriada para aproveitar ao máximo essa maravilha que é o cânhamo.

Enquanto isso no Brasil......

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...