Ir para conteúdo

Fumante passivo escapa de punição


Thomas

Recommended Posts

  • Usuário Growroom
Londres - O atleta britânico Jonathan Moore, especialista nas provas de salto triplo e salto em distância, escapou de uma punição por uso de doping usando um argumento inusitado. Flagrado por uso de maconha em exame realizado no dia 4 de setembro durante o Torneio de Merkem, na Bélgica, o atleta não questionou o resultado, mas justificou a presença da substância em seu organismo alegando ter sido um “fumante passivo”.

"Ele reconheceu que a substância estava mesmo no exame, porém assegurou que nunca havia fumado maconha e que por este motivo deveria ser considerado fumante passivo", informou nesta terça-feira a Federação Britânica de Atletismo. A entidade aceitou a justificativa e decidiu aplicar apenas uma advertência pública ao atleta.

Como escapou da punição, Moore desistiu de apelar da decisão da comissão de disciplina da Federação, que anulou o resultado de 7,82 metros, com o qual venceu a prova de salto em distância em Merksem. A Federação Britânica avisou, no entanto, que em caso de um novo resultado positivo, Moore será penalizado com suspensão de 2 anos.

http://www.estadao.com.br/esportes/outros/...4/out/26/24.htm
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

anular o salto é dose, hem???

se o cara tivesse fumado um verdim antes, ele não ia nem querer saltar, hehe

agora sério, thc não deveria ser considerado dopping para competições físicas, se eu fosse do orgão que legisla sobre medicina esportiva, eu só consideraria thc dopping em competições onde a concentração influencia no resultado como por exemplo o tiro ao alvo...porque nesses casos, substâncias sedantes ou tranquilizantes podem alterar a capacidade de concentração e diminuir a pressão do nervosismo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...