Ir para conteúdo

crises existenciais = bad


Italian Stallion

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

AE to trincadao....mas olha soh.....vcs jah tiveram crises existenciais,mas nao tao amplas,digo tipo sobre a sua vida talz.....

tipo vc fuma e ae começa a pensar nas coisas q vc faz qd tuh tah careta....e ve q tem coisas q tao erradas...tipo vai materialismo....aparencia...isso comigo....

ai eu penso pow pq eu so assim vo tentar seguir os ensinamentos da erva...ai vai lah acaba a brisa dia seguinte vc continua a mesma pessoa e esquece da brisa...

ai vai e fuma em otro dia....vai lah em pensa as mesmas coisas...e depois tuh lembra q ia melhorar mas nao conseguiu....e percebe q quando acaba esse efeito divino vc volta a ser o mesmo bosta de sempre.

e esse ciclo naum para.....

como vc agem?

vcs jah evoluiram tanto desde q começaram a fumar q hj mesmo tando careta vc consegue fazer as coisas q a erva t ilumina?

ps:malz postei em otro forum.......mas axu q esse q tah certo...qualquer coisa deleta um....

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ae Italian isso rola mesmo

O esquema é tu te concentrar em algo específico e,tipo tentar lembra só daquilo qdo caretiar,aí tu começa na manha faz uma coisa só daquelas que a "erva te iluminou",depois vai te esforçando pra fazer mais uma e mais uma tá ligado?

Falo pq comigo acontecia igual,na hora da brisa eu tinha umas idéias loucas de mim e do meu comportamento e das coisas em geral,tipo política,natureza,a vida dos meus brother(qdo tinha um meio mal) e várias outras viagens muito doidonas.Qdo eu me liguei ficava cuidando,qdo a brisa ia passar eu me concentrava mais nas minhas viagens(no caso tuas crises existenciais)e pronto,lembrava depois e utilizava as minhas idéias tb de cara.Não que eu não utilizasse doidão mas sabe cumé o cara fica pensando em um monte de coisa aí... :rolleyes:

Só a prática leva a perfeição!!!

Hoje em dia eu fumo e lembro de tudo como se estivesse de careta...

Acho que é isso

Abs

Lamotta

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Tem uma parábola na biblia que fala sobre as sementes que caem na terra, na areia e na rocha. Algumas germinam e properam, outras germinam e logo morrem e outras nem começam a desenvolver-se. É assim com nossas idéias também. O budismo também fala muito sobre isso. Quando estiver chapado numa crise existencial leia umas coisas em www.dharmanet.com.br . Eu consegui manter minhas sementes prósperas por mais tempo lendo com freqüência textos budistas. Mas cada um tem um local diferente prá encontrar as respostas...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

escrever.

escreva o que vc ta pensando... qndo eu to brisado fico pensando em escrever email pro meu vo, falando do tanto d merda ke ele faz, e de como é vacilão com a familia.

vou pensar mais em mim, andei me descontrolando mto... meio nervoso.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

escrever.

Isso mesmo... já fiz disso... algumas vezes eu nem entendia a letra :wacko: ... mas lembrava da "viagem" e pensava sobre ela caretão.

Ah, ja mandei email para eu mesmo quando tava chapado, falando dessas coisas... só toma cuidado pra não entrar na bad ;)

coloca um som massa aí, pega um lápis e sai escrevendo hehehhehe

Tem muita idéia massa que a gente esquece..

abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Pra mim com certeza isso é o que eu mais procuro na maconha: auto-conhecimento. Pra curtir prefiro beber com os amigos, sei la, as vezes eu fico chato com todo mundo quando fumo. Mas as analises, devido a visão a partir de outras perspectivas quando eu fumo, da minha vida, problemas, relacionamentos com as pessoas e etc. sao impressionantes as vezes. Mas eu so consigo isso quando eu nao fumo direto, porque se voce fumar sempre voce nao muda de perspectiva, fica sempre na perspectiva de chapado.

Nao sei se voces vao entender, mas ta ai.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

há uma crise existencial em mim que eh quando eu to raxando varias ideias comecam a fluir sobre o meu comportamento...

sao tantas que as vezes eu fico meio confuso e comeco agir errado ( nao sendo totalmente sincero) . Rola umas bad trip que eu fico inibido com td e as vezes ate gaguejando :blink:

parece ser engracado mas isso me incomoda bastante porque nao consigo me expressar da maneira que eu queria realmente i assim posso passar vibracoes negativas para quem esta comigo...

nao fumo muito mas fumo regularmente ( td dia ) i nao e todos os dias que estou assim mas comeca essas crises quando eu ja estou raxando

eu axu que quando vc esta raxando há uma dificuldade de expressar (falando) oq vc realmente pensa

oq vcs axam a respeito

vlw good vibes

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

Noossa, eu tenho altas bad tbm, mas eu jah percebi qudo é, normalmente ou é qudo eu to num grupo que eu num me incacho direito, sei lah, ou qudo tem muito nego careta perto. Eu tenho altas bad assim tbm, legal sabe que num so só eu, haahhahaa. Fico com várias nóia tbm.

Eu sempre nóio que minha vóz muda, acho mó estranha, uns par de vez nóio no que os otro tão penssano tbm, mó bosta idiota, daí eu acabo ficano inibidão tbm. Mas sempre que se fuma cuma galera firmeza nem da nada, eu curto p/ kraio, eu curto fica rino, falano bosta. E qudo fumo sozinho tbm, é muito difícil da uma bad.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

porra broder... eu achava que só eu tinha isso.. auehaue

quando eu fumo eu começo a perceber tanta merda que eu faço quando to careta... ja cheguei a anotar as coisas pra mudar, tipo deixar de fazer tal coisa... e a parada da voz comigo também acontece, a voz muda.. hoje mesmo eu tava chapado dai uma amiga minha me ligou e perguntou, voce tava dormindo? as vezes falam que eu to falando mto devagar... aeuhauhae

sobre as viagens eu tenho várias bad trip assim, as vezes me acho um merda tb, já pensei: porra eu devia tá chapado sempre...

flw, um abraço

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu aprendi há um tempo, q GRANDE PARTE de nossos problemas, são de nossa própria criação.

Temos q abstrair mais então. Deixar rolar. Focar menos o pensamento em determinadas coisas.

assino em baixo.

E o lance é esse mesmo que o povo tá falando,só pra confirmar que a cannabis nos ajuda a ter senso crítico,mesmo que ele seja MUITO crítico as vezes hehehe

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

e normal ni mim da consselhos , mesmo sem ter usado , me dou consselhos propios , mas nao conssigo seguir meus conselhos , na brisa eu curto mais e ficar ouvindo musica curtindo o solo duma musica , curtindo geral , gosto de ficar betendo os pe no chao , nao bater q nen retardado , mas tipo fazendo akeles ritmos q todos fazemos no busao , ae fica rox pra kralho, tocar guitarra tbm fica rox, entre outras coisas ...

pensei q so dava isso , o unico bad q tive foi um dia traguei um tanto , kralho kra fiquei nervozo , inpaciente ,´perdia a paciencia com qualquer coisinha , tinha q ver noia chata mais a viaje foi uma das melhores , mas foda mesmo depois q passou efeito kra fiquei inpaciente 24 horas puts... deve ser q fumei na correria sai arrumando as cinzas tomei banho escovei os dentes , corre daki corre de la , geral , pq faltava 1 hora pros meus pais chegar e tive q limpar tudo...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

A única bad q eu tive foi na Bahia, num beck q tive 2 tetos mto fortes, pensei q ia entrar em convunção...

Bad com erva acho mto difícil, só se o cara estiver zuado psíquica e/ou físicamente, aí até um cigarro pode te dar bad...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

A vida é feita de muitas escolhas. Mas as vezes, as opções que temos são uma pior do que a outra (sic, isso ficou parecendo prefácio de livro de auto-ajuda). E o que fazer nestas situações? Se divertir.

Não adianta culpar Deus dizendo que ele te odeia, ele não escolhe nada para você, pelo contrário, ele lhe dá o bem mais precioso que existe em nossa existência, ou seja, o livre arbítrio para fazer o que quiser, onde quiser e com quem quiser. O seu corpo te pertence e com ele os seus sentimentos.

Administrar sentimentos é tarefa árdua, porém simples, vista de uma óptica não pertinente ao fato. Possuímos a capacidade de absorver e refletir sentimentos de acordo com as nossas escolhas, não necessariamente nas opções que temos em mãos, mais sim aquelas que criamos ou, diga-se de passagem, tentamos criar.

Criando opções, jogamos com as possibilidades e probabilidades das ações ocorrerem, daí a frustração quando elas não se desencadeiam da forma anteriormente planejada. Manipular sentimentos de forma leviana pode, com certeza, gerar problemas de rejeição, abandono e outros sentimentos ruins.

São as nossas escolhas que revelam o que realmente somos, muito mais do que nossas qualidades, devemos criar possibilidades de escolhas tangíveis e não fictícias, alheias a nossa vontade.

Luchiano

(copy from APPP = Mural da Chapadeira by Luchiano)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

Fala ae meu!

Ou eu acho exatamente isso que vc postou.

Você já leu sobre auto sugestao ou auto hipnotismo?

Esses dois metodos podem ajudar vc a aceitar isso na sua vida!Dia a Dia.

Pra mim isso é uma questao de percepção e tempo.e vc mesmo vai se corrigindo.

Agora o que eu penso, de crise existencial, é além disso, como por exemplo como vai acabar a minha vida?!?!?

Eu não quero mais continuar dentro dessa sociedade!Quero apagar o meu cpf e sair por ai,morar num vilarejo onde não tenha mídia e afins.......escrevendo livros com um pseudonimo! Assim eu não terminaria sentado numa poltrona assistindo fantastico e dormindo olhando para traz com o remorso de não ter vivido a vida que eu quis.

Mas ai vem a parte da bad! será que vai dar certo?Que vai ser legal?Vou ter que deixar varios bens que eu gosto que só são encontrados nesse meio de vida que eu vivo hoje!

Mas depois eu penso...é uma questão de costume......o cara que nasceu em um lugar alheio a tudo isso nem vai sentir falta....e até mesmo pode não se interessar por isso....

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 year later...
  • Usuário Growroom

daí

se eu ultrapassar um certo limite, tipo fumar uma metade de um baseado sozinho, fico tri chaparral e me acontecem umas bad trips. ultimamente estou até evitando dar mais que 2 ou 3 tapas na pantera, para não ficar mal.

me bate uma nóia que um dia posso virar um mendigo, isso mesmo. fico pensando que posso não conseguir um trabalho decente, ou ir regredindo no trabalho, ganhando menos, as coisas indo meia-boca, perdendo certas regalias e por aí afora. daí penso que minha mulher ia se encher o saco de ter um fracassado do lado dela e acabar me abandonando e, até lá não tenho mais pai nem mãe e nem para onde ir, teria que ficar de favor por uns dias na casa de alguém, e depois tendo que ir morar num tipo de pensão/peças, ganhando uma merreca por mês. caminhando para um fim de m****.

fico pensando em toda a minha vida, coisa que devia ter feito, os erros que cometi, o ponto em que cheguei...

nego, quando isso me bate chega a dar até medo, daí tenho procurar logo fazer alguma coisa para tentar distrair e nem sempre consigo realmente...já pensei até que, se um dia chegasse a virar morador de rua, iria antes dar um jeito de me liquidar...

não sei por que eu penso estas coisas quando fico muito chapado. não sei se é insegurança ou pura viagem, sei lá, mas não é nada bom....

abrass

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Fala, irmão tapa na pantera!

Essa é uma insegurança coletiva nos dias de hoje, a sobrevivência.

Antigamente o povo praticamente trabalhava a vida inteira no mesmo lugar. Hoje se a empresa lucra menos vai embora e sempre demite um monte.

Quando a família tinha a terra para tirar o sustento a vida era dura mas essa nóia não tinha. Mas você sempre vai se arrumar, mesmo que demore um tempo. O lance é pagar uma previdência que assim já corta essa de virar mendigo debaixo da ponte.

Respira fundo e ergue a cabeça que isso não te derruba.

Ouça a música do Raulzito "Tente Outra Vez"!!!!!!!!!!!!!!!

Abração brother!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu mudei tanto minha personalidade, fico sempre pensando em como eu seria se não tivesse fumado...

Sou bem largadão mesmo, uso qualquer roupa não importa onde eu vou etc...sou SUPER econômico, gasto pela necessidade não por consumismo, simplificando, ACREDITO QUE MELHOREI COMO PESSOA SIM!

Mas alguma vaidade é necessidade galera, uma pena mas vivemos numa ditadura da beleza, numa ditadura não existe espaço para discussão racional, ou você é ou não é, e não ser é um grande sofrimento, cuidem de vocês mesmos, dentro e fora.

"There is enough for everyone's need but not enough for everyone's greed." -Gandhi

Uma dica para você é anotar tudo que você acha que poderia mudar sua vida, achou uma idéia interessante vem no PC, cria um bloco de notas e sai garranchando, era o que Carl Sagan fazia, faço isso também.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Estava passando por aqui e não pude deixar d ler todos os depoimentos deste tópico. Foi uma experiência muito importante pra mim, pois já passei muito por isso e ainda me vejo às voltas com este tipo de situação. eu sempre convivi com a maconha (eixistiam pessoas adultas que utilizavam a erva dentro de casa) desde pequeno, mas só comecei a fumar e realmente sentir as transformações advindas deste uso após os dezoito anos quando entrei pra faculdade. Em linhas gerais, eu estava indo numa direção (ideologicamente falando) e mudei completamente, criando uma inadequação entre a minha personalidade e a vida institucionalizada que eu tinha escolhido.

Acredito que o auto conhecimento que a erva proporciona provocou em mim uma frustração muito grande por me dar consciência das escolhas que fiz e, após tê-las feito, descobrir o quanto eu me afastei das coisas que verdadeiramente importam na vida e que permitem vivê-la com espontaneidade e simplicidade. Desde de que tive esta iluminação venho tentando fazer o caminho de volta às minhas origens, tentando manter vivas as primeiras impressões sobre a vida que tive, antes de ser tocado pelo pragmatismo devorador de sonhos do mundo moderno e de me deixar levar pelas cobranças tendenciosas de um projeto de vida essencialmente burguês.

Hoje em dia vivo uma conseqüência disto, me sinto muitas vezes mal interpretado pelos que estão à minha volta. Convivo pacificamente com as pessoas, mas na maioria das vezes prefiro ficar sozinho e isto me deixa com uma sensação de estar ficando pra trás, meio que estagnado.

Isto que tentei relatar de maneira simples e com poucos detalhes é um aspecto da minha experiência particular com a erva, relacionado com as bad trips. É muito importante deixar claro que, mesmo que a maconha tenha "atrasado meu lado" em relação à questões profissionais e financeiras (a materialidade) e isso também me incomodar, eu considero que, no geral, está sendo válido e proveitoso eu continuar fumando. São muitos os aprendizados e a vida é feita de riscos. Mesmo que não fumásse-mos a cannabis, correríamos os mesmos. Tería-mos a mesma chance de termos sucesso ou de fracassarmos em qualquer coisa que fizéssemos, pois no final de tudo, TUDO DEPENDE DE NÓS MESMOS. Não adianta ficar apontando outras pessoas ou situações como causadoras de nossos vícios de comportamento se não fazemos nada no sentido de nos levantarmos e enfrentarmos tudo o que nos oprime. É preciso coragem e seriedade para simplificar os complexos e vivermos plenamente, é uma caminhada que começa com o primeiro passo, vc que vai dizer qual vai ser o seu. Plantar a própria erva com certeza nos livra de muita coisa ruim que existe por aí, isto muda muito a relação que nutrimos com o fumo. Saber identificar as fontes de água limpa nesta sociedade caótica que passa valores tão controvertidos e ter a persistência e perseverança necessárias para chegar até elas é sem dúvida um bom começo.

Gostaria de agradecer à todos que participam deste forum e especialmente aos que compartilharam suas experiências neste tópico, foi um aprendizado muito grande e agora me sinto muito melhor do que antes de ter lido. VALEU GALERA!

Nós moramos em nossos pensamentos...

vibrações.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...