Ir para conteúdo

A Marcha Da Maconha No Stf


cinco

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Acabei de receber este email da Marisa Felicíssimo

"Caros amigos ativistas,

recebemos esta mensagem que está sendo encaminhada a várias instituições.

Neste momento imagino que isto não terá grande impacto, já q o Brasil não tem tradição de encher caixas postais de governantes para pedir ou protestar coisa alguma, e ainda achar que há mais pessoas da sociedade a favor da marcha do que os declaradamente contra, como este sujeito que está promovendo a campanha.

Mas enfim, gostaria que soubessem disso o quanto antes, caso queiram organizar algum "contra-ataque".

Abs,

Marisa

---------- Mensagem encaminhada ----------

SOLICITO QUE SEJA DIVULGADA A NECESSIDADE DE QUE OS CIDADÃOS QUE NÃO

QUEREM A PROPAGAÇÃO DAS DROGAS, se dirijam, por e-mail, à Central do

Cidadão do STF, pedindo ao Ministro Celso de Mello que não libere a

Marcha da Maconha (ele é relator da ADPF 187, que pede a liberação),

em consideração, principalmente, aos direitos prescritos pelo ECA, de

que crianças e adolescentes não sejam expostos à propaganda do vício

através de uma manifestação em que os participantes cantam que "Sou

maconheiro com muito orgulho, com muito amor!"

•Como pai e como Serventuário da Justiça, atuando na área

infantojuvenil, tenho visto as desgraças provocadas pela drogadição

precoce, onde sobressai, como estímulo, a tolerância cada vez maior

com as chamadas "drogas leves". Dentre tantos outros malefícios, a

maconha é passo inicial para outras drogas.

Escrevi um livro e tenho um blog sobre o assunto, ambos com o mesmo

nome "ASSIM CAMINHA A INSENSATEZ - A maconha, suas marchas,

contrramarchas e marchas à ré". O texto integral do livro está

disponível para dowmload. O endereço é

http://assimcaminhaainsensatez.blogspot.com/

Grato."

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 51
  • Created
  • Última resposta

Top Posters In This Topic

  • Usuário Growroom

Concordo com o e-mail.

UM PERIGO.

Coitada de nossas criancinhas. Elas tem que ficar protegidas dentro de suas jaulas em casa, vendo putaria na TV, vendo cenas de guerras urbanas enrustidas, enfim, EM CASA educando-se via Rede Globo e Datenas da vida.

E lógico idolatrando o Ronaldo nos comerciais da Brahma.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

REALMENTE Devemos Educar nossas crianças, para a vida, poupar a infancia de todas as injustiças,

Enquanto O ALCOOL, propaganda dentro de casa,,, NÃO É DROGA????, novelas e filmes com fumantes de cigarro/bebendo alcool, isso é apologia!!!

pois é né,, e as roubalheiras das politicagens,,, elas não ferem a moral??? o Jornal Nacional deveria ser depois das 22:00hrs entao pra que as crianças não assistam maus exemplos de lideres???

e as crianças devem saber que se não estão gostando de como são tratadas certas coisas no seu País que elas tem direito de protestar, todo cidadão tem o direito de expor suas opiniões e ideias(LIBERDADE DE EXPRESSÃO)!!!

a Marcha da Maconha NÃO diz fume maconha(nem incentivando nem propagando influências),,,,, DIZ: -EU CULTIVO E FUMO MINHA CANNABIS :Maria: , NÃO VENDO!(e não sou criminoso)!!!

tenho ORGULHO DE DEFENDER MINHAS IDEIAS , para não ser um escravo mental, como o a maquina do sistema gosta, por isso nao paro de Estudar/Pesquisar/Trabalhar.

só alguem tão INSENSATO poderia escrever algo com um titulo e subtitulo desse, tão careta!

RESPEITO é fundamental

e todo mundo Gosta

Abraço SelvaEncantada

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ta ai um video do cara lendo o ultimo capitulo do livro dele e defecando pela boca em geral...ele ainda é "poeta"...

As mesmas merdas de sempre,as mesmas pessoas apoiando.Mas ele tem uma campanha contra nos e ta pedindo ajuda.Vmos faze uq so xinga ele aqui ou como disse a Marisa Felicíssimo "contra atacar"?

Podiamos mandar email.Alguem tem os contatos?

Abraços

Mr.Fisherman

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ele ta apelando.

Ja ouviu o Relator dizer que é uma questão de liberdade de expressão.

Resolveu disparar uns emails tentando sensibilizar alguns caretas a ajudá-lo.

Inclusive ele mandou uma puta carta pro Relator.

Na boa, é a opinão dele, a qual tenho que aturar, como ele tem que aturar a minha.

Acho a dele incoerente com a realidade, ele sabe que busca uma utopia.

É impossivel evitar que a criança algum dia perceba que exitem drogas e que saiba da maconha, umas antes, outras depois.

Todo mundo acaba aprendendo que existe e fazendo um juízo de valor acerca da maconha.

A grande maioria nem experimenta, e muitos realmente não gostam da onda.

Mas a grande maioria não sabe o que é o ciclo econômico do canhamo.

A Marcha não faz propaganda do vício.

É uma forma legítima e democratica de pedir mudança na Lei.

E caçar tal direito seria um precedente perigoso pro autoritarismo.

De qualquer forma, faz parte do jogo ter oposição.

Os argumentos dele são fracos, e se quer ele fazer barulho, acho que devemos deixa a voz dele bem baixa.

Podemos usar o que ele sugeriu, mandando um email pedindo pro Ministro Relator, falando pela liberação da Marcha no Brasil.

É tranquilo, ninguem é preso ou investigado por isso.

Só não fugir do foco(nada de legagalização ou cultivo caseiro).

Falando da liberdade de expressão e do pedido de mundança na lei.

Ja to aqui em contato com a central do cidadão do STF.

Quem tiver disposição:

http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/mensagem.asp

Abraxx

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Acabei de receber este email da Marisa Felicíssimo

"Caros amigos ativistas,

recebemos esta mensagem que está sendo encaminhada a várias instituições.

Neste momento imagino que isto não terá grande impacto, já q o Brasil não tem tradição de encher caixas postais de governantes para pedir ou protestar coisa alguma, e ainda achar que há mais pessoas da sociedade a favor da marcha do que os declaradamente contra, como este sujeito que está promovendo a campanha.

Mas enfim, gostaria que soubessem disso o quanto antes, caso queiram organizar algum "contra-ataque".

Abs,

Marisa

O pior é que o e-mail da Marisa Felicíssimo recebeu, provavelmente saiu de uma reunião de 5 ou 6 senhoras, que costumam se reunir para trocar receitas e falar mal do mundo. Tipo gente da TFP, gente conservadora que até a volta da monarquia discute. Coisa da familia Orleans e bragança.

O pior é que o e-mail desta 6 velhinhas produz uma repercussão maior que 3000 e-mails vindo de nós.

Falar em construir presídios dá mais votos que falar em mudança de paradigma, povo ignorante aceita melhor porrada que inteligência. Acha que o caminho a ser seguido é matar o problema, não evitar que ele se forme.

Tem hora que eu acho que a legalização vai surgir a qualquer momento, tem hora que eu acho que não vai sair jamais.

Se tirar as emoções e pensar racionalmente, o mais lógico é que a merda vai continuar fedendo por muitos anos, décadas até.

Proibição, guerra, presídios e coisa e tal, dão mais dinheiro e votos a 0,001% da população, que são os brasileiros que realmente importam, os outros 99,99% tem que entender isso e se calarem. Uma parte se fode achando que esta no caminho certo e outra parte se fode sabendo que está sendo fodida. Mas todos tem que se foder calados.

E é claro. As 6 velhinhas são ricas, moram em mansões com diversos empregados. E os empregados pensam igualzinho a elas. Se os ricos que são espertos pensam assim, os pobres acham que tem que pensar do mesmo jeito.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

pq ninguem nunca pensa nas criançinhas???? :hahaha:

Eu sempre penso, e é por isso que sempre falo que é preciso educar as crianças com a "verdade" sobre cada droga, nada adianta dizer a uma criança que "droga é tudo igual, faz, mal, não use".

Como o sano bem disse: "É impossivel evitar que a criança algum dia perceba que exitem drogas e que saiba da maconha, umas antes, outras depois.

Todo mundo acaba aprendendo que existe e fazendo um juízo de valor acerca da maconha. "

Se os pais, educadores dizem a um jovem que maconha, cocaína e crack são drogas perigosas e não devem ser usadas, e este jovem decide experimentar maconha, perceberá que não é tudo isso que lhe disseram e logo desacreditará tudo que lhe disseram sobre o crack e a cocaína. Daí ele vai lá e cheira um pouco de pó ou fuma umas pedrinhas. Nas primeiras vezes, ele vai dizer para si mesmo: "porra, não é tão forte assim como disseram, nem deve fazer tão mal quanto me ensinaram..." aí já era, fim de jogo, mais um jovem pego pelo vício das drogas químicas.

Agora se ensinarem que maconha é X, cocaína é Y, crack é Z, e que X faz isso e que seu uso é contraindicado para jovens e até benéfico para pessoas mais velhas, Z faz aquilo e vicia muito mais que X, e que Y é a pior de todas, acaba com o indivídio em pouco tempo, sendo que em grande parte dos casos não há retorno (leva a morte do indivíduo antes que o mesmo possa ser tratado e se recuperar). Sobre a maconha, poderiam educar os jovens com informações atuais sobre o uso da substância psicoativa, como publicado recentemente que "O massacre de neurônios jovens causado pelo THC pode explicar os prejuízos na aprendizagem notados em crianças filhas de mulheres que fumaram maconha durante a gravidez. Além disso, pesquisas com adolescentes que abusam da droga mostram danos cerebrais nos circuitos neurais em desenvolvimento. Em cérebros mais velhos, entretanto, o THC parece ter um efeito protetor. As descobertas da pesquisadora indicam que a bioquímica dos neurônios muda com o amadurecimento das células. O papel dos endocanabinoides se altera em diferentes funções e passa a ajudar a sobrevivência de neurônios mais velhos."

Aí os jovens adultos, quando atingirem a maioridade, estariam mais preparados para fazer seus próprios julgamentos.

E não podemos esquecer do álcool. O jovem adulto, sabendo das realidades sobre a maconha, por exemplo, poderia decidir se quer dar umas bongadas ou vaporizadas ou até dar uns "tragos" em um baseado ao invés de tomar uns "tragos" de cachaça ou cerveja ;) Nós aqui já sabemos qual é menos nociva, agora é preciso informar o resto da população sobre as realidades de cada substância, de modo que nossos filhos e netos creçam em um ambiente mais bem informado, de modo que possam tomar as decisões corretas e não decisões baseadas em preconceitos, mentiras e informações distorcidas. E se Deus quiser em um mundo com menos bandidos e criminalidade. A regulamentação das drogas e a diferenciação entre maconha e as demais drogas proibidas por si só já teria um grande efeito positivo para alcançar este objetivo, ainda mais quando lemos sobre as estatísticas e demografia prisional representada em grande parte por usuários ou pequenos traficantes de drogas.

Ainda bem que há projetos de lei visando a mudança deste paradigma.

BC

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

...eles estão desesperáááááááádos!até parece que maconheiro não é pai :vsf: ! É MUITO MAIS pai que pinguço que sai do trabalho e vai pro bar falar de futebol! vai pra casa cedo, passa na padaria, beijo na patroa e crianças, água nas plantinhas e aí vai...vida boa, vida simples!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 weeks later...
  • Usuário Growroom

Hollywood - No limits!

Brahma - Eu sou Brahmeiro!

Skol - A cerveja que desce redondo!

Free - Baixos teores!

Dreher - Deu duro? Tome um Dreher!

Esse povo que trabalha com crianças acha q o problema do mundo tá na drogas...

O problema está em vocês funcionários públicos corruptos, em vocês professores mercenários sem compromisso com o ensino, no governo que só quer arrecadar e nos políticos ladrões que disfarçam se preocupar com o nosso país mas estão a serviço do capital.

A criança tem uma educação mentirosa, alienante e sem cultura - exceto a Rede Globo, uehueheu. Aí não cresce como ser humano, é marginalizado e acaba ou vendendo drogas ou queimando "um caminhão de crack" e a culpa é da maconha?

Mas a maconha é a porta de entrada das drogas. Porra nenhuma! Uma coisa não leva a outra. Legaliza a Ganja e a porta de entrada das drogas vai ser a próxima droga ilícita mais acessível. O cara quer fumar erva, mas não tem, porque nao da dinheiro e acaba comprando um pó porcaria ou uma pedra. Mas se ele nao precisa ir no morro comprar, de ele pode plantar ou comprar em locais autorizados, dificilmente vai ter contato com o resto.

O problema é cultura, educacional, político, econômico e social.

Encher o cú de cachaça, bater o carro, espancar a família e sair por aí pagando de doidão pode né? É Legal beber, ficar chapado... (de acordo com a lei, a lei autoriza)

Muita coisa é legal e tá errada. Essa visão simplista de legalidade estrita é outro problema do brasileiro que tá sendou roubado e alienado desde que nasce.

E ainda tem os idiotas que acham q só a opiniao deles está certa. Não tem ninguém aqui pedindo legalização de droga pra dar pra criançada não, retardado! Legalizar é controlar ao invés de combater.

Eu fico puto. Prefiro ter um filho viado que um filho alienado ueheuheuhe.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
  • Usuário Growroom

Hollywood - No limits!

Brahma - Eu sou Brahmeiro!

Skol - A cerveja que desce redondo!

Free - Baixos teores!

Dreher - Deu duro? Tome um Dreher!

Esse povo que trabalha com crianças acha q o problema do mundo tá na drogas...

O problema está em vocês funcionários públicos corruptos, em vocês professores mercenários sem compromisso com o ensino, no governo que só quer arrecadar e nos políticos ladrões que disfarçam se preocupar com o nosso país mas estão a serviço do capital.

A criança tem uma educação mentirosa, alienante e sem cultura - exceto a Rede Globo, uehueheu. Aí não cresce como ser humano, é marginalizado e acaba ou vendendo drogas ou queimando "um caminhão de crack" e a culpa é da maconha?

Mas a maconha é a porta de entrada das drogas. Porra nenhuma! Uma coisa não leva a outra. Legaliza a Ganja e a porta de entrada das drogas vai ser a próxima droga ilícita mais acessível. O cara quer fumar erva, mas não tem, porque nao da dinheiro e acaba comprando um pó porcaria ou uma pedra. Mas se ele nao precisa ir no morro comprar, de ele pode plantar ou comprar em locais autorizados, dificilmente vai ter contato com o resto.

O problema é cultura, educacional, político, econômico e social.

Encher o cú de cachaça, bater o carro, espancar a família e sair por aí pagando de doidão pode né? É Legal beber, ficar chapado... (de acordo com a lei, a lei autoriza)

Muita coisa é legal e tá errada. Essa visão simplista de legalidade estrita é outro problema do brasileiro que tá sendou roubado e alienado desde que nasce.

E ainda tem os idiotas que acham q só a opiniao deles está certa. Não tem ninguém aqui pedindo legalização de droga pra dar pra criançada não, retardado! Legalizar é controlar ao invés de combater.

Eu fico puto. Prefiro ter um filho viado que um filho alienado ueheuheuhe.

É o velho espírito brasileiro: Subserviente ao estrangeiro e matuto no último.

O brasileiro gosta é de um tabu. Mudam a legislação pra não mudar tabu. Se deixar dorme agarrado com uma imagem da Nossa Senhora na cama. A argumentação TODA dos proibicionistas é em cima de falsas estatísticas e.... tabu.

"Maconha é droga. Álcool também, mas... faz nada não."

E como disse o camarada GrowFumus, tome propaganda de álcool na TV. Isso sim, pra mim tinha que ser retirado DE CARA. Sem choro nem vela.

E o mais engraçado, é que cigarro não deixa doidão, mas detona. Álcool deixa doidão E detona. Quem saiu primeiro dos comerciais da TV?

Sim, encher o cú de cachaça, atropelar crianças, destruir famílias e espancar os filhos e mulher pode. Maconha não!

.

.

.

.

Eu fico puto. (2)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Sim, encher o cú de cachaça, atropelar crianças, destruir famílias e espancar os filhos e mulher pode. Maconha não!

Eu fico puto. (3)

Nossa, parece até eu falando dos bebuns falsos moralistas do nosso país.

E é a mais pura verdade.

Proibir a propaganda vai ser dificil! Afinal tem um monte de falso moralista aew com um monte de desculpas fajudas, pagando de cidadão de bem, que vão xiar até o capeta falar fino!

E fora isso, quanto de grana vcs acham que a AMBEV vai injetar no governo, caso apareça alguem querendo proibir a propaganda dos brahmeiros na globo?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 months later...
  • Usuário Growroom

Opa, eu tava ligado que o SANO tava preparando esse artigo, ficou bem maneiro.

Tomara que esse rebuliço todo que ta rolando em torno da questão das drogas faça que os processos tenham visibilidade política que os faça subir em importância na pauta e que sejam julgados prioritariamente, porque só assim que as marchas em várias cidades vai ocorrer.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Essa é só a primeira parte, ainda tem os comentários sobre as manifestações da AGU, da Presidência da República e do Senado Federal.

Volto a dizer, precisamos combater o obscurantismo!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sano;

Ótimas suas considerações. Eu sou o advogado que preparou o requerimento de ingresso como amicus curiae. Na próxima semana, até quarta feira, estarei juntando na ADPF 187 as razões de amicus curiae, com uma série de documentos e livros digitalizados, já que se trata de processo virtual. O fator positivo é que todos terão acesso a esse material bastante amplo, 24h por dia, pelo site do STF.

Nas razões que serão apresentadas, adianto que estou fazendo uma proposta ao relator no sentido de ampliar o debate da ação. Ou seja, além da liberdade de expressão, que seja apreciadas as questões relativas ao cultivo caseiro, ao uso medicinal, religioso e para fins economicos - utilização de suas fibras, sementes, etc - alimentação, vestimentas, etc.

Sei que a proposta é ousada. Conversei com um ex-Ministro do STF que me auxiliou e ele disse o seguinte: que a tese dificilmente terá exito. Porém, o Celso de Mello é um dos melhores Ministros da Corte para apreciar o tema. Se ele realmente indeferir o pedido, certamente fará ótimas ponderações, que poderão ser um grande passo para o futuro. E, ainda, temos o Carlos Britto, na ADI.

Somente não protocolei a petição no dia de hoje, a pedido de um parlamentar que se prontificou a ajudar e me pediu para segurar o protocolo até no máximo 4a feira, dia 03.03.2010. Estou com tudo pronto. Estou, apenas, por conta deste parlamentar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...