Ir para conteúdo

Bem Vindo Ao Board Do Marcha Da Maconha No Growroom.


growroom

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Acho que esse assunto já ta superado!

Não tem racha na Marcha!

Depois do desencontro de segunda, o dialogo saudavel foi estabelecido!

E a prova disso será a reunião dia 19/02!

E todas as idéias para incrementar a Marcha serão ouvidas e deliberadas!

Estamos perdendo tempo e o foco!

Quero saber da Marcha!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 96
  • Created
  • Última resposta

Top Posters In This Topic

  • Usuário Growroom

Foi superado, por isso não vejo problemas em falar sobre o que acontece...

Não acho que nada que disse possa ser tomado como ofença...

Apenas deixei claro o que o Hempadão classificou (publicamente) como algo que acontece por "debaixo dos panos". Minha crítica aqui não é ao Cinco ou ao MLM de forma alguma, sim à forma irresponsável que o Hempadão noticiou esse "racha", que pode promover mais desentendimentos entre os grupos e mais confuzão na cabeça de quem está por fora do negocio...Se não fosse essa matéria certamente não teria escrito nada do que escrevi a cima.

Acho que é direito de quem quer se informar ter acesso a todos os lados de um fato noticiado, e se o veiculo de comunicação oficial(que veiculou a notícia a princípio) não o fez, é nosso dever fazer a mídia alternativa....(digo isso como jornalista)

Não estou atacando ninguem, estou tentando esclarecer o leitor, espero que meu post não seja mal compreendido.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

A parada é que tão querendo transformar a marcha num movimento político quando ao meu ver deveria ser um evento festivo como em todos os outros países.

Esse concurso de camisas por exemplo. Eles disseram que vão fazer a versão "deles" da camisa, mas acho que não deveria ter versão de ninguém e sim apenas a camisa da marcha que até onde sei é sempre uma galera daqui do GR que faz a arte.

Nessa próxima reunião unificada do dia 19 vou fazer de tudo para ir.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Olá...

Em primeiro lugar, gostaria de questionar qual é o instrumento de decisão que legitima esse posicionamento - da Marcha enquanto evento - como posição do Growroom? Desde 2005 frequento a comunidade, desde 2007 sou moderador do fórum, contribui durante anos com o desenvolvimento do site e, através do Growroom, me inseri no cenário da Marcha, da qual administro o site desde 2008. Em momento algum me foi consultada minha posição a respeito disso. Aliás, não existem instrumentos democráticos e/ou políticos dentro do Growroom que sustentem essa tese de que há uma posição do Growroom.

Dado o contexto da minha participação no Growroom, coloco - Não concordo com a visão defendida por usuários do Growroom do Rio de JAneiro, de que a Marcha é um evento. Também não concordo com o que o Renato descreveu, no Hempadão, como sua proposta - em específico a existência de um colegiado nacional.

Vivenciei toda a disputa em torno dessas teses, em 2008 e até os dias de hoje e, em momento algum, entendi que as concepções em disputa propunham a criação de um CNPJ da Marcha.

Continuo questionando. Porque o grupo do Growroom do Rio de Janeiro está falando em nome da comunidade toda (sem a existência de instrumentos pra tal, como coloquei)? Somos milhares, dezenas de milhares... não é muito peso falar em nome dessa galera toda?

O Growroom é uma comunidade internacional, se vamos colocar posicionamentos do Growroom, que hajam instrumentos de participação mais adequados.

(Aqui quero registrar e reconhecer o esforço que foi feito ao criarem o Board Desenvolvimento da Comunidade. Iniciativa a se parabenizar que aponta na ampliação da participação nos rumos políticos do Growroom).

Quero finalizar provocando e problematizando os interesses por traz da defesa de uma Marcha enquanto evento. A Marcha é também um evento e cercear o surgimento e fortalecimento de formulações políticas é de se preocupar. A intenção aqui não é polemizar ainda mais a situação, mas eu realmente gostaria de entender quais motivos, argumentos e interesses estão colocados por traz dessa posição (defendida ferrenhamente) - elementos novos, conviventes, porque até agora não pude ler nenhuma formulação política a respeito disso.

Quero acreditar que existam interesses por traz disso e que não estejamos aqui discutindo uma perseguição política pessoal e coletivas, entre os grupos cariocas.

Resumindo - Quais processos legitimam o grupo do Growroom do Rio a falar em nome de todos? - falo de processo político, sei que existe aceitação

Quais argumentos políticos sustentam a posição contrária a movimentação política em torno da Marcha?

A Marcha enquanto festa eu entendo o porque e acho importante. Agora, despolitizar a Marcha, porque? Pra que? Pra quem?

Enquanto vocês se engalfinham ai no RJ, a Marcha da Maconha já é movimento político em outras cidades há muito tempo. Aqui em São Paulo vai de vento em popa, com umas 8 cidades envolvidas e vários coletivos também.

PS: É triste que sejamos tão intempestivos ao condenar o Hempadão. Eles apresentaram um ponto de vista, assim como cada um de nós o faz. Porque virar as costas agora? FORÇA PRA HEMPADA!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Desculpe Pintolico, onde esta escrito Growroom leia-se I Grow, associação civil formada por usuários do GR aqui no Rio...a coisa ainda está meio confusa (até para mim) mas vai ficar mais clara depois que o estatuto da I Grow for formalizado...Não diz respeito a toda a comuniadade, apenas ao grupo que se encontra no RJ.D

Voce pode chamar a Marcha de coletivo, movimento político ou o que quizer...Desde que não queiram impor estatuto, reuniões unificadas e decisões na base do voto de um unico grupo, não tem encomodo nenhum...

Não existe nenhum problema em relação a articulaçoes politicas entorno da Marcha, mas contra o unico grupo que organiza a marcha ter vinculo partidário. Acho que isso é facil de entender.

O que acontece aqui no Rio não vai influenciar em nada a organização nacional da Marcha, e acredito que seja uma questão que possa ser resolvida tranquilamente entre os coletivos organizados para a Marcha no Rio.

Reefer! Aparece sim!

O clima da reunião vai ser tranquilo, ja estamos conversando e desfazendo os maus entendidos entre os membros da Organização, acredito que a coisa ja esteja bem resolvida, acho que essa matéria do Hempadão foi uma surpresa para os dois lados...

Não temos que ser intempestivos, mas é importante retificar dados errados lançados na mídia.... E a chateação é normal, principalmente se vc esta sendo acusado de invadir reuniões promover intrigas secretas etc...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Fala pintolico, na boa...

Ta querendo polemizar com um fato notório, como a marcha ser evento?

Não sei ai em SP,  mas aqui no rio a marcha sempre foi algo q acontece uma vez por ano, como uma reunião de ativistas, coletivos, simpatizantes...

Um dia de todos gritarem juntos contra a proibição!

Isso independente de growroom, MLM, psicotopicus, radio legalize...

Ninguém precisa convencer ou deliberar se a Marcha é um evento, pois isso é fato, pelo menos aqui no rio!

Se transformar a marcha em um movimento único, vai perder seu caráter plural, de aglomeração de diversas frentes!

A solução para a divergência no rio já existe, a marcha será feita pela cooperação dos indivíduos e coletivos interessados, e será marcante mais uma vez!

 Se vc não aceita a posição da galera do growroom q contribui pra marcha do rio, vc é bem vindo pra vir aqui e contribuir e apresentar sua idéia!

A marcha aqui não é despolitizada, pelo contrário, se não for feito um contraponto cultural/festivo a tendência é virar um comício da maconha!

Respeitamos os políticos, queremos eles próximos e se expressando livremente antes, durante e depois da marcha, mas tb queremos autonomia pra fazer a nossa festa, confraternização, gritar junto com os amigos, buscar inovar para atrair olhares pra nossa msg!

Aqui no rio já ta td certo, dia 19 faremos os ajustes necessários, e espero q tb corra td bem ai em SP!

Amigo, vamos marchar, vamos fazer discursos, vamos fazer festa, vamos gritar palavras de ordem, vamos cantar, levar faixas,... Vamos nos unir em torno erva e contra a proibição!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Tenho certeza que a chateação existe, deve ser grande e é justificável - todos por ai devem estar chateados com a situação. Duvido que alguém daqui ou dai goste de ficar nesse clima. E o nó, acredito, esteja por ai: várias acusações e intrigas rolando há muito tempo.

Repito, não quero polemizar mais a situação, o fluxo de respostas de pessoas de diversos coletivos mostra que estamos sensibilizados com a situação no Rio e desejamos que tudo se resolva bem. Entretanto, é um momento importante pra avaliar alguns passos e desatar alguns nós.

Já me foi dito, mais de uma vez e com razão, que eu não vivo no Rio e não tenho como conhecer a realidade, os meandros e detalhes da situação por ai - concordo! Ainda assim, fico preocupado com o excesso de atenção que é dado por vocês ai do Rio ao trabalho do Renato. Todas as vezes surgem explicações, mas o fato é que nos últimos 3 anos QUALQUER passo que o Renato dê, vocês estão na cola, criticando. Na humildade - bora avaliar isso por ai?

Em meio a tudo que vivemos, é real que o grande alvo de combate de vocês é o Renato? Tenho certeza que não!

Hernesto, sua mensagem, embora não confronte meus questionamentos, é bastante simbólica.

Essa explicação de "leia-se I-Grow" precisa ser observada com atenção.

No Growroom existem um board chamado "Cannabem Liberemus" (não sei se é de acesso público), onde consta um tópico chamado "Institucionalização Do Growroom - IGROW — Associação de Amigos do Growroom" - portanto, na prática, a coisa não tem sido entendida de modo tão isolado como você colocou. Não esqueçamos também que, em diversos sites e locais aqui do fórum, a narrativa é a mesma: "a visão do Growroom".

Mesmo que a I-Grow fosse isolada do Growroom, eu estive presente numa das reuniões que ocorreram aqui em São Paulo (portanto, a I-Grow não é exatamente do Rio) e acompanho os fóruns sobre o assunto, também não vi nenhuma discussão e tão pouco fui consultado sobre essa posição do Growroom/I-Grow. Que vejo é uma enxurrada de ataques desenfreados, onde for possível.

Nessa mesma reunião eu questionei essa relação Growroom/I-Grow - gestão de projetos de fortalecimento do GR, custeio de equipes e uso da identidade visual são pontos importantes dessa relação. Disse que, se haveria esse tipo de relação entre a I-Grow e o Growroom (que na prática é uma relação de ordem política), deveriam existir, no fórum, espaços coletivos e abertos de decisão e democracia. A maioria presente me entenderam e respeitaram.

Não quero aqui entrar no mérito da discussão sobre essa relação I-Grow / Growroom - quero sim é entender o que está rolando, porque, a lógica me leva a crer que vocês estão se valendo de uma legitimidade que não têm pra atacar o Renato. Esse monte de postura que estão tendo há algum tempo não tem sustentação política e não representa completamente a visão do Growroom. Dizer que estamos falando da I-Grow, depois de tudo que já rolou, também não melhora a situação.

Isso é muito importante!

Essa "visão do Growroom" está sustentando um conflito que está sendo negativo para o movimento. Os mais antigos vão lembrar: o fórum da Marcha, durante muito tempo, foi um braço do Growroom - saiu daqui. As pessoas que hoje acham importante ter um fórum da Marcha dentro do Growroom (separado e isolado do "pessoal da Marcha", no passado, antes desse "racha", achavam que o ideal era ter um site próprio - as mesmas pessoas criaram os dois portaos. Porque então essa mudança agora? Que aconteceu nesse meio tempo? O Growroom não é uma comunidade carioca, como disse, é internacional, porque então um contexto local é tão mais determinante para o conjunto global?

Se o que você disse é real e olhando os fatos, na prática, temos que a I-Grow será oficializada como centro de decisões e posicionamentos do Growroom.

Interpretar isso como algo negativo, que traga culpa pra quem está puxando a iniciativa da I-Grow é um erro - esse passo seria dado em algum momento e quem está puxando isso agora merece respeito. A comunidade é que tem que se empoderar disso e não deixar na mão de meia dúzia de pessoas a tarefa que sempre foi coletiva.

Como você disse Hernesto, vocês devem mesmo estar muito confusos, com muita dificuldade de ler o cenário. Talvez fosse o caso de tentar outros entendimentos sobre a realidade que vocês estão vivendo, sobre as pessoas que articulam e combatem e sobre os motivos de estarem fazendo o que fazem. Na humildade, num to querendo cagar regra não.

Por fim, Hernesto, veja a sua narrativa: Podem fazer o que quizerem, desde que seja assim, assim e assado. Isso é muito autoritarismo cara!

Eu acompanho TODOS os coletivos articulados pelo site da Marcha. Nenhum coletivo, nenhuma pessoa, em nenhum lugar do Brasil tem esse discurso, impositivo, determinante. Calma galera - a coisa não tem dono não. Alguém postou no Hempadão algo como "quizeram aparelhar a Marcha, mas os cultivadores não deixaram", saca? Sem essa de salvadores da pátria.... é todo mundo capaz de contribuir, ninguém é melhor que ninguém não.

Vejam, como disse, estou por aqui há mais de 5 anos. Já trabalhei que só a porra por essa comunidade, passei horas desenvolvendo e implementando o site, organizando conteúdo, provocando discussão, cultivando, dialogando - fiz o que pude e o que não pude pelo Growroom - Minha casa! Eu desafio uma pessoa a já ter lido uma mensagem minha aqui dando evidência pra isso, querendo reconhecimento ou colocando na ponta do lápis - na real, nem sou conhecido pela grande maioria dos cultivadores mais novos.

Depois de tanto role por essa comunidade eu já me sinto no direito que não preciso provar mais nada pra ninguém aqui, não tenho que ficar reforçando meu amor e meu respeito pelo Growroom... mas hoje eu to fazendo isso. Faço isso por conta do tamanho e peso que essa discussão tem. Faço isso pedindo que PAREM COM ESSA BRIGA RIDÍCULA! Também faço isso para que o Growroom se transforme e assuma as transformações que nele ocorreram e, principalmente, que não nos deixemos conduzir por nenhuma coordenação, diretoria ou qualquer um manda-chuva. Esse não é e nem nunca foi o espirito da comunidade. O Growroom é cooperação, é colaboração, é partilha, é horizontalidade e é feito por nós todos!

Ninguém vai fazer história sozinho, ninguém vai legalizar nada sozinho.

No máximo, sozinho, se fica RICO!

Força, paz e bem,

Pintolico

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Fala pintolico, na boa...

Ta querendo polemizar com um fato notório, como a marcha ser evento?

Sano, não entra numa de me atacar cara. Eu não estou atacando ninguém.

Se você reler a minha mensagem vai ver que eu coloquei claramente minha visão: a Marcha é TAMBÉM um evento e que me oponho as tentativas de impedir as movimentações organizadas em torno da Marcha. Isso é um fato notório!

Assim, metade da sua mensagem não me fez muito sentido.

Respeitamos os políticos, queremos eles próximos e se expressando livremente antes, durante e depois da marcha, mas tb queremos autonomia pra fazer a nossa festa, confraternização, gritar junto com os amigos, buscar inovar para atrair olhares pra nossa msg!

Tá ai uma coisa massa - a autonomia! Não sei se ela é mais massa porque só existe se houver respeito ao limite de todos ou se é porque ela permite se perceber no meio do todo e entender seus próprios limites, a serem respeitados!?

Amigo, vamos marchar, vamos fazer discursos, vamos fazer festa, vamos gritar palavras de ordem, vamos cantar, levar faixas,... Vamos nos unir em torno erva e contra a proibição!

Vamos! Vamos também conversar a sério sobre o que está acontecendo e que acontece todos os anos?

Bora refletir sobre o que se tem feito em nome do Growroom e como ele tem funcionado?

Me pedir pra marchar, discursas, fazer festa, gritar palavras de ordem, cantar, levar faixas e nos unir, sem refletir e avaliar os passos que já demos junto, parece um pedido um pouco caro depois de tudo que vivi. Muita coisa já deixou de ser dita e já foi relevada... muita água já passou na ponte. Saca?

To numa de discutir, conversar e construir - pra frente - não de fingir que nada acontece.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Cara, me desculpe, mas não estou te atacando! Apenas fíz um questionamento! Como vc percebeu a situação aqui Ta chata, e td q não precisamos é de mais lenha na fogueira!

Te respeito, e sei o muito que vc fez pelo GR e pela Marcha!

E o q quero aqui no rio é o mesmo respeito entre quem faz a Marcha acontecer!

Vamos refletir sim, temos muito a melhorar!

Talvez por ter chegado depois, eu não tenha acompanhado toda água q passou sob a ponte, então não saco o quão caro é pra vc!

De qualquer forma, já conversamos antes, e creio ainda temos muita ideia pra trocar!

Vamos em frente!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Pintolico, cara...

Cuida da parada ai em SP, acho que você pode contribuir mais por ai...Como já disse o que acontece aqui não vai influenciar a forma com que a Marcha acontece ai ou em outros estados. E como vc mesmo disse é impossivel para qq um de fora entender a complexidade da parada. Te garanto que nossos ativistas estão com as melhores intenções para Marcha, como sempre estiveram....

Os grupos não estão em guerra, e todos aqui sabem a legitimidade que tem nossos ativistas(eu inclusive), os que fazem parte do I Grow e os que não fazem, e tambem não ficaram contentescom o rumo que as coisas tomaram na campanha politica etc...

Meu discurso contra a institucionalização da Marcha é 10 vezes menos autoritário do que insistente ideia de se institucionalizar um evento global. Ou vc ainda não entendeu que isso afasta gente da manifestação? Autoritario é achar que temos que engolir fazer um trabalho voluntário para um fim e ve-lo sendo usado para outro calados, ou nos submetermos a não poder ter poder de escolha na forma de organizar a manifestação porque não podemos comparecer em determinada hora em determinado local escolhido por determinado grupo. Estamos nessa à muito tempo para sermos vetados.

Pelo o que eu entendi a I Grow é uma associação civil formada por participantes do forum, sua ligação com o forum growroom.net/board é apenas o fato de ele ser usado como veiculo de comunicação (Sano me corrija se estiver enganado) Mas relaxa...acho que isso tudo vai ficar bem claro quando as coisas estiverem acertadas...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Cara, me desculpe, mas não estou te atacando! Apenas fíz um questionamento! Como vc percebeu a situação aqui Ta chata, e td q não precisamos é de mais lenha na fogueira!

Te respeito, e sei o muito que vc fez pelo GR e pela Marcha!

E o q quero aqui no rio é o mesmo respeito entre quem faz a Marcha acontecer!

Vamos refletir sim, temos muito a melhorar!

Talvez por ter chegado depois, eu não tenha acompanhado toda água q passou sob a ponte, então não saco o quão caro é pra vc!

De qualquer forma, já conversamos antes, e creio ainda temos muita ideia pra trocar!

Vamos em frente!

Massa Sano, tamo junto! Já te disse isso e reforço, tamo junto!

Cara...

Cuida da parada ai em SP, acho que você pode contribuir mais por ai...Como já disse o que acontece aqui não vai influenciar a forma com que a Marcha acontece ai ou em outros estados.

Tá vendo cara? Não tem conversa... o negócio é a esculhambação.

1) Estou cuidando da parada aqui em SP, não faz idéia do quanto! Os fatos do RJ não são isolados e esse seu bairrismo violento vai nos levar a onde? Não quero ser hipócrita, sei que você tem motivos pra não simpatizar comigo, reconheço e me arrependo de minhas ofensas passadas - mas não estou sendo violento com você agora.

2) Mesmo que você estivesse certo e as coisas fossem isoladas, ainda assim, vocês não são o único grupo no Rio de Janeiro. Por ai existem outras pessoas e grupos, que eu também acredito muito, deposito minha confiança, minha lealdade - pessoas que tocam um projeto político alinhado (não igual) com o meu, das quais eu farei o possível para apoiar e defender. Ainda mais nessa situação.

3) Não estou questionando nada que seja estritamente do RJ e já reconheci minhas limitações de leituras sobre a realidade de vocês. Que questiono e coloco em discussão é o que está sendo feito em nome do Growroom, o amadurecimento da comunidade, a perseguição política de um companheiro pessoal e um ativista importante da causa e o projeto de Marcha que se está propagando, nacionalmente, através do Growroom.

Pelo o que eu entendi a I Grow é uma associação civil formada por participantes do forum, sua ligação com o forum growroom.net/board é apenas o fato de ele ser usado como veiculo de comunicação (Sano me corrija se estiver enganado) Mas relaxa...acho que isso tudo vai ficar bem claro quendo as coisas estiverem acertadas...

Se você ler o estatuto formulado verá que a coisa, no papel, não é tão simples assim como um "veículo de informação". No mais, vão veicular informações? Então vocês vão veicular opiniões e pontos de vista... certo?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Aceito sugestoes pro estatuto, ele ainda foi não assinado, e está em constante aperfeiçoamento e adaptação à realidade!

Certamente, o ponto mais trabalhoso é fazer a separação do q é GR e o q é IGrow!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Não tem perseguição politica cara...VC ta comprando um barulho que vc não conhece...

Perseguição seria se estivessemos invetando coisas, ou espalhando boatos. Expor os motivos dessa "cisão" entre os grupos não é perseguir ninguem. Principalmente no nosso caso, que estamos expondo a coisa desta forma porque já existe uma versão da história rolando, inclusive uma versão deturpada....Se vc for ver só agora essas coisas surgiram ao público, a pesar de terem acontecido ha tempos...PQ? Porque estavamos tentando preservar ao maximo o movimento, e por isso acabamos sendo acusados de fazer armações por baixo dos panos (agora vem vc com persegção politica), a explanação maior e mais detalhada foi feita em resposta à matéria feita pelo Hempadão (que se formos entrar numa de persegção politica, poderiamos dizer também que está perseguindo nossos ativistas e distorcendo os fatos a favor do MLM, como na historia da visita supressa que não foi surpresa). Não queremos que ninguém se afaste da manifestação, não queremos fazer nada sozinhos, queremos apenas ter o direito de fazermos nossas reuniões individuais e outras entre os coletivos. Isso é pedir muito? Ou temos que comparecer no lugar estabelecido pelo Grupo que se reune na praia vermelha?

Pq tantos ataques? Pq isso é tão ruim?

Agora bairrismos a parte.Nos deixe resolver a forma de fazer a Marcha RJ por aqui que já tem gente o suficiente pra dar pitaco, e para discutir a I Grow acho melhor usarmos o topico feito para isso...

Só dei a resposta à materia do Hempadão por aqui pq ela aborda a Marcha como foco central.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Gostaria apenas de lembrar que o debate sobre se eu seria candidato e sobre a arte da minha campanha foi feita neste fórum. Só fui candidato porque a maioria das manifestações foram não só de concordância como de entusiasmo.

A primeira arte de campanha que mostrei aqui era inspirado no reggae e a maioria não gostou. Quando apresentei a arte inspirada na Marcha apenas o Hernesto foi contra. Não me lembro de mais ninguém dizendo que não deveria usar a arte.

Quem quiser é só olhar:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Como estamos tentando explicar o forum do GR nada tem a ver com as opinioes do grupo do RJ

A maior parte das pessoas que falaram ali nunca fizeram parte da Marcha, por isso é estranho fazer a votação sobre a arte por aqui...deveria ter sido feita em um outro espaço...

E é claro que a maioria das pessoas gostaria do da Marcha, é mais popular, principalmente as pessoas que nunca trabalharam para dinfundir a identidade visual da manifestação...

Acho que as pessoas que sempre trabalharam com vc, e as que passaram anos difundindo e trabalhando na identidade da Marcha deveriam ser ouvidas com mais carinho...Nestes topicos que vc indicou está claro a minha insatisfação por exemplo, e eu fui solenemente ignorado...Mas não tem problema...pode usar a vontade, so não pode querer que todos concordem e contribuam quietos...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Pois é Hernesto,

Mas do jeito que você fala até parece que eu fiz tudo da minha cabeça passando por cima de todo mundo. E muitas pessoas se manifestaram aqui e em outros espaços a favor da candidatura e da identidade visual, pessoas que participam mais ativamente também. E na verdade eu não ignorei você, apenas considerei o que a ampla maioria opinou.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

galera me desculpem ta me metendo na historia, mas gostaria de entender algumas coisas a respeito da visao de marcha do grupo do growroom. concordo muito com o que o pintolico disse sobre a marcha ser TBM um evento. e entendo o lado da galera que nao concorda com a postura de um grupo e nao quer ficar de fora da organização da marcha por causa disso.

mas abrindo o site da marcha, que como disse o pintolico saiu daqui do GR, tem uma carta de principios que eu me lembro ter sido construida, debatida e aceita inclusive por muitos que fazem o GR, e ele começa com:

"O Coletivo Marcha da Maconha Brasil é um grupo de indivíduos e instituições que trabalham de forma majoritariamente descentralizada..."

partindo disso queria entender melhor como se da essa visão da galera do GR de que a marcha é apenas um evento?

se a marcha é um evento o que seria Coletivo Marcha da Maconha Brasil?

paz

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Peraí, desculpem. Estava vendo este tópico de novo e só agora lia a mensagem do Hernesto dizendo que a causa principal de toda celeuma foi eu ter usado a identidade visual da Marcha na minha campanha.

Até agora estava entendendo que isso era uma crítica dele e não o motivo das desavenças do I-Grow comigo.

Sinceramente acho que ou Hernesto se equivocou ou a galera mudou de idéia.

Praticamente todo mundo daqui apoiou a minha campanha e defendeu que eu usasse a identidade visual da Marcha. Inclusive o Bas e o Sano.

Preciso de uma resposta de vocês. Vocês concordam com a crítica do Hernesto? Se concordam, porque não criticaram antes?

Eu nunca teria usado aquela arte se as pessoas desta comunidade não tivessem apoiado. Mesmo considerando que eu sou um filho da puta, isso seria burrice.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Voce ha de convir que essa ampla maioria estava por fora da Marcha aqui no RJ, e mais por fora ainda das questões politicas e pessoais que envolvem este assunto. Considerar a maioria nesse caso foi uma boa estrategia para passar por cima das poucas pessoas que se sentiriam lesadas. Afinal foram poucas pessoas que trabalharam com isso.

Se os frequentadores do forum que nada tem a ver com o ativismo no Rio acham legal vc usar o trabalho voluntario para feito para a Marcha da Maconha para sua campanha, e seus companheiros de trabalho que trabalharam efetivamente na elaboração e divulgação da Identidade da Marcha ao longo dos anos não acham, e vc mesmo assim prefere ouvir a opinião deste primeiro grupo(formado de muitas pessoas que vc sequer conhece pessoalmente) bom para vc. Vc ouve o que te convem.

Não disse que foi causa principal, foi uma delas...Alguns de fato não se importaram, outros sim...vc não passou por cima de muitas pessoas, so de algumas, justamente aquelas que trabalharam no desenvolvimento e divulgação da identidade aqui no Rio por 3 anos...e quando elas falaram, não foram ouvidas. Acho que a opinião dessas pessoas foi valorizada dentro do coletivo formado por usuários do forum aqui no RJ....(Reconhecimento de algum lugar é bom mesmo, para estimular estes ativistas a continuarem na causa depois de terem se sentido lesadas depois de anos de trabalho voluntário)

Outro motivo é a insistência em tentar transformar a marcha em um movimento com estatuto de reuniõe unificadas.

Outra é a parada das reuniões que eram marcadas pelo grupo sem nos levar em concideração...

Outra coisa são divergencias a respeito de como usar o carro de som no dia, e o momento em que deve se fazer os discursos politicos. Ano passado tinhamos combinado que seriam na concetração da Marcha (quem esteve nessa reniao pode lebrar, foi bem conturbado esse momento), e acabou acontecendo durante a Marcha.

Outra coisa é que não gostamos de decidir as coisas da forma que vc está propondo, atravez de voto de um unico grupo etc...

Acho melhor evitamos brigas...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Chegou a hora de deixar o pessoal e pensar no coletivo.

Águas passadas não movem moinhos...

Existe alguma pauta para a reunião do dia 19/02, procurei no fórum da marcha e não achei...

Tenho que viajar a trabalho, mas tentarei, retardar ou adiantar os trabalhos, para poder ir e somar o que puder com a marcha.

Se ficarmos mexendo na merda, mais ela vai feder, independentemente de quem lambeu a colher.

Temos menos de 90 dias para nos programarmos e fazermos a melhor e maior marcha de todos os tempos.

Sendo evento ou movimento é imperioso que haja união.

Penso que se existe um momento de se mostrar humildade e que a causa é maior que as vaidades, é agora!!!

Desculpe-me Renato, pelas ofensas pessoais que te fiz a vc, mas também me senti ofendido da forma como fui tratado, por fui em atendimento ao convite que vc fez aqui neste tópico e ainda tive a idéia de levar o Godóy que como eu veio de fora do RJ e ocorreu as vias de fato, mas como sabemos é passado.

Vamos focar na marcha!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Hernesto tu deveria ter se colocado contra como autor da arte, não só como mais um usuário nesse caso aí, realmente ficou chato isso...mas é chato como o Thiago falou falar "em nome" do Growroom, daí falar "leia-se Igrow", igrow do Rio, eu acho que o Bas pode tomar qualquer decisão que quiser aqui pois o fórum foi criado por ele, é privado certo? Ninguém reclamou quando ele coloca banner da JU, o Cinco pelo que entendi quis vincular sua imagem à da Marcha inocentemente, sobre estatuto da Marcha, marcação de reuniões e uso de carro de som vai muito além de mim falar qualquer coisa.

Vamos lembrar tudo que cada um fez aqui, po Hernesto é um grande ativista assim como o Cinco que utilizou sua imagem inúmeras vezes representando a Marcha, para que não fosse criminalizada, etc. Se somos tão poucos se não trabalharmos juntos fica difícil, nossa situação é ruim, ignorem um pouco o próprio ego e pensem no Moqueca preso lá 108 galera.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Não criei a logo em si, só trabalhei com a divulgação e aplicação dela por anos, a autoria é de outra pessoa, que tambem não a criou para o fim de prpoaganda política....Mas a questão aqui não é de direito autoral da logo, ela como a Marcha não tem dono e pode ser usada por quem bem entender, desde que não usem de forma a difamar a manifestação. A questão é de esforço, dinheiro e amor colocados para trabalhar, divulgar e dar credibilidade a uma determinada coisa para um fim, e ver ela sendo plagiada para outro, mesmo sob protestos. Vc fica se sentindo sem poder de escolha sobre o que vão fazer com os frutos do seu trabalho, que já foi dado (se tivessem me avisado antes que viraria mote para propaganda politica não teria feito), pessoalmente e profissionalmente foi uma das piores coisas que já me aconteceram.

Quero deixar claro que não estou falando que a I GRow vai contra o uso da imagem, isso foi sim motivo da saida de algumas pessoas das reuniões da Praia Vermelha, eu sou uma delas, e acredito que eu seja um ativista de valor para esse coletivo que se estabelece aqui no Rio atravéz do forum....Esse grupo, pelo que entendi nas reuniões vão de acordo com a visão de que o Cinco pode continuar usando a vontade a identidade visual da Marcha, mas que deve existir algum grupo que faça o contraponto e deixe claro que existem grupos sem envolvimentos partidários organizando a manifestação. Afinal nem todo mundo pode querer contribuir com uma minifestação organizada por um unico grupo que tem como figura de grande expressão um canditado a deputado de um determinado partido... Conheço muita gente que tem essa critica...eu mesmo tenho, se desede o incio a Marcha fosse isso nunca teria me aproximado para contrubuir...Teria os dois pés atrás.

PS : Dankai, a IGrow não é privada ou esta sob o comando do BAS, é formada por ativistas diversos que frequentam o forum e o usam como canal de comunicação e ativismo, o Estatuto ainda está sendo trabalhado, mas como o Sano disse existe um grande esforço em deixar claro a separação entre as coisas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Hernesto, pra mim fica cada vez mais claro a cada mensagem sua que o problema por ai, ao menos no que entendo da sua visão, está num sentimento paternalista com relação à Marcha. Você deve se sentir responsável pela Marcha e está preocupado com ela, se colocando no direito de "zelar por ela" - compreensível. É pra mim uma disputa pela posse da criança "Marcha".

Fora isso, acho que precisamos colocar alguns pingos nos I's. Não dá pra continuar ignorando a incoerência ou confusão de alguns. Muitos aqui são contrários a qualquer tipo de unidade nacional, ou seja, são contra qualquer tipo de gerência sobre dinâmicas e condutas da Marcha. Portanto, não tem nenhum direito de zelar pela Marcha ou de disputar a conduta de qualquer pessoa envolvida com ela (no caso aqui, o Renato).

Se queremos que hajam condições mínimas de proteger a Marcha de qualquer desvio grave - seja usar a marcha pra disputa eleitoral, seja usar o movimento pra acumulo, seja o que fazer com a identidade política e/ou visual - se existem aqueles que podem criticar a postura de uma ou outra pessoa é porque existem vínculos entre as pessoas, entre os elos da rede. Não há jeito, vocês têm de aceitar: Há uma unidade nacional, há uma conduta a ser respeitada - talvez ela não esteja clara ainda pra todos (pra mim também não está), ela precisa ser compreendida, construída coletivamente, não enfiada goela abaixo por ninguém ou servir de argumento pra brigas.

É simples assim: Quer reclamar? Aceite reclamações! Reclamar e tacar o foda-se pra todo mundo.... ai é difícil.

Hernesto, se você se acha no direito de dizer o que o Renato deve ou não fazer com a Marcha, eu me acho no direito de opinar sobre a situação no RJ. E é exatamente isso que defendo - que sejamos maduros o suficiente pra conviver com as diferenças, se respeitar e crescer com as críticas que possam surgir. Essa é a unidade nacional que defendo!

Precisamos aceitar a realidade: Por mais que existam discursos contrários, a grande maioria das opiniões sobre a Marcha e a realidade praticada nos coletivos Brasil a fora é a de que somos um Movimento que se organiza em torno de um Evento.

Isso traz implicações que vocês precisam aceitar cara!

Ninguém quer tirar os créditos dos ativistas cariocas, muito pelo contrário - mas a cultura e a comunidade canábica não tem dono e não é arrebanhável, mesmo que isso signifique ter que apontar minhas críticas para pessoas que admiro e respeito!

Força, paz e bem!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...