Ir para conteúdo

weedsboy

Usuário Growroom
  • Total de itens

    1491
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    1

Tudo que weedsboy postou

  1. Essa questão da distancia da luz é fundamental... meu primeiro ciclo até rendeu bem, mas ficou fraco de potencia e de cheiro... tudo pq as luzes queimaram meus buds.... Obs: luz fluorecente não queima a planta de luz...
  2. CAra, o texto fala sobre o que já se sabe dos efeitos das diversas substancias utilizadas para fazer oil vap. A verdade é que qualquer forma de consumo de substancias químicas tem potenciais efeitos negativos na saúde a longo prazo. Alguns mais outros menos. E cabe a nós estudar qual é o menos prejudicial. To procurando bastante informação na literatura cientifica médica, e até agora, na minha visão, a substancia com o menor potencial de efeitos colaterais é o MCT (oleo de coco refinado). Se vocêe gosta de usar vap não compre no mercado negro, pq você não sabe quais substancias tem na mistura (lembrando que todos os problemas de saúde relacionado ao vaps nos EUAs, está relacionado a canetas compradas no mercado negro) . Até onde eu sei, Wax ou o Dab são compostos de PG e VG. Mas recomendo você entrar em contato com os fabricantes para perguntar as formulas atuais. Eu particularmente estou fazendo meu próprio juice pra misturar ao Rosin ou Extração feito com alcool de cereais. Compro o MCT puro e misturo com terpenos, geralmente 10ml de MCT para 3ml de terpenos puros (mas vale a pena você ir desenvolvendo a proporção ao seu próprio gosto). MAs não fique preocupado, vaporizar ainda é uma das maneiras mais seguras de usar cannabis.
  3. Texto traduzido do site https://www.tribetokes.com/pages/whats-in-your-vape retiranando os Merchans O que há no seu Vape Oil? Coisas que Você Precisa Saber Para ser franco, precisamos conversar sobre o que há nos cartuchos vape. Muitos cartuchos de THC e CBD usam aditivos e agentes diluentes que são potencialmente prejudiciais ao nosso corpo. Esses aditivos duvidosos têm sido associados a uma série de problemas médicos, desde dores de garganta até pulmões de pipoca. Embora dados adicionais sejam necessários para conclusões, as descobertas não apenas exigem testes adicionais, mas também para que essas descobertas sejam consideradas na elaboração de políticas. Triglicerídeos de cadeia média (MCT) Os triglicerídeos de cadeia média (MCT) são gorduras comumente encontradas nos óleos de coco. O MCT no vapes gera confusão nos usuários porque é muito saudável para ingerir (é uma gordura saudável para o cérebro), então as pessoas assumem que também é saudável para inalar. O MCT representa um risco potencial à saúde dos consumidores de vapores. Algumas estudos preliminares indicam um potencial de causar infecções pulmonares na forma de pneumonia lipídica ou pneumonia lipóide . Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa sobre Maconha Medicinal descobriu que o MCT "apenas produzia níveis insignificantes de subprodutos nocivos" quando aquecido a 230 ° C. No entanto, outro estudo de 2017 no Journal of Alternative and Complementary Medicine descobriu que, embora o MCT produzisse menos acetaldeído do que outros agentes diluentes, ele ainda produzia níveis elevados de uma ou mais partículas potencialmente prejudiciais. Glicerina vegetal (VG) A glicerina vegetal (VG) é um líquido claro e inodoro comum em cartuchos vape nos Estados Unidos e no Canadá . As empresas de Vape o usam porque é barato (opção mais barata de e-líquid), pelo sabor (é um pouco doce pois é um composto de açúcar) e porque produz as maiores nuvens, das quais alguns consumidores gostam (e confundem com alta qualidade ) É considerado seguro para consumo humano quando ingerido, mas o aquecimento do glicerol gera uma ampla gama de compostos carbonílicos, incluindo formaldeído, acroleína e acetaldeído, a altas temperaturas. A glicerina é um pouco espessa, e muitos fabricantes de sucos eletrônicos a misturam com propilenoglicol ("PG" - veja abaixo). A mistura mais comum é 60/40 VG / PG. Propileno glicol (PG) Ao contrário do óleo MCT ou VG, os efeitos potenciais do propileno glicol (PG) têm sido mais críticos do que outros agentes diluentes. O subproduto do petróleo é um líquido incolor e inodoro que foi apontado como uma excelente ferramenta para combater o vício em fumar, graças ao seu sabor doce. Além disso, também encontrou usos em medicamentos e produtos de beleza. Devido à sua baixa toxicidade oral, o PG foi considerado seguro pelo FDA. No entanto, alguns céticos sugerem que essa distinção é aplicável apenas ao consumo e não à inalação. Em 2015, o Projeto CBD observou como os cartuchos de THC e CBD com agentes PG tinham o potencial de aumentar a exposição à carbonila para os consumidores. Em uma atualização de 2017 , o Projeto CBD detalhou, como outros relatórios, como o PG pode levar à exposição a compostos cancerígenos nocivos. Além disso, ao atingir temperaturas específicas, o PG pode degradar a introdução de toxinas mais fortes. Além disso, nos estudos mencionados acima, o PG foi reconhecido por produzir níveis significativamente mais altos de partículas potencialmente perigosas do que os óleos MCT e VG. Polietileno glicol (PEG) De todos os aditivos potencialmente prejudiciais que entram nos cartuchos de vapor THC e CBD, o PEG é o mais examinado até hoje. O aditivo que pode conter óxido de etileno produziu resultados que levam alguns a considerá-lo o mais perigoso de todos os aditivos quando aquecidos. Partindo dos estudos limitados sobre o assunto até agora, o aumento do foco no PEG pode ser justificado. De fato, o estudo do Journal of Alternative and Complementary Medicine descobriu que uma inalação de um cartucho VEG de PEG totalizava 1,12% do limite de exposição diária ao formaldeído. Esses resultados colocam o mesmo nível de fumar um cigarro. Com apenas alguns estudos atualmente disponíveis, é muito mais importante que os consumidores entendam o que está acontecendo em seus cartuchos. Essa importância só aumentará à medida que os benefícios de vaporizar se tornarem mais aparentes para os compradores. Com absorção mais rápida, níveis mais altos de pureza e potência, as canetas THC ou CBD vape oferecem uma experiência de consumo de alta qualidade. Pelo que eu to lendo e vários estudos científicos, até a data de hoje, o MCT é ainda a opção menos prejudicial para usar na fabricação da sua caneta.
  4. Ou se quiser gastar algun trocado, vai em alguma tabacaria por ai e procura um produto desse: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1284772054-porta-cigarros-preto-prova-dagua-inibe-o-cheiro-porta-beck-_JM?searchVariation=41229527392&quantity=1&variation=41229527392#searchVariation=41229527392&position=15&type=item&tracking_id=2e1099c6-32c0-4d77-9bbe-edb768422a66
  5. Sua preocupação é ser parado numa blitz? ou explanar pro pessoal que está no carro?? Se for viagem em familia, só colocar os beck num pote e colocar no bolso.... Agora se for viagem com outros malucos... esconde muito bem em algum lugar do carro...
  6. Se um dia você tiver um ataque de panico, experimenta fumar maconha para você ver o que lhe vai acontecer.... principalemnte se você já tiver muito pensamento paranóico... o problema do mundo é achar que existem soluções simples para problemas complexos... Se não sabe o que está falando, não propague bobagens. Recomendar o uso de cannabis sem formação técnica, sem saber as especificidades da condição patológica da pessoa, é botar o bem estar e até mesmo a vida das pessoas em risco. Pra quem for de interesse acesse o site https://www.cannabis-med.org/ e lá você vai ter acesso a estudos do mundo todo sobre o impacto negativo e positivo da cannabis na saúde mental e vai ter mais noção das coisas...
  7. Meu amigo sou profissional de saude mental. Se você tem esse diagnostico, eu recomendo que você evite. Aumenta as chances de surtos e não ajuda no controle medicamentoso. VOcê já estou sobre a sua condição? Você tem uma doença cronica que precisará ser gerenciada a vida toda, tipo uma diabetes. Aprenda a lidar com a sua condição, e com os anos e bastante autoconhecimento, você poderá testar e ver os impactos do uso da cannabis nos cuidados da sua condição.
  8. É galera, vou resumir o vídeo para vocês: A representante da anvisa deixou claro que a regulamentação tem que partir do congresso através de uma lei especifica para a maconha porque via medicinal ela não passa pelos protocolos de segurança adotados pela agencia (protocolos que segunda ela, todas as substancias que querem autorização para ser usadas medicinalmente devem passar por eles). Ela ainda cita o exemplo do Canadá e do Uruguai que também criaram criaram leis específicas para a maconha. Fiquei pessimista sobre a regulamentação sair pela Anvisa.
  9. Tenho o arizer 2 e recomendo.
  10. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  11. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  12. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  13. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  14. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  15. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  16. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  17. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  18. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  19. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  20. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  21. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  22. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
  23. Do álbum Cultivo 2018 - S01

    Cultivo para uso pessoal e fins medicinais
×
×
  • Criar Novo...