Ir para conteúdo

Soh eu percebo isto?


Ninguém

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Nada contra álcool ou quem gosta de beber mas, quando eu fumo um beck bom (e soh) e encontro um amigo que estah bêbado (e soh) eu tenho impressão de que estou agindo em plena consciência e ele estah totalmente fora de si, agindo como se fosse mais "burro" do que eu (mesmo não sendo em estágio sóbrio), dah a impressão de que ele age sem consciência quase, com a capacidade de raciocínio menor que a de um ser humano; eu vejo ele fazendo alguma cagada que eu nunca faria doidão (ou sóbrio) e nem ele faria sóbrio. Vcs jah tiveram essa impressão?

PS: Não to chamando quem bebe de burro! Soh to dizendo que tenho essa impressão.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Essas respostas estão muito educadas, eu vou chutar o balde logo :

Não bebo (ja bebi, e muito, mas parei graças a Marx)

Odeio bebados, não consigo ficar ao lado de gente bebada, não consigo entender como é liberado beber e fumar não é.

A bebida (na minha concepção) é degradante, alienante e humilhante.

Uma pessoa que bebe perde a noção das coisas, não precebe que esta se rebaixando e se humilhando cada vez mais.

A pessoa quando bebe não percebe as coisas que faz, age por instinto.

A pessoa se torna violenta, o bonzão ....

Dificilmente vc vera uma briga entre pessoas que só fumam, agora entre bebados ....

Uma pessoa bebada quer dirigir cada vez mais rapido, enqunanto uma pessoa que só fumou é capaz de não perceber se o carro esta a 30 km/h ou se esta parado (by Up in Smooke) logo é bem mais dificil de se acontecer algum acidente.

Sou usuario de TODOS os tipos de drogas, menos o alcool. O alcool me da nojo só de sentir o cheiro.

Parei de beber quando eu me fiz uma pergunta simples: Eu bebo pq eu gosto ou para acompanhar meus amigos ??? Me surpreendi com a resposta, eu que sou uma pessoa que sempre foi contra qualquer tipo de alienação e manipulação percebi que bebia simplesmente por um impulso social.

Concluindo, (Não quero ser moralista, longe disso, não tenho moral pra falar nada) mais aconselho aos amigos que se façam a mesma pergunta.

Tentem comparar o impulso que os leva à fumar maconha e o que os leva a beber ....

Pensem sobre isso....

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O pior eh ronaldinha fazendo propaganda na tv e logo depois aparece a frase bem rapida: Beba com moderação.

Eles querem é dizer: Beba pra caraio, eu nao me importo, mas coloco isso só poruqe me obrigaram...

isso é hipocrisia, adoro tomar minha cervejinha no fim de semana, tanto quanto fumar um, porque um eh proibido e outro é legalizado? foda!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Com certeza...

quando se ta cozido de ERVA, se repara muito mais profundamente nos atos e atitudes das pessoas ... e também nos defeisot falai hehehe sempre acho umas minas escrotas qdo eu to chapadao, agora qdo eu to bebado toda mina é gostosa..

isso mostra o inconsciente do alcool nao se compara a consciencia a mais da erva...

enquanto o alcool te deixa mais burro, a erva supera o que vc mesmo acha que sabe!

uauu

see ya

edit: mais pra fica locao, alcool vai bem ... mais se fica literalmente fora de consciencia! nem andar reto se anda hehehe e eh moh facil falai hahaha

mais tem noites que uma cachaça envelhecida ... uma paladar assim vai muuuito bem!!! agora eu n consigo apreciar uma voka como um skunk <_<

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Pois é. Vc ve pessoas enchendo a cara, tomando akelas coisa q se bota no carro ateh dah pra servi de combustivel de tanto alcool, ai se eles descobrem que vc queima, PRONTO! ai vem fla mal, q maconha eh ruim, eh isso...

E alcool eh bom neh? .... afe... hipócritas!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Odeio bebados, não consigo ficar ao lado de gente bebada, não consigo entender como é liberado beber e fumar não é.

Ei Juco, o parágrafo do seu texto me chamou atenção!

Para que possa entender, ]á que não entende tal injustiça - aliás, muitos não a entedem por nunca discutirem sobre tal - a bebida foi não só liberada como também difundida pela igreja... Isso ocorre até hoje com vinhos sendo rotulados com padres etc. Já bebeu o vinho Dom Bosco?

Pra vc que adora Marx isso seria um prato cheio, mas por favor, muito cuidado, pois, mesmo quem comete equívocos ou injustiça merece o mínimo de respeito, inclusive a igreja. Assim, não irá transformar a defesa de seus direitos e pensamentos em ataque injusto e desrespeitoso contra alguém ou seu credo.

Me ajude a convencer os moderares a liberarem a discussão dos tabus, para podermos chegar nesta questão que inclusive pode virar frase de grande impacto para os cartazes, mostrando a injustiça de sua liberação diante a condenação da cannabis.

Meu Deus! Se a maconha faz mal, porque o alcool que faz muito mais não é proibido? Porque Deus quer? E porque ele quer que bebemos então?

É isso que quero discutir no fórum e não religião... Mas para derrubar tais tabus temos que tratar de assuntos que envolvam religião, apenas isso!

Seria se deixar levar por uma idéia apressada demais que não podemos colher os benefícios dessas discussão só porque causaria atritos ou coisas do tipo. O que inclusive discordo totalmente, pois, no momento que houver falta de respeito basta apagar a mensagem e advertir o usuário. É tão simples. Parece até birra não querer enxergar isso...

Vamos tomar como exemplo a seguinte situação Juco: Vc está no Masp protestando. Aí chega um reporter e lhe pergunta o que seu grupo acha sobre a posição da igreja diante a cannabis. O que vai responder, que é um monte de baboseira como muitos usuários escreveram no meu tópico que tentou tratar do assunto?

No growroom, por conta da falta de trato com o assunto, até já se criou uma "cultura" de que tudo em relação a filosofia e sobre Deus é baboseira, caso contrário não veria tanta gente escrevendo algo do tipo que ví repetidas vezes em meu tópico extinto. Será que as instituições de ensino de todo planeta estão erradas ao incorporarem filosofia em seu programa de estudos?!

É muita contradição estar no aviso principal do site que ele serve para tratar dos tabus e ao mesmo tempo não permití-lo. A própria Luluds que fechou o tópico disse concordar com tudo o que propus, mesmo assim... lá se foi o tópico... Se vc entendeu da meneira correta o que quis dizer, estará confuso assim como muitos de nós que fomos censurados.

E para não agredir o credo de ninguém estaremos apenas tratando dos preconceitos religiosos (tabus) que sofremos, o que é diferente de atacar a igreja por não ser partidário de sua doutrina. Não estaremos ofendendo a igreja, mas apenas discutindo seus possíveis preconceitos! Preconceitos que formaram-se no Código Penal conhecidamente influênciado pela moral cristã e que nos atinge direta e indiretamente. Discutir sobre tal condenação canábica perante a moral cristã chama-se DEFESA e não ofensa!!!

Vamos derrubar os tabus primeiramente galera, vamos começar pela raiz do problema, ou melhor, do nosso problema. Pois niguém vai resolvê-los senão nós, que estamos diante o maior encontro de ideologia cannábica do Brasil que é o fórum growroom. Pelo menos eu não conheço outro lugar que poderemos abordar tal questão se não aqui onde estamos todos reunidos. Eis uma reunião!

Agora eu te pergunto: O que acha? Qual sua opinião a respeito disso? Sofremos preconseitos religiosos com seus tabus ou não?

Abraços!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O álcool atinge progressivamente as áreas do cérebro, e quanto maior a quantidade de álcool no sangue mais profundamente o álcool penetra no seu cérebro. As áreas conhecidas pela crítica e pela auto-censura são as primeiras a serem afetadas, e isso provoca de alguma maneira um afrouxamento das funções, quanto mais profundo, mais vital e importante a área penetrada, como o senso de equilíbrio etc.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Boa Bastardo,

Sem falar que é frequente ter algum conhecido que morreu de cirrose. Agora, eu nunca vi ninguém morrer de fumar maconha, o cara pode até virar um vegetal ou sei lá... mas nunca veremos maconha matar alguém por conta de seu THC!

Maconha lesa, mas não mata! Cuidado como alccol, pois este sim mata!

Quer relaxar? Lese mas não se mate!

É isso aí!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Infelizmente,

somos obrigados a nos contentar com as migalhas da constituição atiradas aos ratos proletários, tenho um pai profundamente doente pelo uso excessivo de álcool, em virtude disso censuro involuntariamente qq pessoa que o consuma em excesso ao meu lado, tenho ciência q os traumas que hoje infrento são resultado de políticas sociopoliticoculturais(essa palavra existe?) que sempre pregaram o Panis et Circenses e alienaram a grande massa por anos e anos.

Meu pai veio de uma cultura que dava vinho as crianças na mamadeira, não o culpo 100% por seu vicio, pois tb tenho os meus, no entanto até quando seremos vítimas da ignorância estabelecida ao nosso povo, até quando teremos que nos esconder enquanto vemos crimes bárbaros contra nossa infeliz sociedade cometidos? Até quando seremos rotulados pelos nosso hábitos e não pelo nosso intelecto?

Até quando seremos oprimidos e criminalizados pelas pessoas que vivem da nossa maldita contribuição tributária escandalosa?

Até quando seremos considerados ovelhas negras?

ATÉ QUANDO? Quando?

A resposta e simples...

Até que haja união!!

É! não serão leis mais justas que farão a descriminalização "intelectual" do nosso vicio, apenas mostrando a sociedade que por traz da carapuça colocada existem pessoas de iniciativa e intelecto muito superiores até mesmo de quem os Rotula...

Povo de meu Deus, não movam sós a revolução, não sejam bois de piranha, mostrem aos outros(começando pela própria família) com atitudes dignas e honestas que o Maconheiro não é apenas Maconheiro, que ele é capaz de coisas que nem mesmo quem o julga é capacitado, tentem a sua maneira dissolver por completo esse maldito estigma que nos cerca, tomem como meta pessoal acabar com os preconceitos dos seus próximos, façam com que vejam!!

As coisas só irão acontecer daqui a ANOS se começarmos a nos mexer AGORA, não quero que digam a todos os ventos "EU Fumo Maconha", desejo que cada um na sua particularidade procurem mostrar aos "arredores" que todo esse reflexo cultural que atinge a Maconha não passa de jogos que foram implantados por anos e anos na cabeça de todos.

Amigos mostrem a eles "APENAS A VERDADE"!

Essa formula acredito que seja nossa única solução...(pra mim e os meus foi)

Que Deus abençoe e proteja todos os maconheiros desse País,

São os verdadeiros votos do amigo,

Ganja.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Vamos mostrar sim ganja, mas com qual argumento?

Não acha que deveriamos antes de sair por aí remando contra a maré, discutir entre nós quais sao as raizes do problema?

Não creio que seriamos "bois de piranha" ao tentar fazer, mas seriamos sim, um verdadeiro "boi-corneta" se quisermos convencer alguem sem argumentos elaborados e que só podem ser discutidos aqui no fórum antes de mais nada.

Comecemos pelo começo, basta seguir a ordem crescente das necessidades. Pra mim a primeiras de nossas necessidades, isto é, o maior problema até então é a cultura que a sociedade formou sobre a maconha. Derrubando os tabus e seus preconceitos partiremos para o que vc falou. Tudo tem uma ordem: começo meio e fim!

Quando vc toma banho, não começa lavando o pé...

abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

não movam sós a revolução, não sejam bois de piranha, mostrem aos outros(começando pela própria família) com atitudes dignas e honestas que o Maconheiro não é apenas Maconheiro, que ele é capaz de coisas que nem mesmo quem o julga é capacitado, tentem a sua maneira dissolver por completo esse maldito estigma que nos cerca, tomem como meta pessoal acabar com os preconceitos dos seus próximos, façam com que vejam!!

otima frase ganja! bem isso o que eu penso, um dos primeiros passos é tenta mostra a quem nos cerca de que é possivel cumprir todos compromissos e fumar um beck da massa no final do dia. que isso nao atrapalha em nada e tudo o que ja foi falado aqui.

abrass

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

A partir do ponto de vista que sabemos na prática que maconha não é tudo o que falam por aí, eu também concordo em nos expor para tornar explícitas nossas idéias! Só que não devemos esquecer que é apenas no campo da prática de onde parte nossas idéias liberais perante a erva. Onde está a teoria de tudo isso??? Compreendem onde quero chegar???

Orra galera, é tão difícil assim de conceber que para por nossas idéias em prática temos que, antes, colocar em prática a elaboração de suas teorias??? Antes de sair por aí batendo de frente pura e simplesmente, devemos encontrar através da prática do debate e troca de idéias, as teorias que a justificam. Querer mostrar algo sem provas, ou seja, sem conceitos teóricos ou apenas na prática, mesmo sendo através do diálogo, pode até ser encarado como apologia às drogas, oq é crime inclusive. É assim que planejam lutar, correndo o risco desnecessário de serem presos e dar mais desculpas para sermos esculachados?

Que torias seriam esssas? Ainda não sei, pois, não podemos concluir por ser censurado tal debate aqui no fórum. Quando tivermos nossa própria teoria poderemos propô-la a sociedade. Sem ela, será o mesmo que convecer sem argumentos, ou será q vão obrigar as pessoas fumarem maconha para verem que estão erradas? Vc pode falar o que tirou de sua prática pessoal sobre a maconha, mas nunca aceitaram isso como prova - oq eu tb não considero como prova, pois, se assim fosse, um ladrão poderia provar que roubar faz bem, o que sabemos não ser verdade na teoria, pois logo este ladrão tb haveria de ser roubado e assim por diante... que me desculpem os ladrões...

Vamos fazer o seguinte?

Suponhamos que eu seja um anti-cannabis, façam vcs o mesmo e se perguntem o q passaria pela suas cabeças diante tal interpretação sobre a erva:

1- Se maconha fosse boa, Deus não a condenaria.

2- Maconha é porta de entrada para outras drogas, por isso, é até diabólica, pois expõe a alma ou consciencia humana à mais desgraças e ilusões com drogas mais pesadas e letais...

continuem a listinha e tentem responder com seus argumentos práticos, sendo que os argumentos teóricos ainda não foram desenvolvidos para que possam existir na ponta da lingua... Se eu ver que não precisamos discutir o como propor que, tudo isso não passa de injustiça e preconceito atraves de uma teoria, eu paro de insistir nessa idéia da derrubada dos tabus como primeiro ato de nossa luta democrática!

Já que estão tão dispostos a provar o contrário, podem começar, pois estou ancioso pelas repostas. Irei rebatê-las como um reacionista o faz... se conseguirem me porvar que estou errado... parbéns... estão prontos para os protestos de rua e com certeza sairam vitoriosos.

abraços!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Amigo Brasil Chorando,

Tenho plena consciência do papel do vinho na cultura cristã ocidental. Porem não acho que o Grow seria o lugar de discutir isso, principalmente eu que sou meio radical pra discutir o assunto (pq não dizer meio trotkysta). Não consigo discutir de uma maneira que as pessoas não se sintam ofendidas, simplesmente pq não consigo conceber a ideia de qualquer tipo de culto ou credo. Felizmente tenho noção das minhas limitações enquanto articulador e defensor dos meus ideais e evito sempre falar desse assunto com pessoas que não estejam dispostas a ouvir, e escrevendo o que penso no site é o mesmo que eu dizer isso a todas as pessoas, e isso pode assustar pois essa não é a ideia comum dos usuarios do site.

Como tambem não posso chegar no forum de Ateismo do qual tbm faço parte e começar a falar de plantio residencial de Maconha, eles iriam ficar horrorizados.

Mais se tiver afim de conversar mais sobre isso me mande uma PM e agente conversa.

Falow...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Amigo Juco,

Houve um grande mal-entendido. Não predendo propor a dicussão sobre o papel do vinho na cultura cristã ou o culto em si. Proponho, é a discussão da condenação da maconha pela igreja. O que é defesa de nossos direitos e idéias.

Temos o direito universal garantido pela O.N.U. de defender nossas idéias. Que nesse caso é a discriminalização da cannabis em geral, skunk e outras variações. Sejá em qualquer campo social, inclusive filosófico.

O que gostaria de entender, é por que o Grow, sendo um fórum que trata de informações sobre a cannabis, não é um lugar para se discutir a proibição da maconha, ainda mais através de tabus como os que ajudaram a compor o código de pnalidades do Brasil e que são claramente preconceituosos e falsos. Afinal, são tabus e não argumetos justos, debatidos e aprovados por uma convenção democrática.

Tais leis, são de tempos ditatorias que, graças a Deus se foram. Mas graças a ignorâcia, deixou alguns de seus tentáculos cuja víbora ainda consegue abraçar a sagrada liberdade humana fazendo-nos sentir seus dentes venenozos penetrarem em uma sociedade que se diz democrática.

Afinal de contas, o código que pune, caso nos flagrem com um baseado, é todinho ele influênciado por tais tabus. Tabus sustentados pela igreja como sendo algo diabólico ou maléfico. Não sou contra a igreja a qual devemos respeito, mas sou contra seus equívocos somente, pois ela também tem influêcia positiva sobre a justiça, como por exemplo, o fato de todos serem iguais perante Deus, daí todos serem iguais perante a justiça. Mas, daí à condenação da erva e libaração do alcool já não consigo exergar tal igualdade...

A partir desse ato banal, que é tal preconceito, muitos de nós estão presos hoje. Horrível não é? Se f... por conta de um tabu incoerênte. Claro que não é só por isso, mas posso lhe garantir que esse conceito age com muito peso na decisão dos magistrados e ligisladores, mesmo que inconsciêntemente. Para ver até onde vai a raiz do problema. Logo, seria muito interessante abordá-los com este tema para que, ao menos, não se permitam serem influênciados por isto, tabus. Inclusive muitos deles conhecem este fórum.

Pessoas literamente se f... porque alguém estabeleceu - não sei de onde - que maconha é o famoso "cigarrinho do capeta". Que sociedade democrática é esta, que ainda age sob influêcia de tabus e seus preconceitos, sob pena de ter seus cidadãos a liberdade restringida?

O vinho, amigo Juco, entra na história como mero coadjuvante, apenas como prova de um preconceito (ator principal), já que o álcool faz tão mal a saúde, inclusive bem mais do que a erva e vem sendo - para provar de uma vez por todas que não se precuparam tanto assim para o bem fisiológico do corpo - rotulado com membros da instituição sem ao menos tomarem alguma precaução em relaçao a tal associação: Deus/Álcool.

Alguém que começa a usar álcool sob tal influência e que futuramente venha se tornar um alcoólatra e morrer de cirrose, não foi protegido de tal enfermidade. E ainda querem condenar a maconha, sob qual pretesto? Ela mata alguém devido seu principio ativo (thc)? É isto de devemos escancarar à sociedade!

Ou seja, a liberação do alcool é uma prova que não foi pelo bem estar das pessoas que eles (???) promoveram tal condenação sobre a cannabis. É com este âmbito que devemos tocar no assunto alcool/cannabis. Relacionado estritamente a condenação da maconha mostrando que, quem prefere a erva ficou prejudicado nesta história e quem bebe saiu favorecido, nada além disso. A palavra álcool é usada apenas para mostrar o favorecimento de uns em decorrência da depreciação de outros. Servindo apenas para mostrar tamanha injustiça e não a história do alcool. E injustiça é assunto concernente ao fórum Growroom.

Por isso, creio que houve um equívoco quando vc e/ou os moderadores acharam que queriamos tratar exclusivamente sobre o assunto relacionado a bebida alcólica e cultura cristã. Deixemos isso para os decustadores de vinho católicos, não é Juco...?

Voltando ao assunto, logo, podemos provar que maconha não foi proibida pelo mal que poderia causar, mas sim por preconceitos, seus tabus e sabe-se lá o que mais (monopólio talvez). Sendo que na própria palavra de Deus (a bíblia) é clara a existência de textos pró-erva, aliás alguém conhece alguma parte da bíblia em que há tal condenação da maconha? Eu me lembro de um tópico aqui no fórum que mostrava a beleza com que Deus tratava das sementes, plantas e seus frutos. Foi uma pena que o fecharam, pois alí estava uma prova que a bíblia pode ter sido mal interpretada por um ângulo de visão tendendcioso, muito longe de ser uma visão justa dos fatos.

Veja Juco, que em relação a uma possível evangelização com tal assunto, esta é também uma idéia falsa ou equivocada. Pois ao tratarmos do assunto: 'o porque Deus condenou a maconha', estamos apenas argumentando e provando que estão errados através do mesmo ponto de vista: a idéia que Deus existe e haje sobre nós. E não que somos todos dedicados católicos. Eu não sou! Mas creio em Deus, só que isso não tem nanda com relação a tal discussão. Eu não estou pretendendo converter alguém por falar em Deus, posso até nem acreditar em sua existência, como o amigo Juco. Mas, mesmo através da idéia que ele não exista temos que supor sua existência somente para provar que Deus não tem motivo para condenar a maconha e ao mesmo tempo liberar o alcool, pois vemos aí uma contradição, e o Criador do Universo, perfeito como é, não poderia cair em contradição proibindo algo até saudável como a maconha e liberando o álcool que mata milhares de pessoas todos os anos. É verdade que cannabis como tudo nessa vida deve ser medida para não causar danos. Agora, sua condenação é no mínimo incongruente, isjusta e esfarrapada.

Não vejo outro lugar para esclarecer tais tabus me desculpes se não coseguir ser mais resumido.

Mas se ainda discorda, por favor me esclareçam o porque, não consigo desistir de uma idéia que pode nos favorecer tanto. Só quero nosso bem e odeio incomodar. Por isso se eu estiver errado me ajudem a descobrir isso. Por favor!!!

Em relação a temas polêmicos,

Se o Juco não consegue discutir sem ofender, seja mais cauteloso com as palavras meu amigo é só uma sugestão. Pela sua resposta acima, vejo que não tens prazer em fazer o próximo se sentir ofendido ou desprezado. Se achas que não consegue falar em ingreja sem ofendê-la, mais um motivo para tentar mudar isso. Afinal, vc é uma pessoa educada e civilizada como pude perceber. Me tratou como um Amigo. Aliás, obrigado pela consideração, também és meu Amigo. Desde já!

Abraços!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

uma vez fui pruma mini-rave.. eu e um parceiro fumamo um, e o outro tava bebendo..

po, entrei na vibe da rave, senti o ambiente e tal, ambiente totalmente trankilo, de respeito e paz e talz, ouvindo um trance psicodelico, viajando na minha..

e o outro tava ficando bebado, e falando altao, falando merda pra muleh, sako? aih falei "po, fika kieto, vai arrumar confusao".. aih ele "iihh, foda-se, se tiver confusao eu caio dentro".. tipo bebasso mermu.. arranjando confusao

tipo, daih tu sente a diferença entre a maconha e o alcool.. moh doideira mermu

=T

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Sobre álcool e maconha:

Não sei aí entre vcs quem leu a SuperInteressante que trouxe uma reportagem sobre cerveja.

No meio da reportagem, entendi que deurante muito tempo, por falta de condições sanitárias mínimas, a cerveja e o vinho eram fontes seguras (não contaminadas por bactérias ou vermes) de algo para se beber. O convívio humano com o álcool sempre foi tão intenso que até incorporou-se aos nossos genes. Povos que não tiveram esse contato, como os orientais, são muito mais sensíveis aos efeitos tóxicos do álcool, por falta desse gene.

A igreja incorporou essa relação, vendo no vinho essa "pureza". Dá pra entender que naquela época era mais saudável beber vinho do que alguma água contaminada por alguma doença... Não se trata portanto de aprovar a bebedeira. Mas como a igreja por muito tempo falou mais alto até que reis e impérios, manteve-se o status do álcool.

Já a maconha, embora tenha sido usada por milênios com fins medicinais e meditativos, não ganhou o mesmo status de "pureza". Associada ao fogo e à fumaça, e portanto a imagens satânicas, nossa erva foi vista pela igreja como prática de magia, curandeirismo. Para uma época onde a medicina não era desenvolvida, e doença e cura eram meramente instrumentos da vontade divina, seus usuários foram para a fogueira, como bruxos e bruxas. Durante a perseguição que deu origem às leis anticannábicas, o mesmo argumento demoníaco foi amplamente usado. Séculos de dominação ideológica da igreja são uma influência forte demais, que não se vence de um dia para o outro, com argumentos simplórios tais como "uma erva natural" ou "faz menos mal que o álcool".

Mesmo com inúmeros estudos científicos e relatórios médicos que apontam em detalhes os vários males do álcool, mesmo com uma lista enorme dos benefícios que a maconha pode oferecer para a indústria, a ecologia, a medicina, etc, a coisa pega mais embaixo, na noção básica de bem versus mal, céu e inferno. Difícil desassociar, para quem não vivencia a realidade de fumar um versus beber um monte.

JUCOLOKO: vc não bebe mais? Bom pro seu corpo. Mas eu perguntaria assim, só pra conferir: Nem uma taça de vinho ou champagne numa festa ou jantar, apenas pelo prazer de saborear a bebida? Acho fundamentalmente diferente saborear uma dose e embebedar-se. A maioria dos jovens não saboreia. Toma sempre mais, pois fixa-se no efeito tóxico da bebedeira. Da mesma forma que muitos fumam maconha aos montes para ficar chapadão, em vez de fumar moderadamente e ficar na boa...

mostrem aos outros(começando pela própria família) com atitudes dignas e honestas que o Maconheiro não é apenas Maconheiro, que ele é capaz de coisas que nem mesmo quem o julga é capacitado

Esse ponto é demais de importante. Conheço vários jovens que fumam e são excelentes estudantes (por exemplo), mas poucas pessoas sabem que fumam. E também conheço um monte de jovens que fumam muito e são péssimos estudantes, e todos sabem que eles fumam, e fica a maconha culpada pelo seu fracasso escolar. Esses que aparecem apenas denigrem a imagem que a sociedade tem dos "maconheiros", e também reforça a atitude de esconder-se dos bons estudantes que fumam (para que não sejam vítimas de preconceito). Como reverter essa situação?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

eu tb nao gosto de álcool

já bebi muito pra conhecer os efeitos e entender. hj posso dizer que entendo sim o lado de um alcólatra.

quando bebo me sinto fraco para o raciocínio, o instinto se sobrepõe o sangue ferve, pressão alta. quanto mais bebe mais difícil controlar, porém mais espontâneo fica. É bom ser espontâneo para conhecer pessoas, se socializar, ser verdadeiro mas tem que ter moderação senão começa a falar coisas do subconsciente que muitas vezes é neurose e têem raízes nos aspectos psicológicos da pessoa.

odeio o fato de que quando uma pessoa está bêbada e diz que bebe todas as pessoas aplaudem e dão risadas.

mas se disser que fuma maconha te chamam de marginal, maloqueiro, sem neurônio, bandido, drogado viciado.

resumindo,

tenha moderação.

evitem discussões que agridam o ego de alguém. discussões verbais levam a exaltações e podem gerar brigas sérias. brigas por motivos muitas vezes banais.

(desculpem a gramática, se escrevi algo confuso falem aí.

estou percebendo que estou desaprendendo português)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Vamos fazer o seguinte?

Suponhamos que eu seja um anti-cannabis, façam vcs o mesmo e se perguntem o q passaria pela suas cabeças diante tal interpretação sobre a erva:

1- Se maconha fosse boa, Deus não a  condenaria.

2- Maconha é porta de entrada para outras drogas, por isso, é até diabólica, pois expõe a alma ou consciencia humana à mais desgraças e ilusões com drogas mais pesadas e letais...

continuem a listinha e tentem responder com seus argumentos práticos, sendo que os argumentos teóricos ainda não foram desenvolvidos para que possam existir na ponta da lingua... Se eu ver que não precisamos discutir o como propor que, tudo isso não passa de injustiça e preconceito atraves de uma teoria, eu paro de insistir nessa idéia da derrubada dos tabus como primeiro ato de nossa luta democrática!

Já que estão tão dispostos a provar o contrário, podem começar, pois estou ancioso pelas repostas. Irei rebatê-las como um reacionista o faz... se conseguirem me porvar que estou errado... parbéns... estão prontos para os protestos de rua e com certeza sairam vitoriosos.

abraços!

ok, interessante isso, responderei como se eu estivesse debatendo com alguém contrário à legalização.

1- Deus não condena a maconha, na Bíblia so o álcool é condenado, algumas pessoas (religiosas) por não conhecer a maconha pregam contra ela. Pra que Deus a criaria se ela fosse algo que ele condena?

2- É comprovado que a maconha ajuda pessoas a largarem o crack e a cocaína se for usada no tratamento, com índice maior do que 60%. Se ela leva pessoas a largar drogas como pode ser denominada "Porta de Entrada"? O que acontece é que quem for usar uma droga pesada costuma a passar pela a maconha, mas na verdade começa no álcool e no cigarro.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...