Ir para conteúdo

Hábito De Fumar Maconha Destrói A Memória


MaldororBR

Recommended Posts

  • Consultores Jurídicos GR

O hábito de fumar maconha frequentemente, mesmo em pouca quantidade, pode danificar seriamente a área do cérebro responsável pela memória, segundo estudo feito na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Os resultados mostram que os déficits no armazenamento de informações e na evocação da memória nos usuários persistiram após um tempo médio de 14 dias de abstinência.

A parte do cérebro mais atingida é a responsável pelo processamento da memória e pela execução de atividades complexas que requerem planejamento e gerenciamento das informações. Com o tempo, o usuário de maconha esquece até informações simples do dia a dia. Quando o uso é crônico e se inicia antes dos 15 anos de idade, o risco de danos é ainda maior, devido ao efeito tóxico e cumulativo da substância da maconha no desempenho cerebral.

A pesquisa avaliou preliminarmente 173 usuários crônicos de maconha e selecionou 104 para o estudo sobre funcionamento executivo do cérebro - sendo 49 usuários de início precoce e 55 de início tardio -; 34 usuários crônicos abstinentes há mais de sete dias e 55 controles não usuários. A idade dos participantes variou entre 18 e 55 anos, e o estudo mostrou grande prejuízo nas funções executivas do cérebro, como a realização de uma equação matemática.

- A função executiva do cérebro nos permite processar e organizar todas as novas informações que nos são passadas diariamente e que necessitam de planejamento, iniciação, memória operacional, atenção sustentada, inibição dos impulsos, fluência verbal e pensamento abstrato - explica a neuropsicóloga Maria Alice Fontes, autora da pesquisa que foi apresentada como tese de doutorado pelo Laboratório de Neurociências Clínicas (LiNC) da instituição.

Para o professor Acioly Tavares de Lacerda, do Departamento de Psiquiatria e orientador da pesquisa, trata-se de um estudo com a maior amostra no mundo de usuários crônicos avaliados por meio de testes neuropsicológicos e o primeiro mostrando que os déficits cognitivos pelo uso leve de maconha (cerca de dois cigarros por dia), porém crônico, da parecem ser muito expressivos em desencadear disfunções no cérebro humano.

- Quanto mais precoce e maior a exposição à droga, pior será o dano causado à memória, mesmo depois de um período de abstinência - afirma.

Maria Alice recomenda a realização de eventuais déficits neuropsicológicos em usuários crônicos da droga para prevenir futuros danos. Esses testes servem ainda para direcionar o tratamento dos dependentes químicos, já que o déficit cognitivo aumenta a chance de recaída.

Em http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2010/11/08/habito-de-fumar-maconha-destroi-memoria-922970986.asp

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

De cara percebe-se que é mais uma das mentiras da "turminha do mal"

Olha a cara de pau... "Trata-se de um estudo com a maior amostra no mundo de usuários crônicos (104)?????

R: Que puta mentira deslavada é essa? certamente tem estudos com numeros bem maiores que esse e inumeros artigos cientificos reconhecidos internacionalmente com criterios verdadeiramente cientifico evidenciando a verdade sobre a cannabis.

Acho engraçado que para validarem cientificamente um substancia tem que ser feito testes exasutivos por meses e investir muito dinheiro para depois darem o parecer, ai vem uns doutorezinhos proibicionistas, arrumam umas pessoas com criterio de idade 18 a 55 anos???

e publicam uma merda dessas como sendo "pesquisa cientifica/ estudo cientifico", :o so se for pra enganar ignorante, e como a maior parte da populaçao é, acabam conseguindo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

...so pra constatar: começei a fumar com 12 anos de idade e hoje tenho 30, fazendo exatamente 18 anos que fumo maconha "cronicamente" ou como eles falam, sou usuario pesado.

Nunca esqueci "coisas importantes do dia a dia", nem tenho dificuldades em me concentrar em tarefas complexas, tenho formaçao superior em Sistemas de Informação, sou jogador de xadrez, musico amador, pai de dois filhos e tenho uma vida perfeitamente estruturada.

Agora qual o problema de ter uma leve falha na memoria? acho que é melhor que ter uma leve falencia no figado ne? ou um cancer leve de pulmao ne? Inclusive consumindo essa maconha toxica que os traficantes vendem por ai estamos sujeitos a esse ultimo risco, ai sim aumentando os danos e custos socias... entao porque nao vao viver suas vidas e nos deixam aqui cultivando nossa planta natural, medicinal e de procedencia garantida? Porque nao acabam com o trafico e tratam os usuarios em vez de joga-los na cadeia para faculdade do crime? um dia sairão e devolverao a gentileza a que foram submetidos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Consultores Jurídicos GR

...so pra constatar: começei a fumar com 12 anos de idade e hoje tenho 30, fazendo exatamente 18 anos que fumo maconha "cronicamente" ou como eles falam, sou usuario pesado.

Nunca esqueci "coisas importantes do dia a dia", nem tenho dificuldades em me concentrar em tarefas complexas, tenho formaçao superior em Sistemas de Informação, sou jogador de xadrez, musico amador, pai de dois filhos e tenho uma vida perfeitamente estruturada.

Agora qual o problema de ter uma leve falha na memoria? acho que é melhor que ter uma leve falencia no figado ne? ou um cancer leve de pulmao ne? Inclusive consumindo essa maconha toxica que os traficantes vendem por ai estamos sujeitos a esse ultimo risco, ai sim aumentando os danos e custos socias... entao porque nao vao viver suas vidas e nos deixam aqui cultivando nossa planta natural, medicinal e de procedencia garantida? Porque nao acabam com o trafico e tratam os usuarios em vez de joga-los na cadeia para faculdade do crime? um dia sairão e devolverao a gentileza a que foram submetidos.

Eu dei uma resposta parecida com essa na área de cometários da matéria...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Feira do Livro de Porto Alegre

Bem exposto na banca da ArtMed, um enorme de um livro carissimo (+100 pratas) com um anzol na capa e os dizeres Dependencia Quimica, assinado... Laranjolas...

vem chumbo grosso da máquina de ódio do Laranjola!

Procurei algo sobre cannabis na feira e nao achei nada , perguntei numa banca a senhora ate me olho torto hehehe :rasta2bigsmoke0gf:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Procurei algo sobre cannabis na feira e nao achei nada , perguntei numa banca a senhora ate me olho torto hehehe :rasta2bigsmoke0gf:

entao broder, imagina uma editora de livros e revistas que trata exclusivamente de maconha...com sua banca nas feiras do livro do país, entregando adesivos, vendendo camisetas, vendendo livros de cultivo medicinal, revista de entretenimento de maconha

acho que vou começar a seguir essa carreira, empresario do ramo da informação de maconha!

sei que eh loucura, mas ia juntar um bando de maconhero e ia ser a maior festa e ainda ia juntar uma grana foda pra ativismo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Pode me dar 10gr. de bagulho todos os dias durante 30 anos que eu fumo tudo aí em seguida vc's fazem o teste pra saber se deu B.O na minha caxola heauhaeuhueahuehauheuhauheuahuehau Mas tem que ser ganja boa...

Se maconha fizesse esquecer dessa maneira, o canadense e mais alguns não se lembrariam nem de acordar ehauahuehuheuah, e afinal sobre o que mesmo estamos falando??

[]'s

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

...e o primeiro mostrando que os déficits cognitivos pelo uso leve de maconha (cerca de dois cigarros por dia)

ah.....então tá explicado! Uso leve para a pesquisa são 2 baseados por dia! O pesado são quantos? uns 5 por dia?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Para quem se interessar (todos!) aqui esta o trabalho:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462008000100013

Desculpem a falta de formatação, mas estou com pressa no serviço e não vou ter tempo de arrumar e nem ler. Como estava com medo de perder o link, posto aqui.

Vamos dar uma analisada nestas informações e nos procedimentos.

Abraços!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

O advogado do Bruno (goleiro do flamengo) é viciado em crack e se trata adivinhem com quem?

"Ércio Quaresma admitiu ter concedido a entrevista a O DIA justamente por conta do vídeo que vinha sendo oferecido a várias emissoras de televisão. Um dos mais renomados criminalistas de Minas Gerais, o advogado de 46 anos está em tratamento com o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, PhD em dependência química na Inglaterra e um dos maiores especialistas do País. Juntos, os dois estão escrevendo um livro chamado ‘Bico na lata’, que vai contar em detalhes como é a luta contra o vício em crack."

http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2010/11/ercio_quaresma_aparece_fumando_crack_em_video_124964.html

"Me diga com quem andas e te direi quem é."

"Currículo

Quaresma trabalhou no caso da missionária americana Dorothy Stang, morta em Anapu, no Pará, em 2005. Seu cliente, o fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, foi condenado a 30 anos de prisão. A notoriedade como advogado, no entanto, veio antes disso, no julgamento dos PMs acusados do massacre de 19 sem-terra em Eldorado dos Carajás, também no Pará, em 1996. "Absolvi seis com 19 corpos no chão", disse.

Ex-policial civil, entre 1986 e 89, Quaresma diz ter a corporação no sangue. Chegou a defender alguns ex-colegas de graça. Tanto conhecimento lhe valeu uma investida política, em 94, quando se candidatou ao governo mineiro, mas perdeu com 124 mil votos. Ainda assim, foi através dessas boas relações que chegou ao caso Bruno. O advogado é amigo particular do homem apontado como o carrasco de Eliza, Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. "

http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4790799-EI16746,00-Quaresma+sou+viciado+em+crack+mas+nunca+fui+a+plenario+doidao.html

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Então, sabemos que a maconha realmente afeta a memória de curto prazo, não podemos negar isso. Acho extremamente importante que sejam feitas pesquisas científicas sobre esse tema. Agora essa pesquisa aí não dá pra saber se foi bem feita.

Outra coisa bem diferente é querer tornar ilícita esta substância. Querer interferir no nosso direito sobre o nosso próprio corpo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Bróder, primeiro decide o que tu vai fazer da vida, depois tu fala....

Pode ser que neguin com dinheiro veja tuas idéias e as coloque em prática antes por conta da tua boca grande...

happydance.gif

entao mestre, eu decidi pra minha vida ficar num forum de maconha dando ideias para maconheros enriquecerem

se alguem colocar minhas ideias em pratica e lucrar com isso, ficarei muito feliz em saber que alguem se movimentou, entende?

tipo, dinheiro soh traz problemas, ser rico eh horrivel, eu quero apenas fumar maconha plantada nos parques e na praia

se cuida ae chuck

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Se cuida você israelweed, vc tem é que se tratar, parar de dar trabalho pro papai e pra mamãe.

E a esquizofrenia e a cannabis não misturam legal, você já deve saber disso, um dos poucos casos em que ela é contraindicada.

Nego que tenta se matar, tem problemas psiquiátricos... Vixxxx

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...