Ir para conteúdo

Ajuda Em Conflito Entre Casal (Ele É Usuário E Eu Não)


Bia22

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Boa tarde a todos. Faz algum tempo que eu venho aqui e apenas acompanho o fórum mas sem participação ativa. Esse é meu primeiro tópico, portanto. Resolvi vir aqui pq tvz seja o local mais adequado onde eu possa expor o meu problema e conseguir uma ajuda sensata de quem entende do assunto.

Bem, eu estou num relacionamento há 1 ano e meio com um norte-americano, usuário de Cannabis. Eu não sabia q ele fumava pois ele omitiu esse fato durante um bom tempo com medo da minha reação, uma vez q quando nos conhecemos eu disse a ele q nunca havia experimentado nenhuma outra droga além de álcool e nunca tinha tido vontade de experimentar. Quando eu soube q ele fumava, a minha reação não foi das melhores pq era uma situação com a qual eu nunca tinha lidado antes. Eu tive uma educação meio q repressora, meus pais não fumam, não bebem, assim como nenhum dos meus irmãos. Eu cresci num ambiente meio q "puritano"...

Devido a isso, meu noivo disse que não fumaria perto de mim mas fez isso em 2 viagens q fizemos e nos desentendemos feio. Ele disse q eu tinha uma visão preconceituosa e que eu deveria experimentar para mudar minha forma de enxergar as coisas. Eu pensei em terminar o relacionamento várias vezes por conta dele fumar, mas achei q não valia à pena fazer isso somente por causa da maconha. Confesso que fiquei curiosa em experimentar mas acho q a educação q eu tive acaba me bloqueando e eu ñ tenho sequer coragem de admitir isso.

Desde q isso tudo começou, eu tenho pesquisado, lido muito sobre a erva, até em aspectos farmacológicos/medicinais (sou profissional da área de saúde) e sei q a mesma não deveria ser demonizada como é. A questão toda é que estou de casamento marcado agora para o fim de janeiro e desde q meu noivo se mudou para cá, ele não tem fumado, enquanto lá, nos EUA, ele fumava quase todo dia. Vocês podem imaginar como ele está sentindo falta... e tem consumido álcool (que é muito pior) quase q todos os dias, creio eu para suprir a falta da maconha.

Eu penso em experimentar a erva até para poder ter minha opinião própria, livre dos preconceitos impostos pela sociedade. Mas minha preocupação é ele interpretar isso como se eu estivesse aceitando ele fumar todo dia, num padrão de vício, entendem? Ele mesmo admitiu que estava assim lá e q não queria voltar a utilizar a planta daquela forma. Mas há uma grande distância entre ele falar e fazer...

Ele quer q eu experimente com ele e não seja tão rígida quanto a ele fumar esporadicamente. Porém, temo que ele volte a usar de forma compulsiva como antes. Não sei o q fazer. Não converso sobre esse assunto com ning, pq não quero expor ele nem a mim. Por isso resolvi escrever aqui. Quem sabe alguém aqui possa me ajudar...

Obrigada.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

a resposta para o seu "problema" esta no propria pergunta... leia o paragrafo 4...

se ateh vc que eh careta e da area da saude sabe que o alcool eh muito pior, entao qual eh o problema ?

preconceito eh foda

#MudaBrasil

  • Like 11
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Na boa?

É melhor ele ser maconheiro do que alcoólatra.

Meu pai é alcoólatra e presenciei muita coisa desagradável na minha infância por causa disso.

Eu acredito que não há problema algum fumar um a noite e dentro de casa depois de um dia de trabalho, ou na praia no fim de semana, ou numa viagem...

O seu modo de enxergar a maconha é como a maioria das pessoas: como se o maconheiro estivesse transgredindo algo por utilizar da sua própria liberdade individual para fazer o que quiser com o próprio corpo.

Converse com o cara, mas não o condene e nem se sinta ofendida por ele usar maconha perto de você... Você se sente ofendida quando alguém abre uma lata de cerveja do seu lado? Eu creio que não né....

Pra dar certo tem que aceitar o outro e ceder em algumas coisas...

Abç e boa sorte!

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Consultores Jurídicos GR

Depois dizem que é bom casar com mulher careta :cadeirada:

Já explanei pra geral que o buquê da minha noiva vai ser uns tops muito irados, pura resina!

Bia, você escreveu um texto mas não disse exatamente o que te incomoda no uso da maconha, a não ser o fato da sua educação "ir contra" este hábito.

Se for isso memso, reeduque-se.

  • Like 10
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Bom sou casado e pai de familia,e minha mulher e sua familia não utilizam nenhum tipo de droga.Foi questão de tempo para eles aceitarem a minha relação com a maconha,pois fui adicto em varias outras drogas e já dei muitos vexames por isso.Com certeza um baseado não vai mudar o carater do rapaz.Se eu você vc dava chance para ele provar que a danada na verdade é do bem.É como se fosse o mate e chimarrão para os gaúchos,uso recreativo,pois todo excesso não é muito saudavel!Boa sorte na sua decisão e Deus abençõe essa relação!

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

ahhhh e outra: eu tenho certeza que o teu noivo fuma canabis de verdade la nos states, n como 99,9% dos fumantes do Brasil que fuma essa merda paraguai, que eh um lixo e vem com toda uma carga NEGATIVA embutida... if you know what i mean... deixa o menino fumar em paz e corta essa tua hipocrisia garota... felicidades para o casal

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

uhahuahauauhahuuahuhauha

eu comecei a fumar por causa da minha namorada, eu não fumava antes e fiquei 1 ano recusando a oferta dela de fumar até que eu aceitei e hoje em dia a gente fuma quase todo dia juntos, faz parte da nossa rotina. somos casados faz 3 anos e agora finalmente estamos começando nosso cultivo para consumo proprio.

hoje em dia oq eu penso eh: "como eu era burro e preconceituoso".

Hoje em dia se eu separasse da minha mulher eu soh me casaria novamente com outra usuária. Mulher careta não serve na minha opnião. 99% tem a mente muito fechada e não compreende como a plantinha pode melhorar a qualidade de vida da pessoa, e parece que você se enquadra nesse grupo. Conselho: deixa de ser boba e PROVA a parada. Tu acha oq? Que vai fumar um baseado e vai querer cheirar uma carreira de coca e fumar crack? ACORDA. É só um baseado, se tu n gostar n experimenta novamente! Mas se for experimentar fuma a porra toda direito. Tem nego q fala q vai experimentar, da só um teco e acha q vai ficar locão já. A parada n é assim.

Eu sou da opnião que quase todos deveriam usar a erva. O mundo seria muito melhor assim... As pessoas seriam mais educadas, o transito mais pacifico, todo mundo teria mais amor no coração e as guerras não existiriam. A ervinha é sagrada :)

Muita paz no seu coração irmãzinha. Não destrua seu amor por causa de um preconceito! Aprenda e evolua. Se você não aceita-lo, você não merece o amor dele.

Grande abraço!

  • Like 7
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Olha o que eu acho que você ainda está sendo muito preconceituosa ainda, entendo a preocupação, mas é preciso notar algumas coisas sobre os conceitos de uso abusivo, uso crônico padrão de vício.

A primeira coisa seria que esses conceitos de padrão de consumo são muito longe da realidade, cada droga tem seu uso normal que nem sempre se encaixa nos padrões médicos, o álcool mesmo por exemplo, diz-se que um pequena dose todo dia faz bem a saúde, mas pelos padrões da OMS a pessoa que seguisse esse conselho seria considerado consumidor abusivo....

Sendo assim antes de tudo, lembres-e que a cannabis sempre fez parte da vida dele faz parte de quem é e sinceramente exigir mudanças nesse caso só gera atrito.

Acho que você experimentar realmente seria interessante para você ter um parâmetro e poder entender melhor do que se trata e se fizerem isso juntos provavelmente vai acrescentar umas boas horas de diversão e convivência entre os dois.

Voltando ao assunto lá do primeiro parágrafo eu não acho que o uso de cannabis diariamente seria uso compulsivo, para mim o uso compulsivo se caracterizaria pela pessoa começar a ter seus compromissos prejudicados pela erva. se a pessoa faz tudo o que deve na vida e no fim do dia fuma um qual o mal ?

Você recrimina quem toma café toda manhã para ajudar a acordar ? Porque recriminar que fuma unzinho todo dia para relaxar ? É puramente uma questão de preconceito sim.

Meu conselho experimente, isso vai dissolver muita dessa resistência proibicionista que você diz ter e não faça restrições ao uso que ele faz , você pedir (mesmo que tenha sido idéia dele, foi assim porque viu que te incomodava) que ele evite usar perto de você só vai afastá-los.

Experimente se não gostar não repita, mas não faça exigências de restrições de uso, como eu disse isso vai afastá-los ou pior, empurrá-los para outras drogas como você já percebeu.

Bem pra mim acho que é isso, experimente, veja como lida com a coisa, mas seja mais compreensiva, entenda e aceite essa faceta dele você vai ver que a tensão entre vocês vai diminuir muito.

  • Like 6
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tem gente que não tem a mínima noção mesmo.

Usa a droga que mais mata no mundo e ainda tem a coragem de criticar o namorado porque faz uso de uma droga que nunca matou ninguém.

Mas acho que seu namorado errou sim, duas vezes, uma em ter omitido isso de você e a outra em ter continuado com uma pessoa tão chata!

Já tive um problema parecido, namorei 3 anos com uma mina que era contra, minha vida era um inferno!

Depois que mandei ela passear, conheci minha esposa com quem estou há 12 anos e desde então minha vida é uma maravilha!

Então meu conselho vai pra todos os maconheiros e seu namorado, "nunca namore com uma mina careta, é atraso de vida!"

Espero sinceramente que você largue seu namorado e deixe-o seguir sua vida, pois só assim ele vai conhecer a verdadeira felicidade.

  • Like 6
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Sou casado com uma mulher careta e ela nunca reclamou de nada relativo a maconha. Cultivo em nossa casa, ela apoia 100% e até curte acompanhar o desenvolvimento das plantinhas. Acho que o importante é saber fazer o uso de qualquer substância, seja ela lícita ou não!

O que não acho bacana é trocar a erva pelo álcool, o resto vale!

Sejam felizes!!!

  • Like 6
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Obrigada a todos que responderam.

Basso,

Depois de tanta pesquisa a respeito da maconha, o meu problema não é mais ela (até pq eu já resolvi que vou experimentar para ter minha própria opinião).

O problema é o abuso. Ele mesmo reconhece que a forma como ele estava utilizando lá era prejudicial e que o estava afetando inclusive em termos de trabalho. A minha preocupação é somente essa. Quanto à qualidade da erva, eu não tenho dúvidas que a qualidade de lá é muito superior, ele inclusive notou a diferença em uma das vezes quando fumou aqui. Eu moro na Bahia, quando viajamos para a Chapada Diamantina, ele disse que a maconha de lá era de melhor qualidade mas aqui em Salvador, quando ele provou ele mesmo disse: "this is crap! (isso é uma porcaria)". Bem, eu não pude dar minha opinião de fato, pq nunca fumei, mas acredito nele que fuma há quase 20 anos.

Mamute,

Eu vou experimentar sim até pq quero sair da teoria e saber como são os efeitos na prática...

BassHemp,

O álcool é muito pior que a maconha, inclusive mata neurônios, efeito esse que é atribuído erroneamente à erva. Como eu disse acima, o meu problema essa altura não é mais a maconha, mas a forma de usá-la. Se ele fizer isso de uma forma que não prejudique o andamento das nossas atividades cotidianas, estará tudo de boa...

Rickroller,

O que me preocupa é acontecer aqui o que ocorreu, enquanto ele estava nos EUA, ele mesmo disse que tinha dias que ele fumava e não tinha vontade de trabalhar, o que o prejudicou várias vezes. Além disso, por ele ser portador de um problema psíquico chamado transtorno borderline de personalidade, o qual faz ele ter comportamentos compulsivos, ele tende a abusar daquilo que gosta. não somente da erva, mas de comida e de jogos também.

Diegrow,

Sem comentários...

João Silva,

Obrigada pela sua resposta. Acho q vc tvz entenda um pouco da minha situação pois assim como você recusei a erva várias vezes. Vou seguir o seu conselho sim.

Blacklabel,

Desculpe não ter sido muito explícita no primeiro post. Quando eu falei de uso abusivo, não me referi especificamente a frequência/quantidade e sim ao fato disso o ter prejudicado várias vezes profissionalmente, tais como não cumprir atividades de trabalho, inclusive foi ele mesmo que me relatou isso e que não queria voltar a usar de tal forma.

Canadense e Blackfag,

Cada um com sua forma de pensar, não é? Felizmente, ele não pensa como vocês; ao contrário, ele quer eu experimente, e é o que eu vou fazer...

hf,

Obrigada pela sua resposta. Eu vou experimentar e ver no que dá. Se não for a minha praia, não vou implicar por ele usar desde que isso não prejudique no andamento das atividades cotidianas, como ocorreu várias vezes, anteriormente.

alabhamagrower,

Obrigada pelo conselho. Se zilhões de pessoas no mundo, consomem cafeína todos os dias, por que não cannabis? Por mim, ele pode usar todo dia, desde que ele não deixe de trabalhar e cumprir compromissos.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Boas Galera !!

Minha situação é muito parecida com essa, sendo que nunca escondi de minha esposa que fumo maconha e ela é super cabeça fechada, não tem conversa.

Mas aos poucos vou conseguindo ganhar meu espaço, já tenho a varanda legalize e estou na luta para iniciar meu primeiro grow.

Abre sua cabeça, vc naum precisa fumar para perceber que isso naum vai trazer mal algum para o seu relacionamento com seu noivo.

Realmente naum é nada fácil levar um relacionamento adiante com parceiros que tem preconceito com um habito seu, mas se cada um ceder um pouco tudo vai se ajustando, o que realmente prevalece é o amor.

Boa Sorte !

Paz e Amor a todos !!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Boa tarde a todos. Faz algum tempo que eu venho aqui e apenas acompanho o fórum mas sem participação ativa. Esse é meu primeiro tópico, portanto. Resolvi vir aqui pq tvz seja o local mais adequado onde eu possa expor o meu problema e conseguir uma ajuda sensata de quem entende do assunto.

Bem, eu estou num relacionamento há 1 ano e meio com um norte-americano, usuário de Cannabis. Eu não sabia q ele fumava pois ele omitiu esse fato durante um bom tempo com medo da minha reação, uma vez q quando nos conhecemos eu disse a ele q nunca havia experimentado nenhuma outra droga além de álcool e nunca tinha tido vontade de experimentar. Quando eu soube q ele fumava, a minha reação não foi das melhores pq era uma situação com a qual eu nunca tinha lidado antes. Eu tive uma educação meio q repressora, meus pais não fumam, não bebem, assim como nenhum dos meus irmãos. Eu cresci num ambiente meio q "puritano"...

Devido a isso, meu noivo disse que não fumaria perto de mim mas fez isso em 2 viagens q fizemos e nos desentendemos feio. Ele disse q eu tinha uma visão preconceituosa e que eu deveria experimentar para mudar minha forma de enxergar as coisas. Eu pensei em terminar o relacionamento várias vezes por conta dele fumar, mas achei q não valia à pena fazer isso somente por causa da maconha. Confesso que fiquei curiosa em experimentar mas acho q a educação q eu tive acaba me bloqueando e eu ñ tenho sequer coragem de admitir isso.

Desde q isso tudo começou, eu tenho pesquisado, lido muito sobre a erva, até em aspectos farmacológicos/medicinais (sou profissional da área de saúde) e sei q a mesma não deveria ser demonizada como é. A questão toda é que estou de casamento marcado agora para o fim de janeiro e desde q meu noivo se mudou para cá, ele não tem fumado, enquanto lá, nos EUA, ele fumava quase todo dia. Vocês podem imaginar como ele está sentindo falta... e tem consumido álcool (que é muito pior) quase q todos os dias, creio eu para suprir a falta da maconha.

Eu penso em experimentar a erva até para poder ter minha opinião própria, livre dos preconceitos impostos pela sociedade. Mas minha preocupação é ele interpretar isso como se eu estivesse aceitando ele fumar todo dia, num padrão de vício, entendem? Ele mesmo admitiu que estava assim lá e q não queria voltar a utilizar a planta daquela forma. Mas há uma grande distância entre ele falar e fazer...

Ele quer q eu experimente com ele e não seja tão rígida quanto a ele fumar esporadicamente. Porém, temo que ele volte a usar de forma compulsiva como antes. Não sei o q fazer. Não converso sobre esse assunto com ning, pq não quero expor ele nem a mim. Por isso resolvi escrever aqui. Quem sabe alguém aqui possa me ajudar...

Obrigada.

Boa tarde, Bia a situação em que você esta é bem simples, a verdade é que é apenas uma questão de oque ele acha certo e oque você acha certo.

Você marcou casamento e tudo mais assim como ele sendo assim você e ele se gostão da forma como são. Ele é maconheiro (pelo que você falou ele GOSTA da erva) e infelismente para você quem gosta da erva trata ela como um hobi e acaba que o "momento" dele relaxa e curti a tranquilidade do lar (trabalhei fiz oque tinha que fazer e agora vou fazer oque quero) tornasse mais ligado a erva e você falando pra ele não fumar é como você falar que ele não pode "curtir o momento de tranquilidade do lar" coisa não não é nem um pouco saudavem para um casal que ainda nem casou. Fumar maconha faz mal e ninguem discute isso maisé direito de cada ser humano escolher fazer algo mesmo sabendo que aquilo faz mal e muitas vezes o mal que faz é menor do que o bem que traz... Se ele esta acostumado a fumar diariamente e quer parar e fumar só de vez enquando é uma questão pessoal dele o que você deve saber é se mesmo se ele não "MUDAR" vocÊ ainda vai querer casar com ele se pra casar com ele ele tem que "mudar" esse casamento não vai dar certo.

Afinal já é difiçil pra caramba acorda todo dia do lado da mesma pessoa se dando bem com a manias chatas imagina sem tolerar elas.

Me desculpe se fui indiscreto ou se te ofendi de alguma forma, não foi a intenção...

PAZ

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

É dessas puritanas que eu tenho medo! kkkk

Na verdade, não conheço nenhuma pessoa puritana que preste, mas isso é minha opinião.

Passar bem com o gringão babão! Vocês se merecem!

Também não conheci, até hoje, nenhum sujeito que se dissesse "anarquista" e realmente prestasse e honrasse o significado da palavra. Todos confundiam "repudiar coerção" com "fazer bagunça, agredir e criar confusão", q é o q vc veio fazer aqui. De qualquer modo, obrigada pela sua "contribuição" e pelas congratulações... :emoticon-0102-bigsmile:

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Boas Galera !!

Minha situação é muito parecida com essa, sendo que nunca escondi de minha esposa que fumo maconha e ela é super cabeça fechada, não tem conversa.

Mas aos poucos vou conseguindo ganhar meu espaço, já tenho a varanda legalize e estou na luta para iniciar meu primeiro grow.

Abre sua cabeça, vc naum precisa fumar para perceber que isso naum vai trazer mal algum para o seu relacionamento com seu noivo.

Realmente naum é nada fácil levar um relacionamento adiante com parceiros que tem preconceito com um habito seu, mas se cada um ceder um pouco tudo vai se ajustando, o que realmente prevalece é o amor.

Boa Sorte !

Paz e Amor a todos !!

Obrigada querido. Tudo na vida serve como aprendizado, né? Quem sabe eu ñ vou aprender a gostar da erva? rsrs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Também não conheci, até hoje, nenhum sujeito que se dissesse "anarquista" e realmente prestasse e honrasse o significado da palavra. Todos confundiam "repudiar coerção" com "fazer bagunça, agredir e criar confusão", q é o q vc veio fazer aqui. De qualquer modo, obrigada pela sua "contribuição" e pelas congratulações... :emoticon-0102-bigsmile:

Anarquia é: Ordem sem governo!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Boa tarde, Bia a situação em que você esta é bem simples, a verdade é que é apenas uma questão de oque ele acha certo e oque você acha certo.

Você marcou casamento e tudo mais assim como ele sendo assim você e ele se gostão da forma como são. Ele é maconheiro (pelo que você falou ele GOSTA da erva) e infelismente para você quem gosta da erva trata ela como um hobi e acaba que o "momento" dele relaxa e curti a tranquilidade do lar (trabalhei fiz oque tinha que fazer e agora vou fazer oque quero) tornasse mais ligado a erva e você falando pra ele não fumar é como você falar que ele não pode "curtir o momento de tranquilidade do lar" coisa não não é nem um pouco saudavem para um casal que ainda nem casou. Fumar maconha faz mal e ninguem discute isso maisé direito de cada ser humano escolher fazer algo mesmo sabendo que aquilo faz mal e muitas vezes o mal que faz é menor do que o bem que traz... Se ele esta acostumado a fumar diariamente e quer parar e fumar só de vez enquando é uma questão pessoal dele o que você deve saber é se mesmo se ele não "MUDAR" vocÊ ainda vai querer casar com ele se pra casar com ele ele tem que "mudar" esse casamento não vai dar certo.

Afinal já é difiçil pra caramba acorda todo dia do lado da mesma pessoa se dando bem com a manias chatas imagina sem tolerar elas.

Me desculpe se fui indiscreto ou se te ofendi de alguma forma, não foi a intenção...

PAZ

De forma alguma vc me ofendeu. Vc está certo, ning muda ning, e nunca pedi a ele que mudasse isso para ficarmos juntos. Tudo o q eu pedisse foi para que ele usasse a erva de forma q ele pudesse levar a vida dele normalmente. Obrigada pela resposta.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Anarquia é: Ordem sem governo!

Eu sei querido, "sem governo" é o significado literal da palavra. Eu quis me referir a essência: anarquistas repudiam qualquer tipo de conduta coercitiva, só que alguns confundem isso com "criar tumulto". Valeu!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

voce esta com o casamento marcado para daqui alguns dias e vem a um forum pedir conselhos?

vishi...

Vim sim, pq meu casamento não está em questão: eu vou casar independente dele continuar fumando ou não a maconha. Quem sabe até eu esteja fumando em breve?! Eu só vim pedir a opinião sobre um assunto que vocês conhecem muito melhor que eu. Não vejo problema nenhum nisso...

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...