Ir para conteúdo

Congresso Internacional Sobre Drogas: Lei, Saúde E Sociedade


∆-9-THC

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Congresso_BnB-234x300.jpg

Drogas em Brasília


Calma, não é apreensão nem escândalo no Congresso. É que nesta semana começaram as inscrições para o primeiro Congresso Internacional sobre Drogas: Lei, Saúde e Sociedade, que acontece em Brasília de 3 a 5 de maio e vai discutir o presente e o futuro das nossas políticas de drogas (veja o site). Vai ser um encontro interessante, e vem numa boa hora.

Interessante, por alguns motivos. Primeiro, porque ali o debate sobre drogas vai ser protagonista, e não coadjuvante, como costuma acontecer nos encontros acadêmicos. Fala-se sobre drogas numa mesa redonda do congresso de psiquiatria, ou numa palestra do encontro de química forense, ou num workshop do seminário de terapia cognitiva. Mas congresso só sobre drogas, é raro. Depois, porque este não vai ser um congresso estritamente acadêmico.

“Estarão presentes ex-chefes de estado, agentes do governo, criminalistas, neurocientistas, psiquiatras, psicólogos, antropólogos, sociólogos, médicos, comunicadores, educadores e usuários de drogas”, diz o neurocientista da UnB Renato Malcher, um dos organizadores do evento.

Entre os destaques da lista de participantes, estão o ex-presidente da Colômbia Cesar Gavíria e o ativista pela legalização da maconha nos EUA Ethan Nadelmann. Mas o “conjunto da obra” deve render um debate rico, com boa variedade de pontos de vista.

O timing também é bom porque o debate sobre políticas de drogas nunca esteve tão aquecido. São Paulo e Rio de Janeiro têm apelado para a internação compulsória para lidar com suas cracolândias, como se fosse a última grande invenção da medicina, quando na verdade é um procedimento típico do século 19. No Congresso, um projeto de lei tenta inclusive facilitar legalmente esse procedimento, entre outras propostas ruins – falaremos mais sobre ele nesse espaço em outro momento.

Por outro lado, a comissão de juristas que ano passado propôs mudanças no Código Penal sugeriu descriminalizar o uso de drogas. E o Supremo Tribunal Federal deve julgar a constitucionalidade do crime de porte de drogas para uso ainda neste semestre.

Ou seja, é preciso discutir o assunto e já porque provavelmente a regra do jogo vai mudar em breve. E pode ser para pior ou para melhor.

Na tentativa de evitar que seja para pior, os organizadores do Congresso vão produzir um documento contendo as principais recomendações que surgirem ao longo do evento e encaminhá-lo para o governo federal, para servir de apoio aos integrantes do legislativos e do judiciário.

É uma boa ideia, porque ultimamente nossos congressistas não têm prestado atenção aos cientistas e pessoas que trabalham diariamente com drogas na hora de legislar sobre o assunto. Isso é andar – ou melhor, correr – para trás.

Conversei sobre isso com Malcher, que me convidou para uma mesa redonda sobre drogas e mídia no evento, e ele se mostrou bastante preocupado. “O Brasil vive um momento em que o desespero, mais do que a sensatez, parece ter tomado conta das autoridades responsáveis pela política de drogas. Essa seria a única explicação pela forma vertiginosa como as atuais ações caminham contra a ciência e os preceitos éticos da medicina”, diz.

Ele cita a ampliação da internação compulsória – procedimento caro, de eficácia comprovadamente baixa – como exemplo de que os governos não estão levando em conta o conhecimento de especialistas ao formular nossas políticas públicas. “Sem o crivo do rigor cientifico, estamos perdendo o rumo e caminhando para o obscurantismo na política de drogas no Brasil”, diz Malcher.

Em maio, então, vou estar lá no Congresso pela Galileu para contar o que vai ser dito sobre nossas e outras políticas de drogas. Tomara que os políticos que decidem os rumos desse país também prestem atenção.

Sexta-feira volte aí (aqui, digo) para nossa coluna semanal!

***

Em tempo: Congressos sobre drogas são raros, mas por coincidência haverá outro neste mesmo mês de maio, dias 27 e 28, em Juiz de Fora (MG). Aqui nesse site tem maiores detalhes sobre ele.

Fonte http://colunas.revistagalileu.globo.com/colunistas/?p=39



AO VIVO AGORA

  • Like 12
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

"O Brasil vive um momento em que o desespero, mais do que a sensatez, parece ter tomado conta das autoridades responsáveis pela política de drogas"

Certamente a maioria tem que ser trocadas.

“Sem o crivo do rigor cientifico, estamos perdendo o rumo e caminhando para o obscurantismo na política de drogas no Brasil”, diz Malcher.

Chegou a hora dos pesquisadores, cientistas e médicos de unirem. Conhecimento é poder!!

Acho que o DR Carlini tbém deveria participar!

http://www.youtube.com/watch?v=XNHi8j8L33Y

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

"O Brasil vive um momento em que o desespero, mais do que a sensatez, parece ter tomado conta das autoridades responsáveis pela política de drogas"

Certamente a maioria tem que ser trocadas.

“Sem o crivo do rigor cientifico, estamos perdendo o rumo e caminhando para o obscurantismo na política de drogas no Brasil”, diz Malcher.

Chegou a hora dos pesquisadores, cientistas e médicos de unirem. Conhecimento é poder!!

Acho que o DR Carlini tbém deveria participar!

http://www.youtube.com/watch?v=XNHi8j8L33Y

Ele está na lista dos palestrantes, e com convite a aceito

http://www.cid2013.com.br/index.php/palestrantes

Só falta liberarem o programa

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Aqui está o representante do growroom

Emílio Figueiredo - Convite aceito

Consultor Jurídico do GrowRoom.

Eu gosto desse cara.!!!!! Ele é fera mesmo!!! Estamos bem representados.!

http://www.growroom.net/board/topic/49058-o-growroom-vai-alem-do-autocultivo/?hl=%2Bem%EDlio+%2Bfigueiredo

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Ha tempos venho tentando entender o motivo pelo qual o geraldo alckimia tava pegando tao pesado com as drogas....

esse cara deu uma resumida

" como exemplo de que os governos não estão levando em conta o conhecimento de especialistas ao formular nossas políticas públicas."

ta ai, o cara esta desesperado com a questao de drogas, e desacreditado de que possa haver pessoas capazes de criar politicas publicas onde as drogas estao inseridas como normal.

Mas debates como esse, com tantas pessoas importantes me enche de orgulho,

vai Brasil

vai Cannabis

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Belo evento

Isso deve ser filmado, e postado depois, tomara...

A galera que não puder, não souber ou por qq motivo não possa ir poderia depois assistir esses pontos de vistas que vão ser explanados e esse material ficaria aí no youtube para sempre veiculando nossos importantes argumentos.

Eu não vou. $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

para mim que já me formei no século passado, (1999) sai por R$ 250,00 + transporte e hospedagem.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Belo evento

Isso deve ser filmado, e postado depois, tomara...

A galera que não puder, não souber ou por qq motivo não possa ir poderia depois assistir esses pontos de vistas que vão ser explanados e esse material ficaria aí no youtube para sempre veiculando nossos importantes argumentos.

Eu não vou. $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

para mim que já me formei no século passado, (1999) sai por R$ 250,00 + transporte e hospedagem.

Se inscreva como pós graduação (R$150,00)...

.... Afinal estais estudando no GR.

Eventos como este são caros mesmo... Para vc ter noção: Um congresso médico no Brasil custa em média R$1000,00 e um Gringo U$1000,00

Acho que 250,00 p este esta realmente caro, mas 150,00 ta valendo.

Deveria ter um preço + barato para quem faz + cedo, tipo Orly bird ... Mais isso ainda na ta na cultura daqui.

Vou dar uma de Jão sem braço.... se me pertubarem, pago a diferença. 100 bolotas na hora irão doer menos kkk

Abs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu gostaria que o Osmar Terra e o Laranjeiras participassem desse debate. Afinal, eles não defendem de forma tão convícta suas opiniões ?!

Gostaria muito de ver o convite do Osmar Terra recebendo um aceite.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Que atraso esse nosso Brasil -

Essa questão não precisaria nem ser discutida, e ainda por cima é apenas uma descriminalização do usuário que essa lei de merda tá propondo.

Existem questões bem mais importantes para serem discutidas !

Drogas já existem a muito tempo, e já são vendidas legalmente.

Mas a estupidez e a ignorância, essas parecem não ter jeito.

Lamentável viver nesse mundo, onde nós não encaramos os problemas de frente.

Vivendo nesse jogo estupido de poder.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Que atraso esse nosso Brasil -

Essa questão não precisaria nem ser discutida, e ainda por cima é apenas uma descriminalização do usuário que essa lei de merda tá propondo.

Existem questões bem mais importantes para serem discutidas !

Drogas já existem a muito tempo, e já são vendidas legalmente.

Mas a estupidez e a ignorância, essas parecem não ter jeito.

Lamentável viver nesse mundo, onde nós não encaramos os problemas de frente.

Vivendo nesse jogo estupido de poder.

Infelizmente é o que temos no cardápio. Antes pouca coisa a coisa nenhuma, né.
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...