Ir para conteúdo

Legalización Uruguai - É Amanhã ! 31.07.2013


holland

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Uruguai: defensores da legalização da maconha estão otimistas.

As organizações uruguaias a favor do livre uso de maconha mostraram "otimismo", mas com certa "cautela", frente à histórica votação prevista para quarta-feira na Câmara dos Deputados, sobre uma lei de legalização da produção e venda de cannabis no país.
Martín Collazo, porta-voz da associação Proderechos, que é integrada por diferentes movimentos sociais, declarou à Agência Efe que há "muita expectativa", definiu o momento como "ponto de inflexão" e se mostrou confiante de que o projeto progredirá porque, caso contrário, "corre risco de não ser aprovado neste período parlamentar".
Há algumas semanas, o deputado Darío Pérez, do governista e esquerdista Frente Ampla (FA), partido impulsor do projeto, se mostrou contrário à iniciativa, o que colocava em risco a aprovação da lei já que o partido tem maioria na câmara por um deputado e a oposição anunciou que votaria contra.
Na FA dão por certo que Pérez acatará o projeto, mas o parlamentar decidiu não se pronunciar até a votação.
Apesar dessa ameaça, Collazo afirmou que se sente "otimista" porque a "informação é de que haverá votos suficientes para que a Lei seja aprovada".
O projeto de lei contempla a legalização da compra e venda e o cultivo de até seis plantas de maconha, ao mesmo tempo em que cria um órgão público que se encarregará de regular todo o processo, desde a importação à distribuição e venda, apesar de descartar que o Estado seja o encarregado direto da produção.
Os consumidores que desejem, poderão se registrar perante o organismo e comprar até 40 gramas mensais de maconha em farmácias especiais.
Se for aprovada amanhã pelos resultados, a iniciativa passará ao Senado, onde a Frente Ampla tem maioria suficiente para dar sinal verde definitivo à norma, por isso que antes do fim do ano poderia entrar em vigor.
Se for confirmada a aprovação, seria "um passo muito importante no processo que o Uruguai está realizando há um ano e meio em matéria de direitos, como a descriminalização do aborto e a aprovação do casamento homossexual", ressaltou Collazo.
"Achamos que seria um avanço muito significativo para o país e pode ser também para toda América Latina", manifestou.
Com relação às políticas de drogas, Collazo disse que o projeto é "ambicioso" e transformaria "totalmente a situação nacional em relação a comércio ilegal de maconha e aos problemas enfrentados pelo usuários que cultivam e frequentam pontos de distribuição".
Collazo comentou que para a jornada de amanhã está previsto um ato "festivo" de apoio à lei nas imediações do Parlamento uruguaio, convocado por distintas associações a favor da legalização da droga, como a Marcha da Maconha do Uruguai, o setor jovem da central operária uruguaia PIT-CNT e a Associação de Estudos da Cannabis do Uruguai (AECU).
No entanto, as enquetes mostram que a lei não conta com o apoio da popualção: segundo uma pesquisa divulgada na segunda-feira pela consultoria Cifra, 63% dos uruguaios são contra a medida.
"Hoje em dia a população não está convencida sobre o benefício de regularizar a maconha", admitiu Collazo, algo que, segundo ele, se explica pela "desinformação de uma porcentagem elevada dos cidadãos e dos medos razoáveis que este tipo de medida levanta".
Se a lei seguir adiante, o principal desafio do futuro será sua "regulamentação", algo "crucial" dada a "complexidade" do projeto legislativo.

Amanhã galera é positividade e mãos estendidas para o Uruguai ... Jah Bless ! :love-weed:

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/america-latina/uruguai-defensores-da-legalizacao-da-maconha-estao-otimistas,21c34d8ebd520410VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

  • Like 11
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Muita torcida na votação do Uruguai, uma nova poltica num país vizinho ajuda, mas por aqui ainda tem estrada. Dependemos do judiciário, porque se for esperar algo nesse sentido dos deputados e senadores seremos internados.

Assim que for marcado o julgamento do nosso mérito vamos nos programar para fazer uma marcha mosntro em Brasília.

Por uma nova alternativa.

Vamos liberar a Cannabis Sariva.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Na torcida também, mas lendo o elpais agora fiquei bolado.

"La Cámara de Diputados tratará hoy el proyecto de legalización de la marihuana con un final incierto, porque su aprobación depende de un solo voto. El 63% de la opinión pública está en contra de la iniciativa."

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Notícia de última hora ...

O Congresso do Uruguai iniciou nesta quarta-feira o debate sobre a proposta do presidente José Mujica de combater o narcotráfico e o crime organizado por meio da legalização da produção e do consumo da maconha. É possível que a votação ocorra ainda hoje.

O projeto de lei prevê a realização de um cadastro de produtores, vendedores e consumidores da erva e estabelece um limite de compra mensal de 40 gramas por mês. Em contrapartida, quem produzir ou vender maconha sem o cadastro estará sujeito a penas severas.

A ideia, segundo Mujica, é satisfazer legalmente à demanda local, estimular a qualidade da produção e afastar do negócio os narcotraficantes. A proposta também prevê o estabelecimento de uma diferenciação clara entre os fumantes de maconha e os usuários de drogas pesadas.

Fonte: Associated Press.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Isso que é um debate progressista e proveitoso outros argumentos realmente estamos muito atrasados aos pés dessa pequena porém gigante nação uruguaia.

MUITO FORÇA PARA QUE SEJA POR FIM ESSE SONHO REALIZADO NO URUGUAI !!!!

Jah Bless!!!

P.S: jah to aqui do lado ..... ahhahahahhaha

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

http://www.republica.com.uy/

MENTO

Pérez vota afirmativamente: Uruguay legaliza la marihuana

Publicado el 31/7/2013 - 4:00

12345

El país se convierte en la primera nación del mundo en permitir el cultivo y compra de la droga de manera legal.

Si bién se manifestó crítico con el proyecto el diputado Darío Pérez votará a favor de la ley que legaliza la marihuana en nuestro país.

Pérez dijo en su intervención que este proyecto no nació en el seno del pueblo ni en algún comite de base.

Esto nació en las alturas del poder político. Se debió citar un congreso del pueblo para discutir el tema. Este es un problema de Estado y de seguridad nacional. El legislador, considerado el voto 50, dijo que se logró que el Estado no sea productor ni distribuidor de marihuana. No obstante dijo que hay que convocar un referendum para que el pueblo decida el futuro de la ley.

Ayer, el coordinador de la bancada de Diputados del FA, Roque Arregui, habìa dicho que aguardaba que el diputado por Maldonado actuara con lealtad frenteamplista, para contar con los 50 votos requeridos para aprobar el proyecto. También adelantóPérez vota: Uruguay legaliza la marihuana que hoy ingresaba al parlamento el proyecto que legislará sobre el consumo de alcohol.

Durante la sesión el diputado del MPP, Sebastian Sabini, inició su intervención reiterando que la iniciativa busca regular un mercado que ya existe y darle garantías a los usuarios. Si no impulsaríamos a los usuarios a ir al mercado negro, a una boca, subrayó.

Por contrario, el diputado colorado Richard Sander manifestó que no quiere esto para la juventud y que hay que dar la posibilidad de que todos puedan estudiar, trabajar, tener una familia y no marihuana.

El legislador presentó un video com testimonios de jóvenes recuperados de adicciones, pertenecientes a una organización evangelista, quienes plantearon su disconformidad con el proyecto.

Doble moral

Por su parte, el diputado del Partido Independiente, Daniel Radío, puntualizó que existe una doble moral en la sociedad y eso introduce el tema en el secreto y consigue una solución provisoria de invisibilidad. Radío añadió que el prohibicionismo es inadecuado para tratar los problemas que genera la droga y por eso hay que salir a la calle y dejar de mirar para el costado.

El representante del PI añadió que como médico no tolera la afirmación planteada de que la marihuana lleva a la pasta base porque no hay una relación de causa efecto, sino una línea temporal. Antes tomaron Coca Cola y la teta de la mamá, pero no por eso terminan en la pasta base, ironizó.

Por el Partido Nacional, la diputada Verónica Alonso manifestó que con el proyecto experimentamos con improvisación ya que hacemos una ley y después vemos los daños que causa.

En ese sentido sostuvo que es una lástima que no se haya dado un verdadero debate porque es fácil trazar una línea que divida a quienes imponen prohibición o legalización. Dijo que la bancada oficialista busca crear una división maniquea de conservadores versus progresistas, al tiempo que afirmó que es un tema donde está en juego la libertad, la vida plena y la salud de miles de uruguayos y sentenció que la ley desvía la atención de los verdaderos problemas.

Moda de marihuana

Tras la diputada, tomó la palabra el representante de Vamos Uruguay Dante Dini, quien manifestó su temor respecto a que el consumo de marihuana se contagie como las paperas. Estimó que puede producirse una onda expansiva y los jóvenes pueden preguntarse no estará bueno consumir. Sostuvo que tiene miedo de que se convierta en moda por la pinta y recalcó que no se sabe qué consecuencias tendrá este proyecto.

El diputado Pablo Iturralde sumó sus argumentos contra la ley y criticó el hecho de que no podemos cumplir los cometidos esenciales del Estado y nos vamos a poner a producir y comercializar marihuana. A lo que agregó que hay que hacer una campaña masiva de los efectos nocivos en la salud de todos que tienen las adicciones.

Desde el oficialismo, el diputado de Asamblea Uruguay, Jorge Orrico alegó que

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Guest Pinga_hemp

LEGALIZE AOS IRMÃOS... Parabéns pela pequena mais notória evolução de nossos vizinhos .... Pelo que li foi liberada a compra de 40 gramas mÊs ... e lá vem os coffe shops uruguaios .... olaiá

Com fé em jah ... logo logo isso pega no mundo todo ... pq em mim já pegou mesmo .... :love-weed:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...