Ir para conteúdo

Amsterdam Ajudará Sp Na Política Para Usuário De Drogas


planta

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

http://spressosp.com.br/2014/02/amsterdam-ajudara-sp-na-politica-para-usuario-de-drogas/

Home / Capital / Geral / Saúde / slider2 / Amsterdam ajudará SP na política para usuário de drogas
haddad-holanda2-cesar-ogata-secom.jpg
Amsterdam ajudará SP na política para usuário de drogas CAPITAL, GERAL, SAÚDE, SLIDER2 26/02/2014 , by Redação Nenhum Comentário 1214

Prefeituras das duas cidades firmaram compromisso de cooperação para a atenção a dependentes químicos

Por Redação

haddad-holanda-cesar-ogata-secom-300x197

Haddad tratou também de recepção a torcedores holandeses na Copa (fotos: Cesar Ogata/Secom)

As prefeituras de São Paulo e de Amsterdam (capital holandesa) firmaram nesta quarta-feira (26) um memorando de entendimento para cooperação mútua em oito áreas temáticas, entre elas a reintegração social de usuários de drogas e moradores de rua. As experiências nas duas cidades no tratamento para dependentes químicos estiveram na pauta do encontro de hoje, na sede da prefeitura, entre o prefeito Fernando Haddad (PT) e o embaixador da Holanda no Brasil, Kees Rade, e o cônsul-geral da Holanda em São Paulo, Jan Gijs Schouten.

Em fevereiro, secretários municipais estiveram em Amsterdam para conhecer a experiência da cidade em política de redução de danos, especialmente na construção de uma rede de acolhimento para usuários de drogas e pessoas em situação de rua. O grupo fez reuniões com membros do Ministério da Saúde, Bem-Estar e Esportes e da ONG The Rainbow Group – focada no acolhimento e tratamento de usuários de drogas e populações vulneráveis.

A delegação foi recebida na capital holandesa pelo vice-prefeito Eric Van der Burg, que demonstrou o interesse de Amsterdam em aprender mais com São Paulo e ficou impressionado com os números do programa “De Braços Abertos”, que já conseguiu reduzir em até 70% o consumo diário de crack. “Cada cidade tem que buscar soluções específicas para estas situações. Nossa política teve um sucesso importante em diminuir o impacto das drogas tratando isto como um problema de saúde e também social, e não só policial, além de fazer uma distinção entre drogas leve e drogas pesadas”, disse Kees Rade.

Segundo o secretário municipal de Relações Internacionais, Leonardo Barchini, a Holanda tem desde 1976 cerca de 5 mil usuários de heroína atendidos. Eles conseguiram a redução de uso, um uso mais seguro, com substituição da heroína injetável, e a campanha foi efetiva para que novas gerações não usassem a droga”, explicou o secretário

Para a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social do município, Luciana Temer, o sucesso do programa holandês mostra que a iniciativa da prefeitura com o “De Braços Abertos” é correta. “Nós verificamos que estamos no caminho certo, que estamos em São Paulo no início de um processo de formação de vínculo entre dependente e Estado”, avaliou.

Já o secretário de Segurança Urbana, Roberto Porto, destacou a importância da política de redução de danos para o sucesso do combate ao tráfico. “A política é interessante do ponto de vista de que coíbe o uso na rua, dando uma alternativa viável e segura do ponto de vista da saúde. Eles fazem uma distinção com muito sucesso entre o usuário e o traficante. Eles conseguiram separar muito bem os dois focos: um recebe assistência e o outro é alvo de atividade policial”, afirmou Porto.

“Salas seguras”

Os secretários, no entanto, pretendem avaliar melhor a experiência holandesa de “salas seguras” - clínicas vigiadas nas quais os viciados podem consumir droga, especificamente heroína, sob supervisão do Estado. ”É um debate que precisa acontecer no Legislativo, porque há aspectos legais que impedem a instalação dessas salas por aqui”, disse Porto, considerando, no entanto, fundamental encontrar formas de separar o dependente do traficante.

Luciana Temer disse que há diferenças importantes entre as características das dependências de crack e de heroína, como chances de overdose (comum com a heroína e praticamente inexistente no crack) e sintomas das crises de abstinência. Assim, em um cenário em que uma política pública dessa natureza pudesse ser implementada, diversos ajustes seriam necessários, alegou.

O encontro tratou também de cooperação em assuntos como governo eletrônico, mobilidade urbana, desenvolvimento urbano sustentável, políticas LGBT, educação e esportes, cultura e indústria criativa e marketing de cidades, além da recepção dos torcedores holandeses durante a Copa do Mundo de futebol.

  • Like 5
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

PMSP no caminho certo! talvez não caiba na discussão, mas tenho gostado muito da gesta da PMSP mesmo com suas controvérsias, tem tratado a adm pública de forma profissional e menos "político" em muitas áreas, como na participação popular

Bolsa Crack é somente pros reaças que ganham com a proibiçã

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,prefeitura-defende-sala-segura-para-separar-traficantes-e-usuarios-na-cracolandia,1134887,0.htm

Prefeitura defende 'sala segura' para separar traficantes e usuários na Cracolândia Experiência tida como sucesso na Holanda estimula debate; na Luz, dependente troca crack por maconha

26 de fevereiro de 2014 | 12h 43

Bruno Ribeiro - O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO - Depois de conhecer as políticas para redução de danos para dependentes de drogas em Amsterdã, na Holanda, há pouco mais de uma semana, secretários da gestão Fernando Haddad (PT) defenderam o conceito de "sala segura" para separar os dependentes de crack da Cracolândia da influência dos traficantes. Na Holanda, essas salas são clínicas vigiadas onde os viciados podem consumir droga, especificamente heroína, sob supervisão do Estado.

cracolandia_danielteixeira292.jpg
Daniel Teixeira/Estadão
Diversos 'ajustes' devem ser feitos antes que projeto possa ser implementado

"É um debate que precisa acontecer no Legislativo, porque há aspectos legais que impedem a instalação dessas salas por aqui", disse o secretário municipal de Segurança Urbana, Roberto Porto. "Mas é fundamental. Nós precisamos encontrar uma forma de separar o traficante do usuário. Fazer uma separação físicas entre eles", enfatizou.

Essa separação permite o acesso do poder público - e sua assistência médica -ao dependente e diminui a criminalidade associada à droga, como furtos e roubos, segundo a secretária de Asssitência Social, Luciana Temer.

Nas salas seguras holandesas, os dependentes chegam até a receber uma dose de heroína, que passa por controle de qualidade para evitar toxinas misturadas com as drogas. "Dessa forma, até os índices de infecção diminuíram", afirmou o secretário de Direitos Humanos, Rogério Sottili.

A secretária Temer, no entanto, afirmou que há diferenças importantes entre as características das dependências de crack e de heroína, como chances de overdose (comum com a heroína e praticamente inexistente no crack) e sintomas das crises de abstinência. Assim, em um cenário em que uma política pública dessa natureza pudesse ser implementada, diversos ajustes seriam necessários.

Na conversa, o secretário Porto discutiu os critérios de avaliação sobre a eficiência ou não do Programa Braços Abertos, que a Prefeitura desenvolve na Cracolândia, e inclui a oferta de alimentação, moradia, assistência médica emprego para os dependentes de crack na Cracolândia. "O que é sucesso do programa? A abstinência? Na Holanda, há casos de que em que a pessoa passará a vida frequentando salas seguras. Mas ela não comete crimes, não pede esmolas, não rouba", disse, ao explicar que a questão da degradação social e urbana decorrente da Cracolândia pode ser resolvida sem, necessariamente, que as pessoas deixem e usar droga.

"Dentro do que vimos, o consumo de drogas é proibido na rua, mas liberado dentro de locais específicos. Há um benefício para o restante da cidade, que não convive com dependentes nas ruas", afirmou a secretária Temer.

Maconha. A Prefeitura, que faz entrevistas e acompanhamentos diários com os cerca de 400 dependentes de crack que ocupam a Cracolândia, já havia divulgado, na semana passada, que foi detectada uma redução de até 70% no consumo diário de pedras entre os dependentes - quem fumava 30 pedras por dia chega a consumir 5 atualmente.

"O que nós notamos, por outro lado, foi o aumento do consumo de maconha. Algumas das pessoas estão trocando crack por maconha", disse Porto.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Essa é a nossa deixa galera!!! Redução de danos já! Para TODOS os usuários de drogas!!!

Não é uma questão o fato de o povo brasileiro estar ou não preparado - afinal estão preparados no máximo para o JN e novela.

A questão é que não se pode permitir a carnificina promovida pela violência do tráfico!

Vai Haddad! Vai Cristóvam! Por um Brasil melhor para todos!

Abraços!

  • Like 6
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

To contigo, Planta!

Uma política de drogas socialmente coerente é tudo que queremos!

Ser taxado de criminoso por lidar com uma planta é absurdo!!!

Essa iniciativa da prefeitura sp mostra bem que no Brasil não temos cidadania, mas sim "estadania".

  • Like 8
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Isso para mim infelizmente é tudo blábláblá....

Como disse o Wolf13 ano de eleição eles falam de todos os assuntos possíveis e imagináveis!!

"“De Braços Abertos”, que já conseguiu reduzir em até 70% o consumo diário de crack."" SÓ SE ESSE 70% TÁ NO CU DELES!!!

aqui na periferia que eu moro num tem braço aberto pra ninguém não, aqui é lei do cão!!

Nem asfalto direito tem nas ruas aqui, só tapa um buraco aqui, abre outro ali, daqui 6 meses fecha esse, já abriram outros tantos...

Quero saber de boas escolas, bons professores, salários dignos, EDUCAÇÃO, mensaleiros na cadeia, chega de mentiras!!

Sem educação não tem legalização, descriminalização, redução, conscientização só tem arrecadação e má administração.

Não se iludam galera, esses caras são uns filhos de umas putas pagas isso sim!!!!

O Brasil não é um pais sério.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Gorilla você tá ligado que essa ação tá acontecendo no Centro da cidade de São Paulo, não é onde você tá, mas que crítica mais sem sentido...

Po a Rússia mandou helicópteros de ataque para a Ucrânia, mas isso deve ser mentira pois eu tava olhando o céu aqui e não vi helicóptero nenhum. Toinnnnnn :cqnes:

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Gorilla você tá ligado que essa ação tá acontecendo no Centro da cidade de São Paulo, não é onde você tá, mas que crítica mais sem sentido...

Po a Rússia mandou helicópteros de ataque para a Ucrânia, mas isso deve ser mentira pois eu tava olhando o céu aqui e não vi helicóptero nenhum. Toinnnnnn :cqnes:

Ok HST, concordo com vc. Sei sim que e no centro, acompanho os fatos, tb não vi helicóptero nenhum aqui!

Mas isso e coisa pra Inglês ver. Só.

(esse Toinnnnnn :cqnes: foi da hora!!!) hauhauahua

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Entendo seu ceticismo Gorilla, mas é uma mudança de paradigma muito positiva, a abordagem mudou 180º, e se for eficiente, pode se tornar modelo para o resto do país, não seria ótimo ao invés de ver as pessoas jogadas nas ruas como você descreveu, sendo tratadas num programa de redução de danos?

Não sei se é o tratamento ideal para esses usuários pois não sou especialista, mas é muito melhor do que o que eles estavam recebendo do Estado antes do Haddad, bombas de efeito moral e balas de borracha, quando não balas de verdade.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Isso para mim infelizmente é tudo blábláblá....

Como disse o Wolf13 ano de eleição eles falam de todos os assuntos possíveis e imagináveis!!

"“De Braços Abertos”, que já conseguiu reduzir em até 70% o consumo diário de crack."" SÓ SE ESSE 70% TÁ NO CU DELES!!!

aqui na periferia que eu moro num tem braço aberto pra ninguém não, aqui é lei do cão!!

Nem asfalto direito tem nas ruas aqui, só tapa um buraco aqui, abre outro ali, daqui 6 meses fecha esse, já abriram outros tantos...

Quero saber de boas escolas, bons professores, salários dignos, EDUCAÇÃO, mensaleiros na cadeia, chega de mentiras!!

Sem educação não tem legalização, descriminalização, redução, conscientização só tem arrecadação e má administração.

Não se iludam galera, esses caras são uns filhos de umas putas pagas isso sim!!!!

O Brasil não é um pais sério.

Eu só posso falar do que conheço, mas sabia que teve uma eleição para o Conselho Participativo? Pois bem, no meu antigo bairro em SP (onde ainda moram meus pais e meus irmãos) as coisas mudaram muito com a eleição do Conselho, estão reformando as ruas, estão reformando praças. O Conselho vem dando certo, e o meu bairro sempre foi esquecido em tudo, até mesmo esquecido pela chuva.

Esse governo da prefeitura, como eu disse, vem fazendo coisas boas, é na minha opinião vanguardista, aceita a posição de cidade global, e não tem utilizado essa posição apenas para fazer compras no exterior como as outras gestões

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu só posso falar do que conheço, mas sabia que teve uma eleição para o Conselho Participativo? Pois bem, no meu antigo bairro em SP (onde ainda moram meus pais e meus irmãos) as coisas mudaram muito com a eleição do Conselho, estão reformando as ruas, estão reformando praças. O Conselho vem dando certo, e o meu bairro sempre foi esquecido em tudo, até mesmo esquecido pela chuva.

Esse governo da prefeitura, como eu disse, vem fazendo coisas boas, é na minha opinião vanguardista, aceita a posição de cidade global, e não tem utilizado essa posição apenas para fazer compras no exterior como as outras gestões

Muito bom saber que tem bairros mudando para melhor fora dos grandes centros,

aqui onde eu sobrevivo a coisa ta feia Granjaman, e vai de mal a pior, eu nunca vi meu bairro tao ruim, com tantos cracudos pelas ruas,

roubaram o registro de agua da minha casa e essa semana roubaram a torneira que tinha no registro da rua, tiraram dois parafusos que segurava uma parada, o proximo roubo vai ser a arvore em frente de casa!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

a solução do problema: vamos colocar esses crackudos pra trabalhar em uma plantacao de maconha e trata los com a maconha que eles mesmos plantaram e suaram se limpando da merda da quimica

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Muito bom saber que tem bairros mudando para melhor fora dos grandes centros,

aqui onde eu sobrevivo a coisa ta feia Granjaman, e vai de mal a pior, eu nunca vi meu bairro tao ruim, com tantos cracudos pelas ruas,

roubaram o registro de agua da minha casa e essa semana roubaram a torneira que tinha no registro da rua, tiraram dois parafusos que segurava uma parada, o proximo roubo vai ser a arvore em frente de casa!!

Isso não é exclusividade do seu bairro infelizmente, meu trabalhava num casa na vila olimpia, e ali direto roubavam cabos e outras coisas da casa do vizinho, o vizinho dizia que o problema não era dele quando começaram a depenar a casa do meu pai.

Meu pai ficou super chateado quando roubaram sua tv philco hitachi de mais de 30 anos.

Mas no meu bairro a gente nunca teve problemas com os crackentos, apesar de estar bem próximo da Vila Leopoldina onde a concentração aumentou bastante. Já tentou ver quem é o conselheiro do seu bairro?

Ahhh e o braços abertos é muito bom como política de redução de danos, se tivessem feito isso na época que começaram a expulsar a cracolândia talvez as coisas fossem melhor.

Eu acho que o Haddad infelizmente não será reeleito daqui 3 anos, mas com certeza ele vai avançar a cidade em 30. Mesmo sendo de partidos diferentes ele tem boa interlocução com o PicoléDeChuchu, e está avançando muito nas políticas de saúde pública.

Mas isto é assunto pra outro dia

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Toda intenção de redução de danos é válida.

Só não entendo pq nunca vejo o nome Dartiu Xavier envolvido . Na verdade nem precisava ir buscar idéias fora. Posso até estar enganado mas o Dr. Dartiu tem a solução ideal.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Toda intenção de redução de danos é válida.

Só não entendo pq nunca vejo o nome Dartiu Xavier envolvido . Na verdade nem precisava ir buscar idéias fora. Posso até estar enganado mas o Dr. Dartiu tem a solução ideal.

Se voce ver, o relato da Secretaria em muito bate com o estudo feito por ele.

Agora ver o nome dele envolvido? Essa questão tem que passar mais pela Paulista Medicina, e acho que a Unifesp dá muito mais respaldo ao Laranjola que ao Dartiu

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Se voce ver, o relato da Secretaria em muito bate com o estudo feito por ele.

Agora ver o nome dele envolvido? Essa questão tem que passar mais pela Paulista Medicina, e acho que a Unifesp dá muito mais respaldo ao Laranjola que ao Dartiu

De qualquer jeito dá uma olhada se o Dr Dartiu e seus pupilos são feras ou não!!

http://www.youtube.com/watch?v=9VM-XQgim8I

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu só posso falar do que conheço, mas sabia que teve uma eleição para o Conselho Participativo? Pois bem, no meu antigo bairro em SP (onde ainda moram meus pais e meus irmãos) as coisas mudaram muito com a eleição do Conselho, estão reformando as ruas, estão reformando praças. O Conselho vem dando certo, e o meu bairro sempre foi esquecido em tudo, até mesmo esquecido pela chuva.

Esse governo da prefeitura, como eu disse, vem fazendo coisas boas, é na minha opinião vanguardista, aceita a posição de cidade global, e não tem utilizado essa posição apenas para fazer compras no exterior como as outras gestões

:335968164-hippy2:

Sem palavras!

To contigo, Planta!

Uma política de drogas socialmente coerente é tudo que queremos!

Ser taxado de criminoso por lidar com uma planta é absurdo!!!

Essa iniciativa da prefeitura sp mostra bem que no Brasil não temos cidadania, mas sim "estadania".

:ativismo:

lindo..... a coisa ta andando!

:icon_spin:

Toda intenção de redução de danos é válida.

Só não entendo pq nunca vejo o nome Dartiu Xavier envolvido . Na verdade nem precisava ir buscar idéias fora. Posso até estar enganado mas o Dr. Dartiu tem a solução ideal.

clap

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...