Ir para conteúdo

[Repost] Porquê as espécies tem efeitos variados?


edi

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Vocês já se perguntaram qual é o responsável pelos diferentes efeitos que a cannabis causa? Bem, é algo que eu andei me perguntando por esses dias e por sorte achei um artigo completíssimo da hightimes sobre o tema, que tentarei traduzir da melhor maneira pra dividir com todos os membros

OBS -  Esse artigo do Nico já foi compartilhado e discutido aqui. Além disso, esse tópico do @Shortlived discute extensivamente o assunto.

Fonte - http://hightimes.com/grow/understanding-the-effects-of-indica-vs-sativa/

 

Entendendo os efeitos de indicas x sativas

By Nico Escondido  February 25, 2015

 

     

 

 


indicavssativa-afghanidream

 

Ao longo das décadas, desde o início da proibição em 1937, o uso da cannabis por seres humanos tem sido muito mal compreendido, devido a falta de pesquisa, financiamento e da legalidade. Isso nos deixou adivinhando por que certas espécies - ou, mais precisamente, strains estirpes diferentes - da mesma planta provocam efeitos variados quando consumidas. Muitas hipóteses têm sido propostas ao longo dos anos, a maioria centralizando-se tanto nas diferenças entre espécies (indica vs. sativa) ou no conteúdo e proporções dos canabinóides.

Com a atual mudança de visão política e pública da cannabis, estamos descobrindo - por meio de investigação científica e da tecnologia - que essas noções estão provavelmente incorretas. No entanto, um ponto central se mantém firme. Os efeitos variados que sentimos de uma variedade para outra é, na verdade, químico. Mas esses efeitos podem não ser provenientes dos compostos que pensávamos.

Canabinóides vs. Terpenóides
Até o momento, quase todo mundo que usa cannabis já ouviu falar de canabinóides. (Se você não ouviu, você realmente deve aprender mais sobre o que você coloca em seu corpo!)  Já foram identificados mais de 85 canabinóides diferentes dentro da cannabis. Dos quais o mais famoso é o THC (tetrahidrocanabinol), composto químico psicoativo primário da cannabis. CBD (ou canabidiol) é o segundo canabinóide mais conhecido. O CBD ganhou destaque na década passada por meio de pesquisa científica, considerado não-psicoativo e responsável por muitas das propriedades terapêuticas e medicinais associadas à maconha medicinal.

indicasvssativas-cannabinoids.jpg

Terpenóides, ou terpenos, como eles muitas vezes são referidos (embora ligeiramente diferentes em sua natureza), são compostos químicos orgânicos produzidos por muitas plantas e geralmente carregam propriedades aromáticas ou de sabor. Terpenos são componentes essenciais da resina e são um fator importante para os óleos essenciais produzidos por uma planta. Na cannabis, são esses terpenos os mais responsáveis pelos cheiros e sabores que os usuários passaram a amar em suas estirpes favoritas. A pesquisa também está nos mostrando que podem ser estes terpenos os responsáveis pela variação de efeitos que sentimos de uma cepa para outra - e, certamente, de uma indica para uma sativa.

 

A confusão da Taxonomia
Os termos indica e sativa são classificações taxonômicas da planta gênero Cannabis sativa L. (L. significa Linnaeus e indica a autoridade de quem primeiro batizou a espécie - Carolus Linnaeus). Linnaeus incorretamente pensou que o gênero era monotípico, ou seja, teria apenas uma única espécie. Assim, o próprio nome do gênero é muito enganador porque ele usa incorretamente a palavra "sativa" na taxonomia. Esta classificação ocorreu antes que o mundo soubesse das três espécies distintas existentes dentro do gênero cannabis.

 

Logo depois, a descoberta de Cannabis indica Lam. (Lam. Representa Jean-Baptiste Lamarck) e Cannabis ruderalis Janisch. (Descoberto pelo botânico russo D.E. Janichevsky) nos trouxe até onde estamos hoje com o entendimento de que Cannabis é o gênero de plantas e C. sativa, C. indica e C. ruderalis são as três espécies do gênero.

Então, o que isso tudo tem a ver com os efeitos da cannabis? Bem, este exercício de taxonomia é um exemplo de o por quê dos nomes serem taxados desta maneira na ciência e como estas classificações não foram determinadas com base nos efeitos da planta. Na verdade, elas foram determinadas em grande parte pela localização geográfica (Lamarck descobriu a indica na Índia) e o nome da pessoa que faz cada descoberta (daí, L., Lam., Janisch.).

É por isso que utilizando os termos indica e sativa para descrever os efeitos das variadas espécies e estirpes de cannabis é muito enganador e não é nada preciso. Esse termo só deve ser usado para ajudar a descrever linhagem, os padrões de crescimento e desenvolvimento, e regiões geográficas e climáticas de origem. Para não mencionar que 95% da estirpes de cannabis hoje são híbridas com apenas um punhado de linhagens da raça original, que se qualificam como sativa pura, indica ou ruderalis.

 

Se não é Indica ou Sativa, então é o que?
Infelizmente, os termos indica e sativa passaram a representar os efeitos definitivos da cannabis dentro de nossa nomenclatura cultural. Indica passou a indicar o efeito corporal, sensação de sedação, relaxamento ou "stoned". Por outro lado, sativa passou a significar um efeito mais energético e cerebral, levantador de ânimos. A verdade é que muitas indicas podem produzir estes efeitos "sativas", enquanto muitas sativas podem produzir uma sensação de "sonolência indica."

 

Na realidade, a nossa cultura precisa começar a sair desta descrição dos efeitos da maconha como "indica" ou "sativa". Esses termos devem ser reservados apenas para growers, breeders e cientistas que querem articular os padrões de crescimento e necessidades, origem das espécies, épocas de floração ou linhagem genética. Quando se trata de falar sobre os efeitos das estirpes, temos de avançar na discussão de terpenos.

indicavssativa-terpenes_0.jpg

No ano passado, o Dr. Jeffery Hergenrather, presidente da Sociedade Médica da Cannabis, abordou a questão das relações entre canabinóides X terpenos no site medicaljane.com dizendo: "Enquanto as proporções de canabinóides na maioria das espécies podem ser aproximadamente as mesmas, é o teor de terpenos que geralmente cria as diferentes qualidades que analisamos como a diferença entre indicas e sativas. É altamente provável que os terpenos podem muito bem alterar as propriedades dos canabinóides. Testes padronizados são essenciais para o avanço da nossa compreensão deste assunto."

Durante anos, pacientes de cannabis, cultivadores, médicos e usuários recreativos atribuíram aos efeitos da cannabis as diferentes proporções de canabinóides, mas agora sabemos que os terpenos também desempenham um papel central na determinação destes efeitos. A teoria conhecida como o "efeito entourage", que foi publicada há alguns anos por O'Shaughnessy, lança uma luz sobre como terpenos e canabinóides se combinam para produzir o efeito pro usuário. Em cima disso, há pesquisas que sugerem que estes efeitos também podem variar de usuário para usuário, porque cada ser humano tem seu próprio metabolismo que combina com estes compostos químicos.

indicavssativa-cannabinoidsterpenes.jpg

O que sabemos?
Todas as informações acima são relativamente novas na ciência. E a pesquisa real está apenas começando agora nos estados americanos onde a cannabis é legal, como Colorado, Washington e Oregon. Universidades, como a Universidade do Colorado, Boulder, estão começando a permitir que programas de pesquisa completos sejam criados fora da jurisdição do governo e sem a intervenção de indústrias que têm um interesse nos resultados. Isso permitirá que os cientistas, médicos e criadores de maconha saibam mais sobre as interações entre os canabinóides, terpenóides e seres humanos.

 

Ainda assim, até o momento, sabemos algumas coisas sobre como os terpenos e canabinóides trabalham para produzir os efeitos que provocam. Por exemplo, sabemos que se THC é naturalmente energético. Se tivéssemos a oportunidade de ingerir apenas o THC, teríamos um efeito energético, muito parecido com o que a maioria de nós conhecemos como um efeito "sativa" . No entanto, também sabemos que algumas indicas têm níveis de THC mais elevados do que muitas sativas, mas estas indicas estão produzindo o efeito contrário -, uma sensação de sonolência que te derruba no sofá. Então, a velha teoria de que as sativas são mais elevadas em THC e por isso produzem um efeito diferente não é realmente precisa.

Na verdade, após um estudo mais minucioso, descobrimos que muitas das cepas que produzem o efeito "indica" têm altas concentrações do terpeno chamado mirceno. Mirceno também está presente no lúpulo, e muitas vezes é considerado o responsável pelo efeito sedativo que temos quando bebemos cervejas do tipo hoppy como as IPAs. E, assim como o mirceno, existem outros terpenos, tais como o caryophylleno, terpinoleno, pineno e limoneno. Alguns destes contribuem com o sabor ou aroma, enquanto outros podem criar variados efeitos físicos ou mentais. Todos eles provavelmente fazem coisas diferentes quando presentes em diferentes níveis e quando misturadas à diferentes proporções de THC, CBD, THC-V, CBG e assim por diante.

Então, qual é a verdade sobre indicas, sativas, canabinóides e terpenóides? Qual é a verdade por trás de como nos sentimos quando fumamos uma OG Kush e de como nos sentimos quando fumamos uma Haze? A verdade é que estamos nos primórdios da compreensão da cannabis que ingerimos. A verdade é que esta é apenas a ponta do iceberg. Porque conforme nos aproximamos da regularização e legalização completa da cannabis, este não será o fim da estrada, mas sim apenas o início de uma nova jornada.

Obrigado a todos pela leitura lembrem-se:

Grow… and help the world grow, too! Cresçam ... e ajudem o mundo a crescer também!

 

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
1 hora atrás, Shortlived disse:

Esse artigo do Nico já foi compartilhado e discutido aqui. Além disso, esse meu tópico discute extensivamente o assunto.

Opa, obrigado por me avisar, não pesquisei antes de postar, abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...