Ir para conteúdo

Secretário De Saúde Quer Legalização Das Drogas!


hf

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Fonte: O Dia(18/12/2012)

http://odia.ig.com.br/portal/rio/secret%C3%A1rio-de-sa%C3%BAde-quer-legaliza%C3%A7%C3%A3o-das-drogas-1.527121

Secretário de Saúde quer legalização das drogas

Sérgio Côrtes levanta dúvidas sobre a eficácia da atual política de criminalização do usuário e pede debate imediato

POR Caio Barbosa

Rio - A legalização do uso de drogas ganhou um reforço de peso nesta segunda-feira no Rio. O secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, defendeu o fim da proibição em um seminário internacional sobre drogas realizado na Fiocruz.

“Já passou da hora de mudar isso”, disse Côrtes ao DIA. O evento, que prossegue hoje, é organizado pelo Ministério da Saúde e pela Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia (CBDD). Côrtes pediu pressa na revisão da política de proibição das drogas no país.

“Tenho muitas dúvidas quanto à eficácia desta política e da criminalização do usuário. A repressão está funcionando? E mais: acho que temos que resolver logo este problema, colocar um prazo”, afirmou Côrtes.

image.jpg

Côrtes participou nesta segunda do seminário na Fundação Oswaldo Cruz | Foto: Fábio Gonçalves / Agência O Dia

O secretário disse defender uma reforma “extremamente criteriosa”, para que o tiro não saia pela culatra e para que a legalização, de fato, reduza os índices de violência e de consumo.

“Precisamos olhar caso a caso as experiências adotadas nos países que optaram pela legalização. Alguns tiveram experiências positivas, outros não. Temos de ver quais as drogas entrariam nesta política. Mas é preciso que seja rápido”, reiterou.

O antropólogo Rubem Cesar Fernandes, secretário executivo da ONG Viva Rio, que também participa do seminário na Fiocruz, disse que está otimista quanto à aceleração da discussão, que foi tema de matéria publicada nesta segunda em O DIA.

“A CBDD levou ao Congresso Nacional a proposta de discussão, mas não queríamos dar entrada este ano por conta do calendário eleitoral. Tudo indica que, a partir de fevereiro, a gente comece a discutir essa questão. Acho que em 2013 já teremos uma resposta positiva”, previu Rubem Cesar Fernandes.

Para o antropólogo, o maior desafio será unir a bancada religiosa em torno de tema tão polêmico: “Precisamos valorizá-los, trazê-los para junto de nós porque as igrejas também têm um papel fundamental neste processo. O problema afeta a todos nós.”

Três países como espelhos

O seminário na Fiocruz, em Manguinhos, reúne especialistas que saem do campo teórico e mostram, na prática, como uma nova política sobre as drogas é possível de ser adotada.

Portugal, Canadá e Uruguai, países que têm conseguido estancar o aumento do consumo e reduzir índices de violência e mortes decorrentes do vício, estão representados no evento.

A ministra Maria do Rosário Nunes, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, acompanhará, hoje, as conclusões do seminário.

Agentes da lei são a favor

A edição desta segunda-feira do DIA mostrou que já existe uma liga formada por agentes da lei que acredita na legalização do consumo e na regulação da produção como medidas capazes de conter a violência causada pela luta entre Estado e narcotráfico.

A Leap Brasil (Agentes da Lei contra a Proibição) tem como integrantes o coronel Jorge da Silva, ex-chefe do Estado Maior da PM, o delegado Orlando Zaccone, da 18ª DP (Praça da Bandeira), e a juíza aposentada Maria Luiza Karam. “Legalizar não é promover o consumo. O consumo já há em qualquer esquina. A solução é regularizá-lo”, aponta Rubem Cesar Fernandes, diretor da ONG Viva Rio.

  • Like 10
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

quem luta no brasil é besta...

o esquema aqui é fazer um troco!!

Fazer troco?Já ouviu falar em ativismo?

Informe-se melhor irmandade!

Seus conceitos não condizem com nossa realidade!

Respeite os dinossauros que estão há anos lutando por nossa liberdade e pagando um preço muito alto por isso!

abraços e fique na paz.

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

:watchplant: se legalizarem o Plantio caseiro para consumo já ficaria Feliz

Isso resolveria o seu problema e te faria feliz né.

Eu já prefiro que se resolva ao máximo o problema do máximo de pessoas possível, e de preferência, primeiro o dos mais vulneráveis.

Cultivo é para alguns, a maioria depende de um mercado. Atualmente é o mercado negro. Futuramente, quem dera, um mercado regulamentado, com produtores com o devido registro nos órgãos responsáveis, controle de qualidade e acesso apenas à adultos.

  • Like 7
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

"Futuramente, quem dera, um mercado regulamentado, com produtores com o devido registro nos órgãos responsáveis, controle de qualidade e acesso apenas à adultos"

Frase que resume perfeitamente o que devemos lutar por e não só se contentar com legalização do cultivo caseiro ou somente a descriminalização das drogas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

um mercado regulamentado, com produtores com o devido registro nos órgãos responsáveis, controle de qualidade e acesso apenas à adultos.

E essa fiscalização deve ser firme. Se não iremos ter só mais uma geração de filhos irresponsáveis, pois hoje, a bebida alcoólica é TEORICAMENTE proibida para menores de 18 anos. Mas na prática, os jovens estão se tornando alcoólatras cada vez mais cedo.

Sei que a cannabis não causa danos nem sequer semelhantes aos do álcool, mas não é recomendada para menores.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Gostei tanto da frase que vai até para minha assinatura.

“Legalizar não é promover o consumo. O consumo já há em qualquer esquina. A solução é regularizá-lo”, aponta Rubem Cesar Fernandes, diretor da ONG Viva Rio

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
"Futuramente, quem dera, um mercado regulamentado, com produtores com o devido registro nos órgãos responsáveis, controle de qualidade e acesso apenas à adultos"

Frase que resume perfeitamente o que devemos lutar por e não só se contentar com legalização do cultivo caseiro ou somente a descriminalização das drogas.

Concordo imensamente com o que vc falou brother, devemos pensar no que é melhor, pelo menos para a maioria. E apoio totalmente quando o Secretário de Saúde diz que devemos tomar alguma providência rápidamente. Sim, sim, bastante rápido rsrsrsrs.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Esta notícia me deixou mais esperançoso quanto ao que pode ocorrer já no próximo ano, apesar que eu tinha esperança tbém qto a votação da RE e o STF não votou. Mas enfim, vendo a news sobre o LEAP no Brasil, o Secretário de Saúde, e vendo depoimentos de algumas autoridades, algo de positivo para nossa causa, que não é somente a legalização do cultivo caseiro, mas tbem uma política de drogas mais justa e real, está para acontecer. Que Jah me ouça!!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Acho muito importante essa matéria, mostra que a causa está ganhando cada vez mais espaço na mídia. O Dia é um jornal de grande circulação no Estado do Rio de Janeiro. No impresso ela ocupou uma página inteira, sem contar que o repórter foi muito coerente e imparcial!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

E o bacana também é que além dessas matérias a galera ta vendo o consumidor de cannabis com outros olhos!

Muitas das pessoas que não fumam ja entendem que não existe toda essa "criminalidade" que falam. Eu sinto isso em vários lugares que vou, com pessoas de direntes idades e formas de vida.

As novas gerações ja verão as coisas de outra forma, até porque se tudo nos permitir, SERÁ DE OUTRA FORMA!

CANNABIS NÃO É CRIME! É CULTURA!

Abraço e Paz Growers

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

E o bacana também é que além dessas matérias a galera ta vendo o consumidor de cannabis com outros olhos!

Muitas das pessoas que não fumam ja entendem que não existe toda essa "criminalidade" que falam. Eu sinto isso em vários lugares que vou, com pessoas de direntes idades e formas de vida.

As novas gerações ja verão as coisas de outra forma, até porque se tudo nos permitir, SERÁ DE OUTRA FORMA!

CANNABIS NÃO É CRIME! É CULTURA!

Abraço e Paz Growers

Tb estou percebendo isso!!!

E quanto mais gente de governo ao nosso lado, melhor e mais rápido será a nossa vitória!!!

E que um dia eu possa cultivar a minha flor e o quem sabe vender o meu excedente!! A regulamentação e a organização serão os passos fundamentais para um novo ciclo da cannabis com a atual humanidade.,

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...