Ir para conteúdo

Vaporizadores baratos, qual vale a pena comprar?


TCHELO

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

Vou pegar onda na ideia do @vitshit e fazer uma review do Air:

 

Arizer Air review

arizer air.jpg

                O Arizer Air é um produto canadense de recente lançamento, tendo sido introduzido nas lojas no começo do ano passado (2015). Uma espécie de reformulação do Arizer Solo, o predecessor que fez – e ainda faz – fãs mundo afora, o Air parece ter sido desenhado de maneira a suprir algumas das queixas dos usuários do Solo: redução do tamanho do aparelho, o que o tornou verdadeiramente portátil; menor dependência da bateria, já que com o Air é possível vapar enquanto a pilha carrega; e o mais importante de tudo para mim, a possibilidade de trocar de pilha a qualquer momento.

 

Aparência e construção

 

O Air é um negócio robusto! Seu corpo externo é todo feito de diferentes metais, com junções discretas e com um design bastante discreto. A câmara é de cerâmica e fica protegida por uma tampa de silicone resistente a calor. Apesar da solidez do aparelho, ele não é pesado, tendo um peso semelhante ao de um controle remoto de televisão. Acompanham o aparelho dois bicos de vidro, um prato de aromaterapia, uma capa de silicone, uma pilha tipo 18650, um carregador de pilhas de parede, uma capa de tecido com gancho para cinto, uma colherinha para ajudar a carregar os bicos com o material a ser vaporizado e um fluido de limpeza. Apesar de ser um produto tão novo, a empresa parece confiar na durabilidade do vaporizador, dando dois anos de garantia para defeitos e garantia vitalícia para câmara de aquecimento.

kit arizer air.jpg

 

Utilização

 

A operação do Arizer Air é muito, muito simples. É só colocar a massoca levemente dixavada no reservatório que fica na ponta do bico de sua escolha, colocar o bico no aparelho, ligá-lo, escolher a temperatura, esperar a luz azul parar de piscar e, depois de mais uns 30 segundinhos, começar a vapar!

O dixavamento, como no caso da maior parte dos vaporizadores, não deve ser completo. Vaporizadores são feitos para usar com erva medicinal, não com essa merda prensada que vendem por aqui (e em alguns lugares da gringa tb), então até o tipo de dixavador que se usa é diferente, ele não tritura tanto assim a ganja, mas usando um dixavs comum com carinho dá pra vapar muito tranquilamente. Outro detalhe importante com relação à massa é a economia que se faz. Se antes eu consumia, por mês, por volta de 50g de boldo, depois do vape, 25g é fartura total. No reservatório dos bicos, cabe mais ou menos 1/4 de um back normal, nem dedo de gorila, nem finório. Na real, nem é preciso preencher o reservatório para fazer uma sessão, metade já dá pra chapar bastante, a não ser que tu seja bem cabeção.

Diferentemente do Arizer Solo, que tem 7 diferentes níveis de temperatura, o Arizer Air possui 5, mas dá para o gasto tranquilamente. Após carregar e ligar pela primeira vez o bichinho, se pode selecionar as temperaturas através de um controle direcional para cima e para baixo que altera os níveis, indicados pelas seguintes cores:

- Azul: 180° C

- Branco: 190° C

- Verde: 200° C

- Laranja: 205° C

- Vermelho: 210° C

 

Portanto, o espectro de temperaturas oferecidas pelo Arizer Air supera de forma delicada, a partir do nível branco, os pontos de ebulição da maioria dos canabinóides (no caso, delta-9-THC, CBD, CBN e delta-8-THC). No uso, parece que quanto mais alta é a temperatura, mais narcótico é o efeito, por isso prefiro utilizar no nível verde, pois mais alto que essa temperatura, me parece que o vapor começa a ficar quente demais e tu fica um traste após a sessão – o que é muito bom caso a intenção seja justamente ficar assim. Durante as sessões, a parte superior do aparelho, onde fica a câmara, fica quente, mas dá para pegar o vaporizador por ali, ainda que não seja recomendado.

Agora à maior polêmica dos vaporizadores “portáteis” da Arizer: os tão odiados bicos de vidro. Altamente palosos, um descuido e eles podem cair e se quebrar. Os bicos de vidro também deixam o dono do vaporizador mais cabreiro caso ele esteja sendo usado por mais de uma pessoa (como numa rodinha), mas sinceramente eu ficaria cabreiro mais com um aparelho que custa mais de mil reais rodando na mão de uma galera que às vezes tu nem conhece direito. Outro problema dos vidros é a facilidade com que ficam sujos caso a erva esteja muito triturada – dito isso, basta não triturar tanto que fica sujo mais devagar.

bicos bateria air.jpg

 

Mas a opção da Arizer de usar vidro em seus vaporizadores não vem sem uma recompensa: o sabor do vapor que sai desse negócio é uma coisa linda. É muito legal ver a cara das pessoas que nunca tinham vapado e que pela primeira vez sentem o gostinho só da canna. O vapor que sai também é denso, fazendo uma puta neblina nas primeiras baforadas. A chapaceira é clean, tranquila, pacífica demais. Minha esposa não costumava fumar banzai porque a porqueirada que era queimada junto com a sagrada erva dava umas bads sinistras nela. Eu mesmo estava pegando bem leve no base porque tava tendo uns tetos pretos quando tava afim de fazer um green day. Depois que chegou o Air, todo mundo chapa bem tranquilo por aqui.

 

Pala

 

Para mim, existem duas situações em que evitar dar pala é crucial: em público e, sobretudo, na presença de familiares caretas. Em público, o Air é bastante discreto se a intenção não for vapar a babilônia literalmente no meio de um monte de gente. No meio da galera, a aparência high-tech do aparelho e o inescapável fato de colocar o negócio na boca com certeza causam estranheza, da mesma forma que muitos outros vaporizadores – já viste alguém andando por aí com um iPod ou um isqueiro Zippo na boca? Ou algum adulto chupando a antena de walkie-talkie? Eu também não. Além disso, o vapor ao ser soprado também chama a atenção, assim como o cheirinho. Aliás, o cheiro por si só não é uma grande preocupação, ele está bem longe de ser aquele cheiro fodido de baseado que se espalha como a peste negra. É um cheiro único, cheiro puro de canna, quem não conhece não vai saber o que é, e ele é bem fraco, uma brisinha já o dissipa. Dito isso, é absurdamente fácil usar o Air em público de forma discreta – se desligar o bipe do aparelho então, mais fácil ainda. Se for um lugar onde vão achar que estás fumando e isso vai incomodar a turma (qualquer lugar fechado, basicamente), desencana. Caso se liguem do que se trata, não é o vaporizador que está dando a pala, é tu fumando qualquer coisa num busão, numa sala de reuniões, num restaurante, em sala de aula, e por aí vai. A capa de tecido também ajuda a deixar o aparato mais discreto, e os reservatórios dos bicos podem ser enchidos de ganja, tampados e carregados nos bolsos laterais dessa capa.

Nas situações caseiras, o Air se vira muito bem. O cheiro é tão discreto que várias vezes eu vapei, e 5 minutos depois da sessão, minha esposa vinha falar comigo e só se ligava que eu estava chapado aquele tempo todo muito depois. E olhe que é minha esposa, que me conhece chapado de frente e do avesso. Uma coisa que me chamou a atenção mais além do cheiro é o quanto de pala corporal tu pode evitar com um vape. Além de não ficar cheiro no corpo, na boca, no cabelo e nas roupas, meus olhos não ficam vermelhos quando eu vapo – mas continuo ficando chinesinho. Também não tusso quando vapo, o que melhora ainda mais o stealth. Mas, sobretudo, nunca tive um piu dos vizinhos sobre maconha aqui. Mudei para onde moro recentemente e na casa anterior, os vizinhos reclamavam muito. Aqui, nada.

 

Bateria

 

Numa decisão interessante, a Arizer decidiu que o Air teria baterias cambiáveis. O tipo que o aparelho utiliza é a 18650 recarregável, que é também oferecida por diversos outros fabricantes, como a Sony, a Panasonic, a LG e a Samsung. O produto funciona em sessões de 10 minutos (ele se desliga automaticamente após este tempo), sendo que a carga da bateria original do Air costuma render, realisticamente, entre 5 e 7 sessões. O tempo de recarga é de mais ou menos 2 horas e meia.

Apesar da Arizer afirmar que as baterias de fábrica são feitas especificamente para o Air, e que as baterias de outros fabricantes podem danificar o produto, a experiência dos usuários não tem sido essa, sendo que inclusive algumas outras pilhas rendem mais que a original (ver aqui http://i.imgur.com/SqLwE8L.png). Seguindo alguns conselhos, peguei uma bateria recarregável extra da LG e um carregador Nitecore para esse tipo de pilha, e os tenho utilizado desde então. Às vezes, carrego as pilhas no Air mesmo, o que parece fazer bem para o aparelho e para as baterias.

carregador.jpg

 

Limpeza

 

A frequência de limpeza dos vidros do Air vai depender da carga de uso e da maneira como o aparelho é utilizado. Caso o dono da bagaça seja um cabeção, em uma semana o bico já vai estar todo resinado, o que pode piorar caso a erva seja muito triturada antes de ser colocada no reservatório. Eu vapo de duas a três vezes por dia, no fim de semana mais e, como se pode ver na foto acima, os bicos estão meio sujos, e limpei eles pela última vez há 5 dias. Quando tenho que limpar (costuma ser de duas em duas semanas), coloco os bicos imersos num recipiente com álcool comum, e depois de 30 minutos, os limpo com um cotonete. No caso do bico com a ponta plástica, é bom retirá-la antes de colocar a peça de vidro no álcool e limpar a ponta com um cotonete e algodão, pois esse tipo de plástico racha depois de umas poucas dezenas de minutos no álcool. A câmara pode ser limpa delicadamente com um cotonete embebido em algodão.

 

Considerações finais

 

Mudou minha vida. Recomendo a todos que busquem um vaporizador, em especial esse, porque ele é um negócio que se paga na redução do teu consumo e, mais pra frente, no corte dos teus gastos com saúde. É um aparelho que parece que vai ficar ainda muito tempo comigo.

  • Like 8
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

@madsocialscientist Mandou mt no review. Parabens. Boaaa

@yurininja Falei com o vendedor e ele disse que fez hj e deu certinho, ele colocou a telinha menor no bucal da camara e foi encaixando a latinha. Ele disse pra ir descendo o cabecote ate ficar ralando na pilha, disse que funcionou e agr puxa normal. Disse tb que vai ate pro manual haha.

no mais é bem o que vcs falaram, o vape ja tem mudado minha vida (apesar do pouco tempo) nao quero mais voltae pra combustao,  agora posso fazer sessoes durante o carro que nao fede entre outros beneficios. O que me impusionou comprar foi pensar no quanto isso faria bem pro corpo apesar de essa moda talvez estar pegando agora ctz o vap é a melhor opcao se vc quer consumir e nao se fuder futuramente( é o que esperamos ).

 

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Eu estava decidido a pegar o Arizer Air, principalmente pelas baterias 18650 (quem tiver interesse nelas e em carregadores, me enviem MP que posso conseguir algumas). Ainda não descartei a compra de um Air para utilização em casa.

O meu Davinci tinha esse "problema" de ter que usar de ponta cabeça para vir vapor.... demorei pra perceber e, logo que percebi, coloquei uma das telinhas no compartimento para fazer um calço para a latinha e..... problema resolvido.

Só tenho 2 latinhas (paguei em dinheiro e não ganhei a terceira... vitshit, vc pagou no cartão?). Achei que a quantidade de erva que cabe ali é muito pequena.... é pra uso individual MESMO. Ontem vaporizei com um amigo e tive que ficar enchendo uma latinha enquanto utilizava a outra.... virou linha de produção!

A antena flexível tem a grande vantagem de não cair, não quebrar e não machucar o usuário. (Ontem testei ele dirigindo... num buraco dei uma batida com a antena na boca que me fez pensar imediatamente que se fosse um bocal de vidro eu teria me machucado e/ou quebrado o bocal). A desvantagem da antena em relação ao vidro é de que ela praticamente não refrigera o vapor.

Percebi que os olhos não ficam tão vermelhos, mas ficam totalmente luz baixa. Ontem minha esposa percebeu que eu tinha vaporizado no primeiro segundo que olhou para mim!

A bateria é o grande ponto fraco. É minúscula e não substituível, o que torna o proprietário escravo de uma tomada. No carnaval farei uma viagem e ficarei uma semana sem luz elétrica. Com um Air eu poderia levar uma dúzia de 18650 carregadas e ficar uns 15 dias isolado..... O DaVinci só irá junto se eu conseguir bolar um pack externo utilizando minhas 18650 (ou ainda uma bateria de chumbo/ácido essas de alarme).

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Estou há três dias com o meu Arizer Solo e devo dizer que concordo com a frase no final da review do @madsocialscientist. Um vaporizador faz toda a diferença! Moro na casa dos meus sogros e dificilmente tinha a oportunidade de usar cannabis. Tinha que ter certeza que iriam demorar ao sair pra ter certeza que não teria cheiro algum. Agora com o meu vaporizador, uso com eles dentro de casa sem medo algum (porta do quarto fechada e janela aberta). E além da discrição, tem também o super importante aspecto da saúde. Usar vaporizador não ataca a garganta e o pulmão como faz um baseado, é uma experiência completamente diferente e a sensação é de estar literalmente tragando vapor d'água.

O Arizer Solo é um produto que ao meu ver é impecável. Alguns reclamam do problema da bateria não ser prontamente intercambiável, porém é só abrir os 4 parafusos inferiores pra ter acesso a ela. Baterias de alta capacidade para o solo são vendidas a US$ 50,00 mas em São Paulo existem empresas que preparam battery packs sob demanda, com circuito de proteção e superaquecimento e acaba saindo mais barato que comprar fora. No que eu comprei veio um dichavador top de 4 peças de brinde, achei sensacional! Pra quem vaporiza, um bom dichavador é essencial.


Melhor coisa que fiz, posso me medicar todos os dias em segurança e paz. Queria que todos tivessem condições de comprar um bom vaporizador.

  • Like 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

@yurininja Faalaa brother, entao li seu comentario ai, apesar de ser pouca quantidade de vapor, 1 sessao da pra mais de uma pessoa sussa, chapa facil toda vez que eu termino uma sessao quero mais mas passa uns minutos e bate, sem boi. Quanto à antena é foda ela ser daquele jeito tem os lados bons( nao quebra, flexivel) e os ruins( gosto deve ser inferior ao vidro ) mas esta me agradando. Quanto ao pagamento, fiz a vista no deposito em dinheiro mas tinha negociado com ele essa latinha, ia levar duas a mais ai nao deu certo e ele me deu uma de brinde, mais latinhas sao necessarios pra nao ter que ficar fazendo toda hora, 3 hj me satisfazem mas nak sei daqui a alguum tempo...Quanto a questao da bateria, cara se voce descobrir como fazer um external pack de bateria me fala que tenho interesse!!!!!! @eprog pode nos ajudar? Absss

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
18 horas atrás, vitshit disse:

Davinci Review

 

 

 

O Davinci como meu primeiro vaporizador, é uma experiência totalmente nova e diferente. Discreto e sem cheiro tem seu preço. E o meu foi por R$ 700,00.

 

Vamos começar. Primeiramente o Davinci é um aparelho robusto, um tipo de plástico bom para fazer pegada e preparado para quedas ( parece até um acessório da linha G-shock ) acompanhado das telas, câmeras de óleo, concentrados e ervas, carregador e kit limpeza. É pratico, bonito e econômico.

 

Vamos começar pelos detalhes externos, na parte de fora, bem robusto com pegada firme, LED e botões que não aparentam ser frágeis. Antena flexível, quebra um galho bom, mas o gosto não deve ser igual do vidro ( apesar de nunca ter experimentado ). Bom mais isso falamos depois.

 

Parte interna camara aparenta ser resistente, dentro existe uma escova e um compartimento para levar de reserva outra latinha ou até mesmo seu material preferido. No mais só isso no Design. Vale a pena, parece um walk-tokie ninguém vai imaginar que é um vap, porém comparado aos mais novos, eles são mais discretos ( Pax 2 ) porém mais frágeis Tb ( Ascent ) apesar de ter evolução drástica na bateria ( Davinci = 40/45 min. Pax 2 = 90 min. Ascent = 180 min) porém acredito que isso só muda se você tem problemas em carrega-lo todos os dias ou uma vez a cada dois dias.Pois uma sessão de 10 ou duas já chapam tranquilamente. A questão chapar com certeza acontece a cada uso dele, não deixa a desejar em relação ao papel.

 

Usando:

 

O primeiro grande problema do vap é que quando você puxa ele na posição normal do aparelho a latinha não gruda e você se mata se mata de puxar e pouco vapor vem. Em contrapartida a sua boa pegada, você vira ele um pouco, sentido ponta cabeça e vem vapores absurdos. Conversei com o vendedor o que fazer para arrumar isso, ele disse para por outra tela na câmara onde vai a latinha, se conseguir espaçamento entre as telas ótimo (ainda não testei).

 

No mais, o sabor não sei se é dos melhores, mas em alguns dias e comparado com a seda a diferença é notória, não volto mais. Apesar de não ter tido experiências com outros vaps para fazer a comparação de gosto a nota é de 7 pra sabor. Faz o que tem que ser feito e sem dor de cabeça.

 

Bateria, um ponto a desejar, talvez não tanto considerando que está no mercado há 3 anos, isso no passado era a maior tecnologia já inventada e apesar do tempo parece que isso só está chegando ao nosso conhecimento agora. Cada sessão dura cerca de 10 minutos que podem ser considerados bons, pois sempre me perco no meio da sessão e fico pensando ‘’ porra ainda não deu 10? Será que já to fazendo outra?’’ Porém quando a sessão acaba, parece que foi pouco e você quer mais. Portanto para se estar bem em sociedade, a quantidade é boa para uma sessão, se quer ir mais além precisa de mais dedicação hahahaa. A bateria agüenta de 4 a 5 sessões em temperatura de 195º C, temp. Max. 207ºC. Bateria razoável, porém 3 horas pra carregar por completa pra poder desfrutar de 40/50 é chato. Nota 4.

 

LED, parece bom, mas quando você deixa em temperaturas muito altas por algum tempo seguido por ex 2 sessões na temperatura 200º C. O Led primeiramente fica tudo como se fosse 88888 e depois no canto superior direito ele começa a ficar preto, como se estivesse derretendo porém quando desliga ele se regenera (?) Nota pro led. 6

 

O vendedor me indicou usar as latinhas, tenho 3. Portanto no cabeçote existem duas telinhas, a que entra em contato com a latinha e a que entra em contato com a antena, ele me pediu para retirar as duas pois usando a latinha não teria manutenção nem sujeira ( isso é verdade ) que as telinhas iriam apenas irritar. Também na camara existe bem em cima uma borrachinha preta grudada em outra borracha interna, portanto essa argola ele pediu para corta-la com estilete ( cuidado o meu riscou um pouco dentro ) pois com o tempo e calor essa borracha resseca e prende a latinha dentro da camara. Portanto sem telinha alguma, apenas a no fim da camara. Qualidade 10

 

Quanto a limpeza, impecável as latinhas deixam a sujeira ser um fator terciário nisso tudo, pois primeiramente a preocupação é ter a bateria e segundo o material, pois dentro da latinha não precisa limpar, as telinhas não sujam pois não usa, ou seja não tem o que limpar. A única coisa que se limpa ele disse que de 3 em 3 meses usa o liquido do kit limpeza pra limpar por fora da latinha para ela não ficar escorregando dentro da câmera. Ou seja, praticamente não tem limpeza só carregar as latinhas com o material carregar e usar. Só. Vale o investimento se você não quer se preocupar em ficar tendo cuidados com vidros e poder transportar pra qualquer lugar ( eu uso em mochila e não tem problema algum pelo design robusto). Limpeza 10.

 

Transporte, tranqüilo, levo na mochila e mantenho em partes diferentes os acessórios então caso alguém pegue ou descubra, não vai juntar as peças pois são bem discretas. Único problema como já vi o pessoal leva em resturantes e tudo mais, não vai ser flagrado mas talvez acho que comigo não funcionaria por causa de fumaça. Apesar de ser pouca, ainda não testei. Porém fui a um clube e nada. Cabe no bolso, só fica quente após o uso caso precise já sair, vai equentar um pouco a perna. Transporte 8

 

Cheiro, bom é um ponto foda, pois quem usa nunca sente. Mas vamos lá, primeiro passo indico pra todos, façam pelo menos umas 2 sessões sem nada dentro, apenas para aquecer as paredes da camara, me deu um enjôo absurdo porém ninguém sentiu o mesmo, mas essas sessões sem nada dentro e com o cabeçote levantado acabam com isso. Fiz uma sessão no banheiro enquanto meus pais e seus amigos estavam na sala e depois todos usaram o banheiro e nenhum comentou nada. Foi no Banho. Parece que funciona. Cheiro 8

 

Cabeçote, quando você tira as telinhas e vai usando ele vai criando  hash, igual o arizer air. Porém poucas pessoas sabem disso, eu não extrai e sem que demora pelo menos um mês pra isso acontecer. Porém é uma boa na hora que quiser usar óleo no vap é só extrair e usar na pilha. Nota 10

 

Lembrando que para usar óleo, dentro coloque algodão e pingue o óleo dentro. Após o uso descarte o algodão.

 

Vapor, a quantidade de vapor na temperatura 195ºC é razoavelmente bom, quando aumenta pra 197ºC cada tragada parece que você ta usando papel, porém a fumaça é bem menor, o gosto diferente, e quando se passa entre 5 e 6 minutos, eu particularmente, até esquecia de puxar. A quantidade de vapor não é absurda, mas é considerável e saborosa comparada ao papel, porém peca quando o aparelho está de pé e vem pouco vapor, precisa deita-lo. Nota 7

 

Sessão, cada sessão no aparelho é diferente, pois ele não é igual ao papel que precisa estar fino, quanto maior o pedaço maior, pois para vaporizar o ar precisa entrar na câmara e absorver os princípios ativos. E de preferência camara sempre cheia, porém ao invés de fazer pó Poe umas cabeças. Cada latinha cheia me rende 1,5 sessão em 195~197ºC e sair bem tostado. Não queimado. Rendimento 10

 

Venda, não de praxe mas uma parte para tudo isso acontecer foi a parte da venda, vendedor atencioso pré,durante e pós venda, conversa usa e entende do aparelho, portanto valeu cada centavo, trocamos idéias e experiência. Isso garanto que é fundamental para todos ter uma boa visão do que é um vap e pra que ele serve, seus benefícios e a economia. Portanto indico onde comprei: http://vaptvupt.lojaintegrada.com.br/ Vendedor 10

 

Considerações finais: O aparelho é muito bom, o aparelho satisfaz qualquer estilo pela sua robustez. Porém peca um pouco na bateria, não tanto se considerar ser um aparelho de 3 anos atrás. Porém a qualidade dos materiais são muito boas, as pilhas ajudam muito na higiene pois não tem que ficar limpando tudo sempre como os mais novos, pode-se muito bem ir engatilhando uma sessão atrás da outra até a bateria acabar e sem sujeira alguma. Vale o investimento. Tanto pela parte do vendedor que ajudou e tirou todas as dúvidas e quanto ao que promete o aparelho e cada uso você se surpreende mais, está sendo uma experiência incrível desses dias em diante

 

 

 

Enfim, o Davinci é recomendadíssimo e vapor é o futuro dessa porra!

 

COMASSIM Ascent 90 mins de bateria??

COÉEEEEE, necessito, RAKRAKrk, tu não curte ele né? @TCHELO.

Deve ser bom para levar para show e talz..

visão..

 

@vitshit, coé dessa do algodão aí ? Tu esquenta ele junto ao oil/hax e ele não libera nd, além do próprio oil/hax?

 

Paz..

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
10 minutos atrás, vitshit disse:

Galera mandei um de cada porque não tinha como mandar todos em uma só.. queria saber, vocês já vaporizaram outras ervas nos seus vaps? e como foram as experiencias? abss

Estou com vontade de vaporizar algumas ervas medicinais como lúpulo, camomila e sálvia, só não sei se as temperaturas do meu vaporizador serão as certas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
6 minutos atrás, vitshit disse:

@eProg tb queria, onde vendem esse tipo de coisa?

Camomila e sálvia eu crio aqui no jardim, mas é fácil encontrar em mercados e casas de chá. Lúpulo você compra em flor ou pellets (prensado) em lojas de artigos para cervejaria artesanal ou casas de chá.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
9 minutes ago, eProg said:

Estou com vontade de vaporizar algumas ervas medicinais como lúpulo, camomila e sálvia, só não sei se as temperaturas do meu vaporizador serão as certas.

Fala eProg,

Nesse site tem uma lista bem completa com várias ervas, flores e plantas e seus pontos ideais de vaporização.

http://vaporizer-info.com/en/vaporizing-temperatures

Tudo em inglês, mas nada que um Google Translator não resolva em dois palito :)

abrazz

 

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Agora, Curandeiro Dido disse:

Fala eProg,

Nesse site tem uma lista bem completa com várias ervas, flores e plantas e seus pontos ideais de vaporização.

http://vaporizer-info.com/en/vaporizing-temperatures

Tudo em inglês, mas nada que um Google Translator não resolva em dois palito :)

abrazz

 

Muito obrigado! Sabe se há perigo em vaporizar sálvia? Deve estar seca ou pode ser uma folha arrancada na hora?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
2 minutos atrás, eProg disse:

Camomila e sálvia eu crio aqui no jardim, mas é fácil encontrar em mercados e casas de chá. Lúpulo você compra em flor ou pellets (prensado) em lojas de artigos para cervejaria artesanal ou casas de chá.

Sálvia mrm??

q deixa lotadaço??

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
20 horas atrás, TCHELO disse:

Mano depois que eu descobri o vape minha concepção e consciência mudaram completamente! Parei de fumar cigarros, diminui o consumo radicalmente da erva e com a economia eu agora só compro a melhor madura da região ou o kunk, até pq o sabor fica incrível quando a erva é boa. E já to comprando meus acessórios pra cultivar minhas 2 primeiras amiguinhas. Agora além de vaporizar eu to na vibe, n compre plante...

Eu tive vários vapes e experimentei alguns de amigos. Comprei alguns e usei apenas 3 ou 4 vezes e os que n me agradaram eu vendi no mercado livre, aqui ou pra algum amigo. Vale apena experimentar alguns até achar o que mais agrada, eu sou fã do Arizer Air e do Pax 2, para mim são os melhores, o G pro original tbm é legal e o Crafty bem mais ou menos, acho que é uma questão de gosto mesmo.

O vape é a evolução, além da liberdade de ir e vir, n incomodamos ninguém, n levantamos bandeira e nem precisamos nos esconder ou correr riscos, imagina na noite de réveillon vc ter que sair de casa pra fumar escondido uma bomba e ainda ficar se enchendo de perfume, com a boca cheia de chiclete e mesmo assim dando pala? Que bad! Agora basta ir no quarto e powww, a magia está no ar.. Kkkkkkkkk ( relevem a comparação tosca, to vaporizando ), ficar preso a raiz n é tão sagaz assim, além do benefício à saúde, depois de um tempo vc passa a ver várias vantagens, tipo, meu carro n fede mais. Do the evolution baby! 

Grande abraço pra galera e boas energias vaporizer p/ 2016.

Salve brodi,

Estou para comprar o Mighty, vc conhece? Já ouviu falar bem dele?

Abs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
37 minutes ago, eProg said:

Muito obrigado! Sabe se há perigo em vaporizar sálvia? Deve estar seca ou pode ser uma folha arrancada na hora?

Cara, não faço ideia... Teria de ler sobre o assunto, ver quais os componentes da planta e seus possíveis efeitos. Mas imagino que não tenha maiores problemas, não. Talvez o vapor ataque a garganta ou provoque tosse, mas provavelmente nada além disso. Todavia, o ideal mesmo seria ler sobre o assunto. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
26 minutos atrás, lixeiro300 disse:

Alguém saberia dizer o mah e a voltagem ideal para utilizar no Arizer Air ???

 

Abçs

Ele utiliza uma célula de íons de líthium, portanto é 3,7V

O Davinci utiliza 3 células (beeeeem menores) de polímero de Lithium, portanto 3,7vX3= 11,1V

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
7 horas atrás, lixeiro300 disse:

COMASSIM Ascent 90 mins de bateria??

COÉEEEEE, necessito, RAKRAKrk, tu não curte ele né? @TCHELO.

Deve ser bom para levar para show e talz..

visão..

 

@vitshit, coé dessa do algodão aí ? Tu esquenta ele junto ao oil/hax e ele não libera nd, além do próprio oil/hax?

 

Paz..

Mano eu vendi o meu, n cheguei a testar o tempo de bateria pq n gostei muito dele, se usar muito fica difícil de revender,, usei umas 4/5 vezes, mas... Se vc quer um pra usar na rua, cinema, show e etc, vá de pax2, esse é imbatível na discrição, eu uso na mesa do bar sem problema algum.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
3 horas atrás, Madeiraverde disse:

Salve brodi,

Estou para comprar o Mighty, vc conhece? Já ouviu falar bem dele?

Abs

Mano, um amigo tem, já experimentei ele, tipo.. Ele n é discreto e nem de longe é anatômico, pq é grande e n fica em pé, mas.. Se discrição n for o caso, ele é muito bom, bem melhor que o crafty, muuuuuito vapor e n precisa do aplicativo pra escolher a forma que vc quer brincar, eu daria 9 pra ele e 7 pro crafty. 

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faça login para comentar

Você vai ser capaz de deixar um comentário após fazer o login



Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...