Ir para conteúdo

Maconha na Psicologia


H. H. Costa

Recommended Posts

  • Usuário Growroom

O livro CASO 181, narra a história de um estudante de Psicologia que fuma Maconha, 

e passa a observar os grupos "Sativos" no intuito de desenvolver um estudo sobre a 

questão social da maconha. 

No desenrolar da história, Sexo, Drogas & Rock n' Roll.

 

Livro anexo abaixo.

CASO 181 - H. H. Costa.pdf

  • Like 1
  • Thanks 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

16 minutos atrás, H. H. Costa disse:

O livro CASO 181, narra a história de um estudante de Psicologia que fuma Maconha, 

e passa a observar os grupos "Sativos" no intuito de desenvolver um estudo sobre a 

questão social da maconha. 

No desenrolar da história, Sexo, Drogas & Rock n' Roll.

 

Livro anexo abaixo.

CASO 181 - H. H. Costa.pdf

 

Você já leu o livro?

Vale a pena ou é baboseira?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom

Respondendo a sua pergunta sobre o Livro Caso 181,

fica difícil de não te dar uma resposta pessoal, sendo que Eu escrevi o Livro,

mas garanto que não é baboseira,  é uma obra bem estruturada e totalmente contra cultural,

que apoia e questiona valores não só da Maconha, mas de outras drogas e outras questões ligadas ao ser humano, de forma Revolucionária.

Espero que goste da leitura!!

 

Abraço, H. H. Costa.

  • Like 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 weeks later...
  • Usuário Growroom

Que da hora, acho que maconha e psicologia juntas não foram tão exploradas como deveriam (ou foi mas eu não tive acesso antes), acho psicologia muito interessante, e sob os diversos efeitos que a ganja produz deve ser algo fascinante para se "estudar".

To lendo um livro no momento, mas assim que eu tiver lido com calma e formado uma boa opinião voltarei pra dar o feedback.   é noiz !

:roll-up:  

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 month later...
  • Usuário Growroom
Em 23/12/2015 at 22:06, .DON disse:

Que da hora, acho que maconha e psicologia juntas não foram tão exploradas como deveriam (ou foi mas eu não tive acesso antes), acho psicologia muito interessante, e sob os diversos efeitos que a ganja produz deve ser algo fascinante para se "estudar".

To lendo um livro no momento, mas assim que eu tiver lido com calma e formado uma boa opinião voltarei pra dar o feedback.   é noiz !

:roll-up:  

 

O Livro é uma Mensagem ContraCultural..

Pô cara, fico no aguardo do Feedback..

 

valeu!

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Em 15/12/2015 at 23:46, bujjhati disse:

Que legal cara, foi publicado por alguma editora?

Vou dar uma lida mais tarde quando estiver de férias.

 

 

Fiz algumas tiragens independentes. Tô levantando uma grana pra imprimir mais exemplares.

Projeto 2016!

Valeu

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 weeks later...
  • Usuário Growroom

Li alguma introdução e me interessei bastante. Certeza que outras pessoas vão se identificar com essa 'inadequação' ao 'mundo real e seus complementos'.

Mais ainda, me identifiquei com a tua escolha quanto ao curso... Desde o fundamental que meu objetivo como profissão é psiquiatria e hoje estagio num hospital psiquiátrico. Todo esse processo pelo qual se passa, desde a fixação de metas, valores e desejos até a experimentação do tal objetivo, na prática

Tem bastante coisa que é gostoso de conversar e tá no livro, dá pra escrever um post imenso.
Parabéns pela obra, cara. Vou ler o quanto antes

Cê fez uma revisão ortográfica?

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Em 05/02/2016 at 10:35, welson disse:

Cara seu livro e uma obra de arte, apesar de ainda não ter terminado de ler, eu também sou estudante de psicologia, ainda mais que você conheceu uma galera da minha cidade, (Montes Claros).

Valeu Camarada!!

Espero que ajude a enxergar a Psicologia de uma forma mais interessante..

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
Em 10/02/2016 at 11:00, Cumpadre disse:

Li alguma introdução e me interessei bastante. Certeza que outras pessoas vão se identificar com essa 'inadequação' ao 'mundo real e seus complementos'.

Mais ainda, me identifiquei com a tua escolha quanto ao curso... Desde o fundamental que meu objetivo como profissão é psiquiatria e hoje estagio num hospital psiquiátrico. Todo esse processo pelo qual se passa, desde a fixação de metas, valores e desejos até a experimentação do tal objetivo, na prática

Tem bastante coisa que é gostoso de conversar e tá no livro, dá pra escrever um post imenso.
Parabéns pela obra, cara. Vou ler o quanto antes

Cê fez uma revisão ortográfica?

 

Acho que o ponto mais forte, é que durante a leitura o próprio livro faz esse diálogo com o leitor, e abre possibilidades de novas discussões

com outras pessoas, ou consigo mesmo.

 

Eu mesmo fiz a revisão, quis usar uma linguagem menos formal, uma "Literatura Urbana".

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 month later...
  • Usuário Growroom

Cara, comecei a ler seu livro, me identifiquei com varias partes já, muito bacana sua idéia, vou terminar-lo também e volto. Mas vou fazer o mesmo questionamento ou até que fique uma sugestão, você fez uma revisão com word ou lendo tudo? Tem uma palavrinha ou outra escrita de forma errada, mas nada que interfira na idéia. Parabéns pela iniciativa, tinha uma ex-namorada que fazia psicologia, e sempre conversávamos sobre algumas linhas de pensamento depois de fumar um... Me interesso muito por psicologia e esse formato de livro é interessantíssimo pra quem é "de fora". 

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Usuário Growroom
4 horas atrás, Salagreen disse:

Cara, comecei a ler seu livro, me identifiquei com varias partes já, muito bacana sua idéia, vou terminar-lo também e volto. Mas vou fazer o mesmo questionamento ou até que fique uma sugestão, você fez uma revisão com word ou lendo tudo? Tem uma palavrinha ou outra escrita de forma errada, mas nada que interfira na idéia. Parabéns pela iniciativa, tinha uma ex-namorada que fazia psicologia, e sempre conversávamos sobre algumas linhas de pensamento depois de fumar um... Me interesso muito por psicologia e esse formato de livro é interessantíssimo pra quem é "de fora". 

Cara, 

eu mesmo fiz a revisão, confesso que é bem cansativo e que alguns erros passam por causa da associação da palavra já instituída na mente. Vou fazer uma outra revisão com mais calma pra identificar estes erros, salvo aqueles na qual utilizei um vocabulário mais informal, pois quis escrever como se estivesse contando a história para o leitor, utilizando uma linguagem mais urbana, do jeito que se fala, mas valeu pela ideia! Espero que viaje na leitura..

Valeu!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Processando...
  • Tópicos

  • Posts

    • Olá! Eu concordo que o ato de plantar pode ser visto como uma forma de resistência, especialmente em um contexto onde a burocracia e as leis restringem essa prática. Em muitos casos, plantar algo pode ser uma forma de expressão pessoal e política, uma maneira de desafiar normas estabelecidas e reivindicar autonomia. No Brasil, a burocracia muitas vezes impede ações simples e naturais, como o cultivo de plantas, o que pode ser frustrante. Porém, essa resistência pode também trazer conscientização e provocar mudanças, mesmo que lentamente. É importante refletirmos sobre como nossas ações cotidianas podem ter implicações políticas.  
    • Oi! Eu acho essa decisão bastante interessante e um avanço em termos de justiça e bom senso. Penalizar alguém severamente por cultivar uma planta para uso próprio não parece proporcional. É importante que a legislação seja aplicada de forma justa e que considere o contexto e a quantidade envolvida. A decisão da ministra Laurita Vaz reflete um entendimento mais equilibrado da situação, evitando que pessoas sejam punidas de maneira excessiva por algo que não causa grande impacto social. Acho que estamos caminhando para uma abordagem mais sensata e menos punitiva em relação ao uso pessoal de substâncias como a maconha.  
    • Oi, eu já tive um problema semelhante. Realmente, o pH Down da HN é mais fraco. O da GH é bem mais eficiente por causa da combinação de ácido fosfórico, ácido cítrico e mono-amônio fosfato, o que ajuda a manter o pH estável por mais tempo. Eu recomendo experimentar o pH Down da GH se puder. Além disso, sempre verifique o pH da sua solução antes de regar para garantir que está nos níveis ideais. Boa sorte com seus cultivos, espero que consiga resolver esse problema rapidamente!  
×
×
  • Criar Novo...